O melhor do Seu Dinheiro
Julia Wiltgen
2020-08-05T20:27:21-03:00
seu dinheiro na sua noite

O fim de um ciclo?

5 de agosto de 2020
20:27
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Após um ano de cortes sucessivos, o atual ciclo de queda da taxa básica de juros, a Selic, parece ter chegado ao fim nesta quarta-feira.

No início da noite, o Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) anunciou a redução dos juros em 0,25 ponto percentual, para 2,00% ao ano, como já era esperado pelo mercado. E pelo tom do comunicado divulgado pelo BC, este corte é o derradeiro.

O BC não fechou completamente a porta para novos cortes, mas a fresta deixada está bem mais estreita do que nas reuniões anteriores, como relatou o Vinícius Pinheiro, que traduziu o comunicado do Copom.

Seja como for, o BC descartou “reduções no grau de estímulo monetário”, isto é, não há elevações de juros no horizonte. Isso significa que a Selic deve permanecer no patamar atual por um bom tempo.

Como de costume, eu publiquei agora à noite a simulação de como deve ficar o retorno das aplicações financeiras atreladas à Selic e ao CDI na nova mínima histórica. Nenhuma delas chega a render nem 2,00% ao ano, um cenário com o qual os brasileiros ainda não estão nem um pouco acostumados.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente

Com a Selic em 2,00%, o juro real (acima da inflação) encontra-se negativo no país, e não é diferente com o retorno das aplicações financeiras conservadoras. Agora, quem não quer ficar mais pobre, vendo seu patrimônio ser corroído pela inflação ao longo do tempo, realmente precisa correr um pouco mais de risco no mercado de capitais.

Falando nisso, amanhã publicaremos, no Seu Dinheiro, a matéria da Ação do Mês, com as ações preferidas das corretoras para o mês de agosto. A reportagem, assinada pela Jasmine Olga, é acessível apenas aos leitores Premium. Caso você ainda não seja Premium, veja como destravar o seu acesso aqui.

MERCADOS

 O Ibovespa fechou em alta de 1,57%, aos 102.801,76 pontos, puxado pelas ações da Petrobras e pela expectativa de que o novo pacote de estímulos do governo americano seja aprovado ainda nesta semana. Já o dólar subiu por um motivo doméstico.

 A Berkshire Hathaway, empresa do bilionário Warren Buffett, adquiriu US$ 300 milhões em ações do Bank of America, aumentando sua participação no banco para 12%.

 A mineradora Aura Minerals anunciou um desdobramento das suas ações negociadas na bolsa de Toronto e também dos seus BDRs negociados no Brasil, após valorização de 730% dos papéis no exterior em 2020.

INVESTIMENTOS

 O bitcoin vem numa esteira de valorização e ultrapassou a marca dos US$ 10 mil. Nosso colunista André Franco tem algumas sugestões de investimento em criptoativos para você aproveitar o atual mercado de alta, da mais “conservadora” à mais arrojada.

EMPRESAS

 O presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Jr., disse confiar que as discussões sobre a privatização da estatal sejam retomadas no Congresso ainda neste segundo semestre. Sua previsão é de que a capitalização ocorra no primeiro semestre de 2021.

 A empresa de tecnologia Sinqia anunciou a aquisição da Itaú Soluções Previdenciárias, que atua no segmento de tecnologia para fundos de pensão, por R$ 82 milhões.

 O Cade aprovou sem restrições a aquisição da totalidade da empresa de cibersegurança Tempest pela Embraer.

ECONOMIA

 O Congresso Nacional discute ampliar o prazo do decreto de calamidade pública até o final de 2021. A extensão permitiria ao governo driblar a regra de ouro e a meta fiscal para gastar mais, sob o pretexto de lidar com as consequências da pandemia.

 Para o bilionário e filantropo Bill Gates, a crise climática pode ser tão ruim para a economia quanto a pandemia de covid-19. O fundador da Microsoft propôs, em um blog pessoal, uma série de medidas que podem ser tomadas para evitar esse futuro sombrio.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Sinal amarelo

Marfrig (MRFG3) confirma participação em oferta da BRF (BRFS3), mas não poderá assumir o controle da empresa; entenda

Segundo um comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários hoje, as compras da Marfrig estarão limitadas a sua participação acionária atual

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa no azul apesar da volatilidade, bitcoin no vermelho e imbróglios com FII e Oi: o que marcou o mercado nesta sexta

Numa semana marcada pela escalada das tensões entre Rússia e Ucrânia, decisão de juros nos Estados Unidos e um discurso mais hawkish (duro contra a inflação) por parte do presidente do banco central americano, Jerome Powell, o Ibovespa conseguiu, mais uma vez, acumular alta. E as bolsas americanas – pasme – também. A sexta-feira (28) […]

DESINVESTIMENTOS

Em negócio bilionário, Petrobras (PETR4) vende ativos na Bacia Potiguar para subsidiária da 3R Petroleum (RRRP3); saiba quanto entrou nos cofres da estatal

A bola da vez é um conjunto de 22 concessões de campos de produção terrestre e de águas rasas, juntamente à sua infraestrutura de processamento, refino, logística, armazenamento, transporte e escoamento

SACO DE PANCADAS PRESIDENCIAL

Petrobras (PETR4) recua quase 4% após críticas de Lula; petista condenou pagamento de dividendos e política de preços da estatal

Embalados pela alta do petróleo, os papéis operavam em alta mais cedo, mas, após a nova rajada de críticas, passaram a registrar uma queda brusca

Fechamento da semana

Ibovespa tem dia de realização de lucros e fecha em queda, mas acumula alta de 2,72% na semana; dólar fecha em R$ 5,39

Semana foi marcada pela volatilidade nas bolsas internacionais, mas estrangeiro continuou buscando ações brasileiras