Menu
2020-04-01T18:05:25-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
menos casas bahia

XP reduz posição em Via Varejo e ações despencam 10%

Patamar foi alterado de 5% para 2,9% (37,7 milhões de ações); movimentação das ações não tem o propósito de alterar a composição do controle acionário, diz a gestora

1 de abril de 2020
10:26 - atualizado às 18:05
Fachada da loja Casas Bahia, rede pertencente à Via Varejo
Casas Bahia é uma das redes de lojas operadas pela Via Varejo - Imagem: Shutterstock

A XP Gestão reduziu a participação dos fundos de investimento por ela geridos na Via Varejo. As ações da varejista (VVAR3) despencam 10,61%, a R$ 4,72 no pregão desta quarta-feira (1), acumulando uma desvalorização de 57% no ano.

Segundo a XP, o patamar foi alterado de 6,6% para 2,9% - 37,7 milhões de ações. A gestora diz que a movimentação não tem o propósito de alterar a composição do controle acionário ou a estrutura administrativa da Via Varejo.

Ontem o gestor da casa, João Luiz Braga, anunciou a reabertura de captação de fundos de longo prazo. Via Twitter, ele disse que no momento não faz sentido concentrar a carteira como há dois meses, "quando era difícil encontrar ativos baratos na bolsa".

"Compramos empresas que são dolarizadas e sofreram muito, como Vale e Suzano. E várias outras que caíram muito", disse. "Continuamos comprados e podemos reconcentrar posição em qualquer ativo a qualquer momento".

A XP investiu na Via Varejo no ano passado, quando a família do fundador retomou o controle acionário da empresa. Na ocasião, o empresário Michael Klein adquiriu toda a participação do Grupo Pão de Açúcar (GPA) na varejista. A XP entrou no negócio obtendo quase 8% de participação na companhia.

Desconfiança

No mês passado, a Via Varejo teve de divulgar antes do balanço a sua dívida bancária, após algumas casas avaliarem que a companhia teria dificuldades de alavancagem em meio à crise do coronavírus.

O endividamento da companhia chegou a R$ 1,6 bilhão no final de 2019 - a empresa tinha R$ 1,4 bilhão em caixa, conferindo um índice de liquidez de 0,8%.

Para os analistas do BTG Pactual, será importante monitorar as iniciativas de contingência da Via Varejo para economizar dinheiro durante o período de crise. No último dia 26, a empresa informou que deve vender de maneira remota para mitigar os efeitos das lojas fechadas.

A Via Varejo registrou um lucro de R$ 78 milhões no quarto trimestre de 2019, revertendo um prejuízo de R$ 282 milhões no mesmo período do ano anterior. No ano, a varejista teve prejuízo de R$ 479 milhões.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

a hora e a vez do rali do câmbio

Dólar cai forte e fecha no menor nível desde julho; confira 5 razões para a queda da moeda

A moeda americana terminou novembro em queda firme e iniciou dezembro da mesma forma, tombando 2%. O que explica esse movimento? O Seu Dinheiro explica

dados do ministério da saúde

Covid-19: Brasil tem 173,8 mil mortes e 6,38 milhões de casos

Em 24 horas, foram registrados 50.909 diagnósticos positivos para a doença

pandemia

Vacinação contra covid-19 deve começar com profissionais da saúde, idosos e indígenas

Proposta preliminar foi discutida em reunião realizada hoje (1º) com a participação do Ministério da Saúde e outras instituições

seu dinheiro na sua noite

Onde eu devo investir meu dinheiro agora?

A pergunta do título é talvez a que eu mais ouço de amigos, parentes e colegas por trabalhar na cobertura de finanças e investimentos. Tenho certeza de que não é muito diferente para aqueles que trabalham no mercado financeiro como analistas, operadores e consultores financeiros e de investimentos. Esteja o profissional credenciado para dar recomendação […]

Bom negócio?

Itaú eleva preço-alvo das ações da Moura Dubeux

A companhia destacou uma sólida tendência de vendas até o momento no quarto trimestre, impulsionada pela “impressionante” velocidade de vendas dos empreendimentos lançados recentemente.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies