Menu
2020-12-08T19:12:59-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
não para de subir

IPCA sobe 0,89% em novembro, acima do esperado pelo mercado

Pela primeira vez desde fevereiro, inflação acumulada em 12 meses ultrapassa o centro da meta para 2020

8 de dezembro de 2020
9:30 - atualizado às 19:12
Alta da inflação
Imagem: shutterstock

Ao contrário do esperado pelo mercado, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acelerou entre outubro e novembro, de 0,86% para 0,89%, sendo esta a maior variação para o mês desde 2015. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (8) pelo IBGE.

A mediana das estimativas da pesquisa Projeções Broadcast apontava para um arrefecimento do índice oficial de inflação do País em novembro, para 0,78%. Todas as 40 instituições consultadas esperavam desaceleração, com estimativas de taxas entre 0,70% e 0,85%.

Com isto, o IPCA acumulado em 12 meses ultrapassou pela primeira vez desde fevereiro o centro da meta de inflação para 2020, de 4,0%, atingindo 4,31%. O movimento já era esperado pelo mercado, mas numa intensidade menor – a mediana apontava uma leitura de 4,19%, com as projeções indo de 4,06% a 4,88%.

Alimentos novamente

Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados pelo IBGE, sete tiveram alta em novembro.

Alimentação e bebidas continuou sendo o principal responsável por puxar a inflação. No mês passado, o grupo apresentou avanço de 2,54% nos preços, uma aceleração ante outubro (1,93%). O efeito sobre o IPCA foi de 0,53 ponto percentual (p.p.).

Dentro do segmento, a aceleração foi provocada por altas mais intensas em alguns itens do subgrupo alimentos para consumo no domicílio (3,33%), principalmente carnes (6,54%) e da batata-inglesa (29,65%).

Além disso, os preços de outros alimentos importantes na cesta das famílias, como o tomate (18,45%), o arroz (6,28%) e o óleo de soja (9,24%) seguem em alta.

Outros grupos

A segunda maior contribuição (0,26 p.p.) veio de Transportes (1,33%). Juntos, Alimentos e Transportes representaram cerca de 89% do IPCA de novembro. 

A parte de Artigos de residência (0,86%), por sua vez, desacelerou em relação ao mês anterior (1,53%), assim como Vestuário (0,07% em novembro, frente à alta de 1,11% em outubro).

Os demais grupos ficaram entre a queda de 0,13% em Saúde e cuidados pessoais e a alta de 0,44% em Habitação.

* Com informações da Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Lei Orçamentária Anual

Ainda sem aprovação do Orçamento 2021, governo precisa controlar gastos

Manutenção do auxílio emergencial é dúvidas neste início de ano

Pé no freio

Incertezas políticas e fiscais mantêm estrangeiros cautelosos com o Brasil

Após meses de fuga do capital externo do País, os últimos meses de 2020 mostraram o começo do retorno dos investidores de portfólio, mas o ritmo ainda é insuficiente para reverter a forte saída de dólares do Brasil

Crescimento

Vale (VALE3) prevê investir US$ 2,7 bilhões na região norte até 2024

Companhia pretende ainda investir US$ 5,8 bilhões em 2021, dos quais US$ 1 bilhão serão apenas para expansão

ESTRADA DO FUTURO

Grafeno, urânio e lítio… cuidado com a obsessão de enriquecer com a próxima tecnologia do futuro

O boom de empresas de tecnologia alimenta uma esperança quase ingênua de enriquecer “horrores” descobrindo como esses materiais moldarão o nosso futuro. Vou ser totalmente transparente com você: não gosto da ideia.

Tamanho menor

Zara fecha sete lojas no Brasil em plano de reorganização

O plano da empresa foi traçado em 2020 e, no Brasil, começou ainda no ano passado, com o fechamento de lojas nas cidades de Joinville (SC) e São José dos Campos (SP)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies