Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2020-09-01T19:40:03-03:00
seu dinheiro na sua noite

O PIB cai e a bolsa dispara. Faz sentido?

1 de setembro de 2020
19:39 - atualizado às 19:40
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

No ano de 2003, quando eu ainda dava os meus primeiros passos na cobertura econômica, o Ibovespa registrou uma valorização estupenda de quase 100%. Pé quente ou sorte de principante?

Seja como for, a euforia dos investidores me intrigava por revelar um claro contraste com a situação da economia, que teve uma queda de 0,2% naquele ano — o número seria revisado para cima depois.

Se não me falha a memória, foi nesse momento que ouvi pela primeira vez de um analista a expressão “Bolsa não é PIB”.

Como assim? Se o desempenho das ações está ligado diretamente aos resultados das empresas, como elas podem subir quando o resto da economia vai mal?

Se voltarmos ainda mais ao passado, percebemos que o contrário também pode acontecer. Os anos do chamado “milagre econômico” da ditadura militar estão entre os de pior desempenho do Ibovespa.

Existem várias explicações para o descasamento entre a bolsa e o PIB. Uma delas é a de que o mercado de ações representa apenas uma parte da economia, formada pelas maiores empresas do país.

Num quadro de recessão aguda como o que vivemos, essas companhias em tese têm melhores condições de resistir ao baque do que as menores. O que, no limite, pode diminuir a concorrência e ser benéfico para elas.

Em proporções bem diferentes, o fenômeno “PIB cai, bolsa sobe” se repetiu nesta terça-feira. O Ibovespa praticamente não tomou conhecimento da contração recorde de 9,7% sofrida pela economia brasileira no segundo trimestre deste ano e marcou uma forte alta de 2,82%.

O Kaype Abreu foi atrás de analistas e agentes financeiros e traz para você cinco pontos que animaram o mercado financeiro mesmo com os dados mostrando a economia na lona.

MERCADOS

 “La garantía soy yo”. A promessa do governo de que conseguirá manter de pé o teto de gastos e ainda avançar nos projetos de reforma ajudou a impulsionar os mercados. Além da forte alta da bolsa, o dólar fechou em queda expressiva.

ECONOMIA

 Paulo Guedes disse que a queda recorde do PIB divulgada hoje pelo IBGE é consequência do “impacto do raio que caiu” com a pandemia do coronavírus. O ministro novamente adotou tom otimista e disse que o Brasil está “decolando em V”.

 Ao lado de Guedes e de líderes do Centrão, o presidente Jair Bolsonaro disse que pretende encaminhar a proposta de reforma administrativa ainda nesta semana. As novas regras alcançarão só futuros servidores.

O auxílio emergencial foi prorrogado até o fim de 2020, mas pela metade do valor, de R$ 300. O programa criado em abril é voltado para trabalhadores informais que ficaram sem renda em consequência da crise do coronavírus.

EMPRESAS

 A Stone cedeu às críticas do mercado e fez uma nova oferta para incorporar a Linx, empresa de tecnologia para o varejo, oferecendo agora R$ 6,28 bilhões. Mas não resolveu o ponto mais polêmico da transação.

 A incorporadora Lavvi exagerou nas expectativas — e teve de fixar em R$ 9,50 o preço por ação no IPO da empresa. O preço ficou abaixo da faixa indicativa, e a demanda fraca ainda teria forçado a controladora Cyrela a entrar como compradora na oferta.

 Enquanto isso, a Oi se movimenta para vender mais partes de seu negócio. A companhia, em recuperação judicial, iniciou um processo de prospecção para a venda do seu negócio de TV por assinatura por satélite

COLUNISTAS

 Pantera Negra revolucionou os quadrinhos como o primeiro super-herói de ascendência africana. Enquanto isso, na bolsa temos outra revolução com a entrada em massa de novos investidores. Na coluna de hoje, o Felipe Miranda traz recomendações valiosas aos “panteras negras” do mercado. Vale a leitura!

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta quinta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

INSISTÊNCIA

Repaginada, CPMF volta ao debate na reforma tributária

Pelo acordo em construção, novo imposto seria incluído na proposta de reforma tributária que tramita na Câmara dos Deputado

Cenário desfavorável

Caixa Seguridade interrompe análise de oferta de ações pela segunda vez

Depois deinterromper a análise em março, o processo havia sido retomado em julho

mercado agora

Ibovespa sobe em busca de recuperação e aproveita melhora em Wall Street

Aversão ao risco no exterior tende a limitar amplamente a tentativa de recuperação do Ibovespa; dólar segue em alta, buscando os R$ 5,60

EXILE ON WALL STREET

Sobre como perseguir o título de homem mais rico

Desperdiçamos muita energia na ânsia de nos tornarmos os melhores investidores do mundo, e assim nos esquecemos da arte de investir, que se apoia sobretudo em desafios intelectuais e lúdicos.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu