Menu
2020-05-14T11:56:22-03:00
Marina Gazzoni
Marina Gazzoni
CEO do Seu Dinheiro. É CFP® (Certified Financial Planner). Tem graduação em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e MBA em Informação Econômico-Financeira e Mercado de Capitais no Instituto Educacional BM&FBovespa. Foi Diretora de Conteúdo e editora-chefe do Seu Dinheiro, editora de Economia do G1 e repórter de O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo e do portal IG.
CORTE EM VOOS, SALÁRIOS E FROTA

Azul ‘queima’ até R$ 4 milhões por dia de caixa, mas aguenta crise por mais de um ano, diz presidente

Empresa tomou medidas como corte de voos, salários e renegociações para reduzir frota diante dos impactos do coronavírus no seu negócio.

14 de maio de 2020
11:46 - atualizado às 11:56
Avião Airbus A320 Neo operado pela Azul Linhas Aéreas
Avião Airbus A320 Neo operado pela Azul Linhas Aéreas - Imagem: Shutterstock

A Azul estima que gastará entre R$ 3 milhões e R$ 4 milhões do seu caixa entre maio e junho por conta das medidas de restrição de voos tomadas diante do coronavírus. A informação está no comentário do presidente da Azul, John Rodgerson, no relatório de resultados da empresa no primeiro trimestre de 2020, divulgado nesta quinta-feira (14) pela manhã.

A companhia encerrou o primeiro trimestre com um saldo de R$ 3,1 bilhões em caixa. Somados ativos disponíveis e reservas de manutenção, a empresa aérea estima que tem uma posição total de liquidez de R$ 6,7 bilhões, o que garantiria sua sobrevivência em um cenário de crise por mais de um ano.

"Com a nossa posição de caixa atual esperamos suportar o atual ambiente de demanda por mais de um ano", disse o presidente da Azul, John Rodgerson, em mensagens a investidores no relatório de divulgação de resultados da empresa no primeiro trimestre de 2020.

A Azul reportou um prejuízo líquido de R$ 6 bilhões no primeiro trimestre do ano, impactada principalmente pela correção da sua dívida pela alta do dólar. Sem o efeito cambial, a companhia reportou um prejuízo líquido ajustado de R$ 975 milhões.

Por volta das 11h30, a ação da Azul registrava uma queda de 3,8%, acima da retração do Ibovespa, de 1,90%. Acompanhe aqui a cobertura dos mercados nesta quinta-feira.

O que a Azul fez para enfrentar o coronavírus

  • Redução da quantidade de voos em 50% em março e 90% em abril;
  • Colocou 10,5 mil trabalhadores em licença não remunerada, cerca de 78% da sua equipe;
  • Cortou entre 25% e 100% os salários da sua equipe gerencial e do comitê executivo;
  • 120 das 140 aeronaves da frota operacional foram estacionadas para reduzir custos variáveis. Há tentativa de negociação com empresas de leasing ;
  • Revisão no plano de expansão de frota, com uma negociação para adiar a entrega de aeronaves que comprou da Embraer para 2024;
  • Discussão de condições de pagamento das tarifas governamentais, incluindo tarifas de pouso e de navegação;
  • Renegociação da amortização de dívida.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

varejo online

B2W tem alta de 56% nas vendas e diminui prejuízo, que chega a R$ 43,8 milhões

Linha final do balanço é 57% melhor do que há um ano, enquanto mercado falava em prejuízo de R$ 60 milhões no terceiro trimestre; receita teve alta de 58,5% no período

cardápio de balanços

Suzano, Fleury e Totvs: os balanços que mexem com o mercado nesta sexta

São empresas cujas ações fazem parte da carteira teórica do Ibovespa – ou seja, os resultados das companhias ajudam a calibrar o índice

Sucessão no bancão

Milton Maluhy Filho será o novo presidente do Itaú Unibanco

Maluhy tem 44 anos e ingressou no Itaú em 2002. Após passar por diversas funções, o executivo ocupa o cargo de vice-presidente da área de riscos e finanças do maior banco privado brasileiro.

Big Techs

Resultados de Facebook, Google, Amazon, Twitter e Apple mexem com o mercado; veja números

Apesar dos resultados estarem bastante acima do esperado pelos analistas, as ações de algumas das gigantes caíram no pós-mercado em NY

Rombo

Governo Central tem déficit de R$ 76,1 bilhões em setembro

O resultado, que reúne as contas do Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central, sucede o déficit de R$ 96,096 bilhões de agosto.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies