Menu
2020-06-17T14:13:52-03:00
Estadão Conteúdo
REFORMULAÇÃO DO FNDE

Centrão emplaca ex-candidata a deputada pelo PP em diretoria de fundo da Educação

Renata D’Aguiar foi nomeada para comandar a direção de gestão de fundos e benefícios do FNDE.

17 de junho de 2020
14:13
câmara
Plenário - Sessão Extraordinária Michel Jesus/Câmara dos Deputados - Imagem: Michel Jesus/Câmara dos Deputados

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) passou por uma grande reformulação em seus principais quadros desde o início deste mês, quando começou a ser comandado por nomes ligados ao Centrão. Em menos de 15 dias, as nomeações já avançaram para a diretoria financeira, que é o caixa do Fundo, e até para áreas estratégicas, como a parceria do Ministério da Educação com a Unesco.

Na terça-feira, 16, o FNDE teve mais uma de suas diretorias cedidas para partidos ligados ao Centrão. Candidata a deputada distrital em 2018 pelo PP (hoje Progressistas) do Distrito Federal, Renata D’Aguiar foi nomeada para comandar a direção de gestão de fundos e benefícios do FNDE.

A escolha foi publicada no Diário Oficial da União e assinada pelo secretário-executivo do Ministério da Educação, Antonio Paulo Vogel.

A entrega do fundo a um nome indicado pelo Centrão - bloco informal da Câmara formado por Progressistas, PL, Republicanos, PTB, Solidariedade, PSD e parte do DEM - faz parte da estratégia do presidente Jair Bolsonaro para ganhar apoio no Congresso.

O objetivo do Palácio do Planalto é ter uma base consolidada para aprovar projetos e, principalmente, barrar eventual processo de impeachment. Vinculado ao Ministério da Educação, o FNDE é um dos espaços mais cobiçados por políticos. É responsável tanto pela contratação de livros escolares como pelo programa federal de financiamento estudantil.

O governo já havia nomeado, no último dia 1.º, o chefe de gabinete do senador Ciro Nogueira (Progressistas-PI), Marcelo Lopes da Ponte, para a presidência do fundo.

O órgão tem um orçamento de R$ 54 bilhões neste ano. Desde o início do mês, o próprio Marcelo já assinou a nomeação de outros sete servidores para cargos estratégicos, segundo levantamento feito pelo Estadão. No dia 12, ele designou, por exemplo, Antônio Rodrigues Santos Filho para o cargo de chefe do serviço de apoio administrativo do FNDE. Antes, em 2 de junho, o aliado de Ciro Nogueira - que comanda o Progressistas - já havia conseguido emplacar José Carlos Lopes para atuar em seu gabinete, em função comissionada.

No mesmo dia, Marcelo também nomeou Sara Regina Souto Lopes para o cargo de substituta eventual na coordenação de planejamento orçamentário. Já Lucia Borba da Silveira Pereira foi escolhida, na mesma data, para diretora financeira do FNDE.

O cargo é responsável pelo caixa bilionário do órgão. Foram feitas, ainda, nomeações na área de auditoria e até mesmo no setor de representação do Ministério da Educação no Projeto de Cooperação Técnica Internacional da Unesco.

No início do mês, o próprio Marcelo ficou responsável por cuidar da ordenação de despesas, que "abrange a concessão de suprimentos de fundos de diárias e passagens, dentro ou fora do território nacional, nos termos da legislação vigente".

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Tamanho menor

Zara fecha sete lojas no Brasil em plano de reorganização

O plano da empresa foi traçado em 2020 e, no Brasil, começou ainda no ano passado, com o fechamento de lojas nas cidades de Joinville (SC) e São José dos Campos (SP)

Seu Dinheiro no sábado

A única coisa que Bill Gates não pode comprar

Troca de presidente nos Estados Unidos, início da vacinação para covid no Brasil e comunicado do Banco Central com vocabulário novo. A semana que se encerra trouxe novidades importantes. É bem verdade que também teve notícia velha, daquelas que encontramos todos os dias: disputas políticas entre Jair Bolsonaro e João Dória, caos nos hospitais públicos […]

Sem dieta

McDonald’s tem planos de abrir 50 novos restaurantes na América Latina, 80% deles no Brasil

Rede pretende investir até US$ 130 milhões (R$ 690 milhões) na região e também quer reforçar o drive-thru, delivery e o aplicativo

Bilionário imunizado

Adivinha quem já foi vacinado? Bill Gates compartilha foto e diz como se sente após tomar 1ª dose

Fundador da Microsoft compartilhou foto do momento em que era vacinado e enalteceu o trabalho dos cientistas, voluntários e profissionais da saúde que trabalham no combate à pandemia

Início de cobertura

Após queda de 56%, XP revela o que espera das ações da dona da rede de restaurantes Frango Assado e Pizza Hut no Brasil

Os analistas da corretora iniciaram a cobertura das ações da IMC com recomendação neutra e preço-alvo de R$ 4,00, o que indica um potencial de alta de 8%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies