Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2020-09-22T20:40:21-03:00
seu dinheiro na sua noite

Um novo flerte do dólar a R$ 5,50

22 de setembro de 2020
20:40
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

“Nunca aposte contra a América”, alertou Warren Buffett no tradicional encontro de acionistas de sua holding de investimentos em maio deste ano.

O bilionário não falava especificamente da moeda dos Estados Unidos, mas toda vez que o dólar mostra sinais de força, alguém (como eu) acaba trazendo a frase à tona.

Afinal, é para as verdinhas que o mundo financeiro costuma correr em momentos de pânico, como aconteceu em março deste ano.

Com a recuperação até surpreendente dos ativos financeiros nos meses seguintes, uma parte do mercado passou a apostar na perda da força do dólar.

Mas bastou a volta da incerteza para os investidores se abrigarem novamente no refúgio tradicional. O índice DXY, que reflete a variação do dólar contra uma cesta de moedas fortes, atingiu os maiores níveis desde julho.

No dia em que a moeda ganhou força contra praticamente todas as divisas, o nosso real tomou uma nova surra. O câmbio por aqui chegou a flertar seriamente com os R$ 5,50 nas máximas e fechou em alta de 1,27%, a R$ 5,469. 

Como me disse um gestor de fundos a quem perguntei sobre a alta, “o dólar sobe porque é o dólar”. É verdade, mas a pressão sobre o câmbio hoje também é o resultado de uma receita com vários ingredientes, como mostra o Ricardo Gozzi.

EMPRESAS

 A Oi ignorou o pregão volátil da bolsa. As ações da encrencada operadora subiram 4,07% sustentadas pela perspectiva de que a dívida da operadora com a União cairá pela metade e também pela elevação do preço-alvo pelo BTG Pactual.

 O ano não está fácil para o Ibovespa, mas a Marfrig destoa: é a terceira maior alta percentual do índice em 2020. Com o contexto de negócios e o perfil financeiro mais favorável, a empresa de alimentos teve a nota de crédito elevada pela Fitch.

 O que grandes empresas como Magazine Luiza, Ambev, P&G e Bayer têm em comum? Todas adotaram iniciativas para promover a diversidade no quadro de funcionários, como programas de trainee para estudantes negros. Saiba mais.

POLÍTICA E ECONOMIA

Jair Bolsonaro foi à ONU responder às críticas sobre sua política ambiental — e dizer que o Brasil é uma vítima. Segundo o presidente, há uma “brutal campanha de desinformação” ocorrendo com o apoio de instituições internacionais.

 O ex-presidente do Banco Central Ilan Goldfajn engrossou o coro dos que veem os juros em um nível baixo demais para os padrões brasileiros. Ele não espera, contudo, que a Selic volte aos dois dígitos, desde que o país faça seu “dever de casa”.

INVESTIMENTOS

 A gestora brasileira Hashdex foi autorizada a lançar o primeiro ETF (fundo de índice negociado em bolsa) de criptomoedas. A iniciativa em parceria com a Nasdaq pode ajudar a amadurecer esse mercado, como conta a Jasmine Olga.

 Se os grandes bancos abriram a prateleira para fundos de outras gestoras, agora é a vez dos fundos dos bancos aparecerem nas plataformas de investimento. A BB DTVM, do Banco do Brasil, terá três fundos disponíveis na modalmais. Veja quais.

COLUNISTAS

 Ninguém é capaz de prever o futuro, mas tem muita gente que acredita nisso. Na bolsa, essa é uma das narrativas mais perigosas justamente por ser atraente, como mostra o Felipe Miranda na coluna de hoje.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

responsabilização

JBS aprova em assembleia ação contra irmãos Batista

Processo diz respeito a prejuízos causados por crimes revelados nos acordos de colaboração e leniência firmados pela JBS com a Procuradoria Geral da República

em live

Se necessário, voltaremos a fazer transferência do BC para o Tesouro, diz secretário

Em agosto, CMN já havia autorizado o Banco Central a repassar R$ 325 bilhões para o Tesouro Nacional

Balanço do mês

Bitcoin e dólar são os melhores investimentos de outubro; ativos de risco ficaram para trás de novo

Por pouco o Ibovespa não ficou entre os melhores investimentos do mês, mas segunda onda de coronavírus na Europa derrubou as bolsas; risco fiscal, eleições americanas e indefinição quanto a estímulos fiscais nos EUA também pesaram

seu dinheiro na sua noite

O saci à solta nos mercados

Não sei dizer exatamente quando nem quem tomou a iniciativa de importar dos países anglófonos a celebração do Halloween, o Dia das Bruxas. O fato é que desde que as crianças brasileiras começaram a sair fantasiadas pedindo doces no último dia de outubro houve uma série de tentativas de “tropicalizar” o evento. Embora não seja […]

Disparou

Dívida bruta do governo deverá encerrar o ano em 96% do PIB

Endividamento cresceu 20,2 pontos por causa de pandemia.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies