Menu
Marina Gazzoni
O melhor do Seu Dinheiro
Marina Gazzoni
2020-01-27T09:18:17-03:00
Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

15 notícias para você começar o dia bem informado

27 de janeiro de 2020
9:18
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

A temporada de balanços financeiros do quarto trimestre de 2019 começa nesta semana. As primeiras empresas a mostrar seus números serão Cielo e Santander. O Seu Dinheiro trará toda segunda-feira as expectativas do mercado para os balanços das principais empresas. É bom você saber o que os analistas estão esperando para poder identificar o que surpreendeu. 

O que você precisa saber hoje:

Mercados

• O Ibovespa terminou a sexta-feira aos 118.376,36 pontos, uma queda de 0,96% no dia e uma leve baixa de 0,09% na semana. O dólar à vista fechou em R$ 4,1845. 

• O que mexe com os mercados hoje? A disseminação rápida do coronavírus assusta e derruba os mercados. Na Ásia, a bolsa de Tóquio registrou a maior queda em 5 meses. A maioria das bolsas da região está fechada para o feriado do Ano Novo Lunar. Nos Estados Unidos, os índices futuros amanhecem em queda firme. 

SEU DINHEIRO PREMIUM
• Os segredos da bolsa: O exterior volta a dar as cartas ao mercado nesta semana. Veja quais ações acompanhar de perto.

Investimentos 

• Será que nunca é tarde para entrar na bolsa? O colunista Richard Camargo fala sobre os ciclos econômicos e tendências para 2020. 
---
CONTEÚDO PATROCINADO

• Dá para ganhar dinheiro com as privatizações? Veja a carteira premium de ações que podem lucrar ALTO com as privatizações do governo Bolsonaro
• O que beber Heineken ensina sobre seus investimentos? O crescimento da marca holandesa mudou as perspectivas para as ações da Ambev. Veja aqui como investir para aproveitar as novas tendências dos negócios.
---

Empresas

• O Santander e a Cielo abrem a temporada de resultados do 4º trimestre de 2019. Confira o que esperar dos balanços. A divulgação mostra como estão as empresas e pode mexer com o preço dos papéis.

• A Taurus assinou um acordo com a Jindal Group para criar uma joint venture para fabricar e vender armas na Índia. A empresa que será sócia da brasileira é a maior fabricante de aço do país asiático. 

• O Tribunal de Contas da União deu um prazo de 20 dias para o BNDES explicar o aumento do valor da auditoria contratada para abrir a "caixa-preta" das operações do banco. A operação custou R$ 48 milhões após dois aditivos. 

• A Boeing fez o primeiro voo da aeronave 777X - modelo de dois corredores que deverá substituir o 777, o avião mais vendido da empresa. Os problemas com o modelo 737 MAX respingam no novo avião, que deverá passar por um processo mais rigoroso de certificação e pode ter atrasos na entrega. 

• A Oi se movimenta para fazer mais desinvestimentos. A operadora contratou o Bank of America (BofA) para agilizar a venda da sua parte de telefonia móvel, segundo o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo. 

• Entre 10% e 20% das ações da Petrobras que serão vendidas pelo BNDES serão oferecidas a investidores de varejo, segundo a petroleira. As negociações estão previstas para começar no dia 7 de fevereiro. 

Economia

• O mercado reduziu a estimativa para a taxa básica de juros e a inflação em 2020. Segundo o Boletim Focus, publicação que reúne estimativas de diferentes economistas, a Selic deve terminar o ano a 4,25%, contra 4,50% previstos na semana passada. Já o IPCA passou de 3,56% para 3,47%. 

• O presidente Jair Bolsonaro disse que a reforma administrativa está praticamente pronta. Ele contou que deseja enviar o projeto ao Congresso junto com a reforma tributária. 

• Bolsonaro assinou 15 acordos com a Índia. Segundo ele, as parcerias podem fazer com que o comércio entre os dois países movimente US$ 50 bilhões até 2022 - hoje são US$ 6 bilhões por ano.

Um grande abraço e ótima segunda-feira! 

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

saúde

Caso suspeito de coronavírus é monitorado pelo Ministério da Saúde

Hospital Israelita Albert Einstein registrou no Ministério a notificação de caso suspeito em um paciente de 61 anos, que esteve recentemente na Itália

ESTRATÉGIA DE INVESTIMENTO

‘Estamos em um mundo caro. Não dá mais para comprar ações aleatoriamente’, diz sócio da Geo Capital

Para Gustavo Aranha, a recente queda no preço das ações provocada pelo surto de coronavírus abre oportunidades para comprar ações de boas companhias no exterior que antes estavam caras.

OLHO NO VÍRUS

Coronavírus está contido em solo americano sem impactos na cadeia produtiva

O assessor da Casa Branca também disse que não vê nenhum movimento do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) para cortes de juros em uma resposta ao “pânico” do coronavírus

MERCADOS HOJE

Bolsas europeias terminam mais um dia em queda acentuada, de olho no coronavírus

Outro que registrou perdas foi o índice acionário italiano, mas em menor grau. Após registrar a maior contração entre as bolsas ontem, o índice da Itália (FTSE-MIB) recuou 1,44% e fechou em 23.090,44 pontos nesta terça-feira

AVIAÇÃO

‘Portugal pode ajudar na venda do C-390’, diz ministro da Defesa do país

O governo de Portugal é sócio da Embraer na OGMA, de manutenção de aeronaves, com uma participação de 35%

CORONAVÍRUS

EUA pedem que Congresso autorize gasto de US$ 2,5 bilhões para conter coronavírus

Os Estados Unidos confirmaram 14 casos de infecção pelo coronavírus em sete Estados diferentes, mas não relataram mortes

ENERGIA

País tem ‘folga’ de energia pelo menos até 2024

“Temos uma folga estrutural, pois tivemos um aumento de capacidade instalada sem a contrapartida de aumento de consumo”, diz Cristopher Vlavianos

ESTÍMULO PARA AS EMPRESAS

China anuncia medidas para ampliar crédito a empresas atingidas pelo coronavírus

Em reunião presidida pelo primeiro-ministro Li Keqiang, o conselho disse que aumentará em 500 bilhões de yuans (US$ 71,2 bilhões) a cota de refinanciamento para empréstimos de bancos a pequenas empresas e fazendeiros

EM BUSCA DE PROTEÇÃO

Temor global com coronavírus faz ouro alcançar maior cotação desde 2013

Apenas neste ano, o ETF acumula alta de 8,25%. A razão para a valorização é uma só: ele é considerado porto seguro de quem investe quando o cenário externo parece mais incerto

JUROS

Crescem apostas do mercado de que FED pode cortar juros nas próximas reuniões

Dados do CME Group mostram que os investidores enxergam 18,8% de chance de um novo corte de juros de 0,25 ponto porcentual na reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) de março

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu