Menu
2020-04-03T13:20:31-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Saiba o que mudou

Receita divulga as regras do Imposto de Renda 2020; saiba quem precisa declarar e o que mudou neste ano

Prazo de entrega da declaração de IR 2020 vai de 2 de março a 30 de abril. Veja o que mudou nas regras deste ano e saiba como baixar o programa para preencher a declaração.

20 de fevereiro de 2020
12:55 - atualizado às 13:20
Leão com filhotes
Uma sugestão de investimento para você procriar, ou seja, gerar renda - Imagem: Shutterstock

A Receita Federal divulgou, ontem, as regras para o preenchimento da Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda 2020, que deverá ser entregue das 8h do dia 2 de março às 23h59 do dia 30 de abril, horário de Brasília.

Atualização: no dia 1º de abril, a Receita Federal adiou o fim do prazo de entrega da declaração de IR 2020 para 30 de junho, em razão do coronavírus.

A principal novidade deste ano é o fim da dedução da contribuição patronal para o INSS de um empregado doméstico, válida somente até a declaração de 2019.

A Receita Federal espera receber 32 milhões de declarações de imposto de renda em 2020. O Programa Gerador da Declaração (PGD) já pode ser baixado no site da Receita.

Outras mudanças

Neste ano, a Receita vai exigir o número do recibo da declaração do ano passado para os contribuintes que tenham auferido rendimentos tributáveis sujeito ao ajuste anual a partir de R$ 200 mil em 2019.

O cronograma de pagamento das restituições também será um pouco diferente neste ano. O pagamento do primeiro lote está programado para 29 de maio, e não mais em meados junho, como era o usual. Já o último lote está previsto para 30 de setembro. Normalmente, o último lote era pago apenas em dezembro.

Além disso, agora serão apenas cinco lotes de restituição em vez de sete. A ordem de entrega segue a ordem de entrega e processamento da declaração, como sempre, e o primeiro lote é destinado aos contribuintes que têm prioridade no recebimento: maiores de 60 anos (com prioridade para os maiores de 80 anos), portadores de deficiência física ou doença grave e professores.

Quem precisa declarar em 2020

São obrigados a entregar a declaração de imposto de renda 2020 aqueles contribuintes que, em 2019:

  • Receberam rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste anual, de R$ 28.559,70 ou mais (ex.: salários, aposentadoria, aluguéis);
  • Tiveram receita bruta da atividade rural de R$ 142.798,50 ou mais;
  • Receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte de R$ 40 mil ou mais (ex.: rendimentos de poupança, LCI, LCA, dividendos de ações e fundos imobiliários, doações e heranças);
  • Tinham, em 31 de dezembro, a posse ou propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de R$ 300 mil ou mais;
  • Pretendam compensar, no ano-calendário de 2019 ou posteriores, prejuízos com atividade rural de anos-calendários anteriores ou do próprio ano-calendário de 2019;
  • Efetuaram doações, inclusive em favor de partidos políticos e candidatos a cargos eletivos;
  • Passaram à condição de residentes no Brasil e assim se encontravam em 31 de dezembro;
  • Obtiveram, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizaram operações em bolsas de valores, mercadorias, futuros e assemelhadas (ex.: vendeu um imóvel com lucro, ainda que tenha optado pela isenção de IR; comprou ou vendeu ações, fundos imobiliários ou ETF).

Como preencher e transmitir a declaração de IR 2020

A Declaração pode ser elaborada de três formas:

  • Computador, por meio do PGD IRPF 2020, já disponível para download no site da Receita;
  • Dispositivos móveis, como tablets e smartphones, com o app “Meu Imposto de Renda”, disponível para Android e iOS;
  • Computador, mediante acesso ao serviço “Meu Imposto de Renda”, disponível no Centro Virtual de Atendimento (e-CAC) no site da Receita, com o uso de certificado digital, tanto pelo contribuinte quanto pelo seu procurador.

A declaração por meio do app e do serviço "Meu Imposto de Renda" no e-CAC, no entanto, possui algumas restrições, que você pode conferir aqui.

Para transmitir a declaração preenchida no PGD não é mais necessário baixar o programa Receitanet, cuja funcionalidade está integrada ao programa.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

relações com os eua

Não acho que sucessão nos EUA mude disputa com China por 5G, diz Mourão

Mais uma vez questionado sobre a possibilidade de o governo brasileiro reconhecer a vitória do democrata Joe Biden na eleição americana, Mourão repetiu o discurso de que, “no momento certo, será feito o que tiver de ser feito”

em expansão

Notre Dame Intermédica compra Grupo Hospitalar de Londrina por R$ 170 milhões

Plano de integração com a empresa comprada prevê sinergias operacionais e administrativas com as operações da Clinipam no Estado do Paraná

seu dinheiro na sua noite

ESG no Brasil é conversa pra boi dormir?

Na última quinta-feira, véspera do Dia da Consciência Negra, o País ficou horrorizado com a morte de João Alberto de Freitas, homem negro que foi espancado por seguranças de uma loja da rede Carrefour em Porto Alegre. Não foi o primeiro incidente em uma loja da companhia a ganhar o noticiário policial. Desta vez, o […]

diante da crise

Anac aprova reequilíbrio de R$ 1,27 bilhão para quatro aeroportos

Terminais que foram beneficiados foram os aeroportos internacionais de Guarulhos (R$ 854,9 milhões), Brasília (R$ 184,8 milhões), Salvador (R$ 114,9 milhões) e Confins (R$ 111,1 milhões)

últimos capítulos

Centro de treinamento de pilotos da Varig vai a leilão

Funcionários, que esperam há 14 anos por uma solução para o pagamento de indenizações, querem que 80% do valor arrecadado seja rateado entre os 13 mil ex-empregados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies