Menu
2020-07-03T07:06:18-03:00
acordo já aprovado pelo cade

Anatel rejeita recursos e aprova acordo de compartilhamento entre TIM e Vivo

Empresas poderão usar a mesma rede para expandir a cobertura de roaming em cerca de 2,7 mil municípios com menos de 30 mil habitantes

3 de julho de 2020
7:06
tim
Imagem: Shutterstock

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) rejeitou o último recurso contra um acordo de compartilhamento de infraestrutura da rede móvel (ran-sharing) entre as operadoras TIM e Vivo. Agora, elas poderão usar a mesma rede para expandir a cobertura de roaming em cerca de 2,7 mil municípios com menos de 30 mil habitantes.

O acordo já havia sido aprovado pelo Conselho Diretor do órgão regulador e pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), mas havia sido contestado pelas operadoras Claro e Algar Telecom.

Na decisão desta quinta-feira, 2, o relator, conselheiro Carlos Baigorri, reiterou que o compartilhamento de infraestruturas deve ser estimulado. Claro e Algar Telecom alegavam que o acordo prejudicava o roaming. A Anatel reconheceu que o serviço tem problemas, mas considerou que eles nada têm a ver com o acordo entre TIM e Vivo.

A Anatel determinou ainda que as áreas técnicas da agência avaliem a melhor forma de lidar com essas falhas e expandir o serviço em municípios, rodovias e estradas.

Em nota, o CEO da TIM, Pietro Labriol, comemorou a decisão. "Compartilhamento de redes significa uso racional de recursos e investimentos mais eficientes em localidades menores, que se traduzem em melhora da cobertura e da qualidade", disse. As negociações entre TIM e Vivo sobre o tema começaram em julho e foram concluídas em dezembro de 2019.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

covid no brasil

Covid-19: Brasil tem 97.256 óbitos e 2,02 milhões de recuperados

Atualmente, 741.180 pacientes estão em acompanhamento

Resultados que mexem o mercado

Braskem, AES Tietê, SulAmérica: os balanços que vão movimentar o mercado nesta quinta

Resultados financeiros do primeiro trimestre afetam mercado em meio à pandemia

seu dinheiro na sua noite

O fim de um ciclo?

Após um ano de cortes sucessivos, o atual ciclo de queda da taxa básica de juros, a Selic, parece ter chegado ao fim nesta quarta-feira. No início da noite, o Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) anunciou a redução dos juros em 0,25 ponto percentual, para 2,00% ao ano, como já era esperado […]

Novo corte

Como ficam os seus investimentos em renda fixa com a Selic em 2,00% ao ano

Veja como fica o retorno das aplicações conservadoras de renda fixa agora que o Banco Central cortou a Selic mais uma vez

Mínima histórica

Banco Central reduz Selic para 2% ao ano e sinaliza fim do ciclo de cortes de juros

Essa foi a nona (e última?) redução consecutiva no atual ciclo de queda da Selic, que começou em julho do ano passado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements