Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-02-17T19:49:18-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
de olho no balanço

Lucro do Magazine Luiza cresce 54% e chega a R$ 921 milhões em 2019

Varejista divulgou as cifras do ano com os resultados do quarto trimestre de 2019. Entre os destaques dos últimos três meses, está novamente o e-commerce

17 de fevereiro de 2020
8:21 - atualizado às 19:49
Fachada do Magazine Luiza, concorrente de Via e Americanas
Imagem: Divulgação

O Magazine Luiza informou nesta segunda-feira (17) que lucrou R$ 921,828 milhões em 2019 — 54% a mais do que o ano anterior. O resultado anual foi impactado positivamente por créditos tributários recebidos pela varejista.

Sem os eventos extraordinários, o lucro líquido ajustado do Magazine Luiza foi de R$ 552 milhões em 2019, uma queda de 6,4% em relação a 2018 e um valor abaixo da expectativa do mercado, de R$ 848 milhões, segundo a média de analistas consultados pela Bloomberg.

No quarto trimestre do ano, o Magazine Luiza lucrou R$ 168 milhões, 11% a menos do que no mesmo trimestre de 2018. Na base ajustada, que exclui eventos extraordinários, o lucro foi de R$ 185 milhões no período, queda de 0,5% ante o quarto trimestre de 2018.

Durante o quarto trimestre houve um aumento de 51% nas vendas, a R$ 9 bilhões, e um avanço de 93% do e-commerce, chegando a R$ 4,3 bilhões, ainda de acordo com o Magazine Luiza.

O marketplace cresceu 216%, segundo a empresa — representando 27% do e-commerce total. As vendas nas lojas físicas evoluíram 26% no total (13% nas mesmas lojas) e o Ebitda ajustado foi de R$ 395 milhões, margem de 6,2% (R$ 1,3 bilhão em 2019).

Aquisições

Em comunicado, o Magazine Luiza chama a atenção para as aquisições feitas em 2019, em especial a da Netshoes. Com a compra da varejista, o Magalu entrou em duas novas categorias: artigos esportivos e moda.

"A Netshoes trouxe para o Magalu uma competente equipe de profissionais digitais e uma plataforma com 1 mil sellers, 4 milhões de clientes e 2,5 bilhões de reais em GMV [valor bruto de mercadorias]", diz a empresa.

Nesta segunda-feira, o Magazine Luiza conclui a compra da Estante Virtual, um marketplace de livros fundado em 2015. "A aquisição reforça a estratégia do Magalu de crescimento em novas categorias e aumento da frequência de compra".

Após a integração, os clientes da Estante Virtual poderão retirar suas compras, em 48 horas e sem cobrança de frete, em qualquer das mais de 1,1 mil lojas da varejista, informou o Magazine Luiza. A varejista tem lojas em mais de 780 cidades: 300 não têm livrarias.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

seu dinheiro na sua noite

Uma tarde de soluços nos mercados

O preço dos combustíveis, um dos grandes vilões da elevada inflação brasileira, não dá sinais de enfraquecimento. Muito pelo contrário: a passagem do furacão Ida pelo Golfo do México deve seguir impactando a oferta de petróleo por mais alguns meses, o que traz reflexos diretos ao preço da commodity. O Brent fechou em alta pela […]

menos méliuz

Méliuz (CASH3): Truxt reduz participação na companhia

Negociações têm por objetivo investimento e não visam alterar a composição do controle ou a estrutura administrativa da empresa

atenção acionista

Dividendos: Multiplan (MULT3) paga R$ 270 milhões em juros sobre capital próprio

Empresa vai considerar os acionistas inscritos nos registros da companhia no dia 28 de dezembro, dado que as ações de emissão da companhia passaram a ser negociadas “ex juros” a partir de 29 de dezembro

FECHAMENTO DO DIA

Petrobras dá susto, mas commodities garantem o avanço do Ibovespa; dólar sobe a R$ 5,37

A convovação de uma coletiva de última hora assustou os investidores, mas o Ibovespa retomou o ritmo de alta após a estatal confirmar que não irá mexr nos preços.

acesso bloqueado

Vale (VALE3) faz operação para resgatar 39 funcionários presos em mina no Canadá

De acordo com a empresa, na tarde de domingo (26), uma pá escavadeira que estava sendo transportada no acesso à mina subterrânea se desprendeu, bloqueando o shaft e, com isso, impedindo o meio de transporte dos empregados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies