Menu
2020-01-22T12:52:31-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
No limite

Petrobras fica à beira da privatização com venda de ações do BNDES em oferta

Petroleira não deixará de ser estatal por muito pouco: participação do governo em ações ordinárias (com direito a voto) pode cair para 50,26% após a oferta de papéis que estão na carteira do BNDES

22 de janeiro de 2020
12:31 - atualizado às 12:52
Executivos da Petrobras e da Caixa na sede da B3
Executivos da Petrobras e da Caixa na sede da B3 - Imagem: Divulgação / Petrobras

Considerada uma das joias da coroa pelo presidente Jair Bolsonaro, a Petrobras ficará muito perto de perder o controle estatal após a venda de ações que hoje pertencem ao BNDES.

O banco estatal deu início a uma oferta pública de papéis da petroleira que pode movimentar até R$ 22,8 bilhões, com base nas cotações de fechamento de ontem. O BNDES detém hoje quase 10% das ações ordinárias (com direito a voto) da empresa.

Com a venda, a participação do governo em ações ordinárias (com direito a voto) na Petrobras cairá para 50,26%, de acordo com informações do prospecto da oferta.

Lembrando que o controle acionário de uma empresa se caracteriza por uma participação de pelo menos 50% mais um do capital votante.

Ou seja, bastaria ao governo vender um excedente de 20 milhões de ações – avaliadas em aproximadamente R$ 620 milhões – para que a Petrobras deixasse de ser uma estatal de fato.

Mas Bolsonaro já afirmou que Petrobras, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal estão fora do programa de privatização do governo.

Há um ano, a União detinha – direta e indiretamente – 63,4% das ações ON da Petrobras (PETR3). O percentual inclui as posições do BNDES e da Caixa, que se desfez de seus papéis em uma oferta realizada em junho de 2019.

O prazo de reserva para quem quiser investir nas ações da estatal na oferta vai de 29 de janeiro a 2 de fevereiro. A definição do preço por ação acontece no dia seguinte. Até 15% dos papéis devem ser destinados ao público de varejo – que possui até R$ 1 milhão para investir.

Aderir à oferta pode ser uma oportunidade de comprar os papéis por um preço inferior ao negociado na bolsa. Na venda dos papéis que pertenciam à Caixa, o valor ficou 1,5% abaixo da cotação de mercado da época.

Mas os bancos que coordenam a oferta darão prioridade ao investidor que aceitar um período de lock-up de 45 dias, durante o qual não poderá negociar os papéis. A operação é coordenada por Bank of America, Bradesco BBI, BB Investimentos, Citi, Goldman Sachs, Morgan Stanley e XP Investimentos.

No pregão de hoje, as ações ON da Petrobras eram negociadas em alta de 0,48%, cotadas a R$ 31,17. Confira também nossa cobertura completa de mercados.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Isso é que é alívio

Dólar despenca 6,52% na semana e fica abaixo de R$ 5,00; Ibovespa dispara mais de 8%

O dólar à vista terminou a semana a R$ 4,99, indo ao menor nível desde 26 de março, enquanto o Ibovespa cravou a sexta alta seguida e voltou ao patamar de 94 mil pontos. Entenda o que motivou toda essa onda de otimismo nos mercados

Secretário especial da fazenda

Bolsa Família não foi prejudicado com transferência de recurso à Secom, diz Waldery

Ele lembrou que o governo decidiu prorrogar o auxílio emergencial por duas parcelas “em princípio” e que, depois da medida provisória que previa o pagamento permanente do 13º para o Bolsa Família caducar, o governo analisará o espaço orçamentário para esse medida neste ano

Efeito coronavírus

Varejo de SP tem perdas de R$ 16 bilhões durante quarentena, diz Fecomercio

O cálculo é da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), levando em consideração 72 dias de quarentena até ontem

Menos frequência, mais gasto

Redes de supermercados e atacarejos faturam 12,5% a mais em maio

Os dados são de um levantamento da GS Ciência do Consumo, empresa de inteligência analítica e soluções de tecnologia para indústria e varejo

YDUQ3 salta 10% na bolsa

BTG mantém-se neutro sobre Yduqs, mas vê ‘gatilho valioso’ após aquisição de R$ 120 milhões

Yduqs salta mais de 10% no Ibovespa; para BTG, o fraco ímpeto de lucros da companhia e a falta de catalisadores ainda justificam a cautela na recomendação

Dono da Warner Music

Len Blavatnik: o bilionário que apostou na indústria fonográfica e se tornou um dos homens mais ricos do mundo

Com o bem-sucedido IPO da Warner Music, na Nasdaq, Blavatnik, que apostou na empresa quando a indústria fonográfica desmoronava, saltou quase 20 posições na lista dos mais ricos do mundo

crise sanitária

Hospital de campanha inaugurado por Bolsonaro é entregue com 1 mês de atraso

Hospital de campanha em Águas Linda é o primeiro montado pelo governo federal para atender exclusivamente pacientes de covid-19.

Consequências drásticas

50% das empresas alemãs relatam adiamento de investimentos, diz instituto Ifo

A pandemia de coronavírus está tendo consequências drásticas para o investimento de empresas na Alemanha, afirma o instituto Ifo

recuperação à vista?

Pence comemora dado de emprego dos EUA e diz que Casa Branca discute estímulos

“Payroll de hoje indica que recuperação econômica já começou”, declarou Pence, elogiando, em seguida, as medidas de apoio às famílias e empresas tomadas pelo governo ao longo dos últimos meses

obituário

Morre aos 83 anos o economista Carlos Lessa, ex-presidente do BNDES

Nascido no Rio em 1936, Lessa era um dos expoentes, no meio acadêmico, da linha teórica “desenvolvimentista” nos estudos sobre economia

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements