Menu
2020-12-10T17:13:51-03:00
Estadão Conteúdo
momento é de otimismo

Produção foi normalizada e não há falta de produto, diz presidente da CSN

Benjamin Steinbruch diz que partir do primeiro trimestre do ano que vem não haverá mais discussão sobre falta de produtos

10 de dezembro de 2020
15:51 - atualizado às 17:13
BENJAMIN STEINBRUCH
Brasil, São Paulo, SP. 20/07/2013. Benjamin Steinbruch durante espetáculo da Orquestra Filarmônica de Israel com regência do maestro Zubin Mehta na Sala São Paulo. - Imagem: JUAN GUERRA/ESTADÃO CONTEÚDO/AE

O presidente da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), Benjamin Steinbruch, negou que esteja havendo falta de produto no mercado, como alguns têm comentado.

Durante o CSN Day, realizado nesta quinta-feira, 10, ele disse que houve desmobilização da cadeia no início do ano com a pandemia e a produção teve de ser paralisada. Mas os pedidos já foram retomados e a produção está sendo normalizada.

"Tem gente que quer passar uma falsa imagem de falta de produtos no mercado e isso não é bom porque não é verdade. O que aconteceu é que como a perspectiva da economia estava muito ruim, todos foram obrigados a diminuir a produção a partir de março. Então, por falta de pedidos a cadeia como um todo desativou as linhas de produção. Com a volta dos pedidos, a produção também está voltando", disse.

Ele explicou que a indústria automobilística, por exemplo, tinha três meses de estoque de produtos e achou confortável deixar de fazer novos pedidos. Com isso, os fornecedores também pararam a produção. "E aí, quando o estoque acabou, o tempo de voltar a produção plena representou necessariamente o nível de estoque que cada um optou por ter", explicou.

"Garanto ao mercado que, não apenas do ponto de vista da siderurgia, o abastecimento está normal, por conta da volta da capacidade plena de produção. Todos estão se mobilizando para isso. Não vejo no ano que vem motivo para qualquer tipo de falta de produto. A produção estará adequada à demanda e a partir daí com os estoques já estarão reposicionados. A partir do primeiro trimestre do ano que vem essa discussão já não existirá mais", afirmou.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

SD PREMIUM

Segredos da Bolsa: Semana promete ser agitada com Copom, IBC-Br, Biden e mais…

A semana promete ser agitada, com importantes indicadores no radar e a “mudança de guarda” nos Estados Unidos

Temos vacina!

Por unanimidade, Anvisa aprova uso emergencial da CoronaVac e da vacina de Oxford/AstraZeneca

Primeiros profissionais de saúde já foram vacinados em pronunciamento do governador de São Paulo, João Doria

Mais uma recomendação

Técnicos da Anvisa recomendam uso emergencial da vacina de Oxford/AstraZeneca

Mais cedo, área técnica havia defendido aprovação da CoronaVac

Ainda falta...

Anvisa devolve pedido de uso emergencial da Sputnik

Laboratório russo não apresentou os requisitos mínimos para que o pedido de uso emergencial pudesse ser analisado pela agência

Quase lá

Área técnica da Anvisa recomenda uso emergencial da CoronaVac

Diretores da agência analisam pedidos de uso de vacinas. No momento, a área técnica ainda faz a apresentação. Em seguida, a relatora do tema, diretora Meiruze Freitas lerá seu voto, com os outros quatro diretores da agência votando depois

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies