Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2020-09-01T19:40:03-03:00
seu dinheiro na sua noite

O PIB cai e a bolsa dispara. Faz sentido?

1 de setembro de 2020
19:39 - atualizado às 19:40
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

No ano de 2003, quando eu ainda dava os meus primeiros passos na cobertura econômica, o Ibovespa registrou uma valorização estupenda de quase 100%. Pé quente ou sorte de principante?

Seja como for, a euforia dos investidores me intrigava por revelar um claro contraste com a situação da economia, que teve uma queda de 0,2% naquele ano — o número seria revisado para cima depois.

Se não me falha a memória, foi nesse momento que ouvi pela primeira vez de um analista a expressão “Bolsa não é PIB”.

Como assim? Se o desempenho das ações está ligado diretamente aos resultados das empresas, como elas podem subir quando o resto da economia vai mal?

Se voltarmos ainda mais ao passado, percebemos que o contrário também pode acontecer. Os anos do chamado “milagre econômico” da ditadura militar estão entre os de pior desempenho do Ibovespa.

Existem várias explicações para o descasamento entre a bolsa e o PIB. Uma delas é a de que o mercado de ações representa apenas uma parte da economia, formada pelas maiores empresas do país.

Num quadro de recessão aguda como o que vivemos, essas companhias em tese têm melhores condições de resistir ao baque do que as menores. O que, no limite, pode diminuir a concorrência e ser benéfico para elas.

Em proporções bem diferentes, o fenômeno “PIB cai, bolsa sobe” se repetiu nesta terça-feira. O Ibovespa praticamente não tomou conhecimento da contração recorde de 9,7% sofrida pela economia brasileira no segundo trimestre deste ano e marcou uma forte alta de 2,82%.

O Kaype Abreu foi atrás de analistas e agentes financeiros e traz para você cinco pontos que animaram o mercado financeiro mesmo com os dados mostrando a economia na lona.

MERCADOS

 “La garantía soy yo”. A promessa do governo de que conseguirá manter de pé o teto de gastos e ainda avançar nos projetos de reforma ajudou a impulsionar os mercados. Além da forte alta da bolsa, o dólar fechou em queda expressiva.

ECONOMIA

 Paulo Guedes disse que a queda recorde do PIB divulgada hoje pelo IBGE é consequência do “impacto do raio que caiu” com a pandemia do coronavírus. O ministro novamente adotou tom otimista e disse que o Brasil está “decolando em V”.

 Ao lado de Guedes e de líderes do Centrão, o presidente Jair Bolsonaro disse que pretende encaminhar a proposta de reforma administrativa ainda nesta semana. As novas regras alcançarão só futuros servidores.

O auxílio emergencial foi prorrogado até o fim de 2020, mas pela metade do valor, de R$ 300. O programa criado em abril é voltado para trabalhadores informais que ficaram sem renda em consequência da crise do coronavírus.

EMPRESAS

 A Stone cedeu às críticas do mercado e fez uma nova oferta para incorporar a Linx, empresa de tecnologia para o varejo, oferecendo agora R$ 6,28 bilhões. Mas não resolveu o ponto mais polêmico da transação.

 A incorporadora Lavvi exagerou nas expectativas — e teve de fixar em R$ 9,50 o preço por ação no IPO da empresa. O preço ficou abaixo da faixa indicativa, e a demanda fraca ainda teria forçado a controladora Cyrela a entrar como compradora na oferta.

 Enquanto isso, a Oi se movimenta para vender mais partes de seu negócio. A companhia, em recuperação judicial, iniciou um processo de prospecção para a venda do seu negócio de TV por assinatura por satélite

COLUNISTAS

 Pantera Negra revolucionou os quadrinhos como o primeiro super-herói de ascendência africana. Enquanto isso, na bolsa temos outra revolução com a entrada em massa de novos investidores. Na coluna de hoje, o Felipe Miranda traz recomendações valiosas aos “panteras negras” do mercado. Vale a leitura!

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

follow on

Ânima levanta R$ 918 milhões em oferta restrita de ações

Recursos levantados serão destinados a financiar parte da aquisição dos ativos do grupo americano de educação Laureate no Brasil

na briga

Em meio a IPO da Rede D’Or, Dasa adquire rede de hospitais em SP por R$ 1,77 bi

Com Leforte, companhia passa a ter cinco hospitais na região metropolitana de São Paulo e expande número de leitos de internação para 2,6 mil

Entrevista exclusiva

Meta da Mitre é lançar cerca de R$ 1,5 bi por ano e pagar ‘bastante dividendo’, diz CEO

Com queda de cerca de 20% no preço das ações desde o IPO, a construtora Mitre Realty entregou bons resultados no 3º trimestre e atingiu 75% da meta inicial de lançamentos para o ano; a partir de 2021, objetivo é estabilizar em seu “tamanho ideal” e focar em rentabilidade e dividendos, diz o presidente Fabrício Mitre.

Sextou com o Ruy

Compre ações de empresas que ganham junto com o cliente

A Pagseguro e a Stone são ótimos exemplos dessa mudança. Elas surgiram com o propósito de melhorar a experiência para os clientes insatisfeitos com os serviços da Cielo e da Redecard

prévias operacionais

Na Gol, demanda por voos cai 43,8% em novembro na comparação anual

No acumulado em 11 meses, a demanda tem recuo de 53,6% na comparação com 2019, enquanto a oferta recuou 52,4%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies