Menu
Julia Wiltgen
O melhor do Seu Dinheiro
Julia Wiltgen
2020-06-03T19:09:53-03:00
seu dinheiro na sua noite

Despiorou

3 de junho de 2020
19:09
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Acabou a crise? Nesta quarta-feira, os mercados mantiveram o otimismo dos últimos dias. As bolsas subiram aqui e lá fora, ao mesmo tempo em que o dólar assistiu a mais um dia de alívio, chegando perto dos R$ 5 novamente.

Está até difícil entender de onde sai tanto apetite por risco, dado que a pandemia de coronavírus não deixou de ser uma ameaça (notadamente no Brasil), assim como a crise política e as agitações sociais nos Estados Unidos. Os indicadores econômicos também estão horríveis, como já era de se esperar.

Mas a explicação possível para este movimento talvez não esteja tanto na melhora do cenário, mas sim no fato de que o mercado tenha precificado, como a sua brusca queda neste início de ano, um pessimismo excessivo.

Os investidores estão se apegando ao fato de que os dados não estão vindo tão ruins quanto o imaginado; que as reaberturas das economias europeias começaram mais cedo que o projetado (talvez isso tenha consequências deletérias, mas até agora, parece estar tudo bem); e, ao menos no campo da política - doméstica e internacional -, a falta de notícias se tornou boa notícia.

Em resumo, não é que tenha melhorado… só despiorou mesmo. Se o movimento tem fundamento ou se vai se reverter mais cedo ou mais tarde, ainda não dá para dizer, mas pelo menos por ora o investidor pode surfar essa onda.

Além da menor aversão ao risco, o câmbio ainda contou com uma ajuda adicional do Tesouro Nacional, que captou US$ 3,5 bilhões emitindo títulos de dívida no exterior. Dólar entrando gera algum alívio na cotação da moeda americana, fora que este ato ainda abre caminho para grandes empresas brasileiras também fazerem emissões lá fora.

O Victor Aguiar traz, na sua cobertura de mercados, todos os detalhes do pregão de hoje.

Vale a pena

O UBS passou a recomendar, pela primeira vez, a compra dos papéis da Vale. Em relatório, o banco indica os ADRs da companhia, recibos de ações negociados na bolsa de Nova York, que acompanham a cotação dos papéis negociados aqui no Brasil. Para os analistas, a mineradora deve se beneficiar da recuperação dos preços do petróleo. Entenda.

Socorro ao setor aéreo

Uma medida provisória de socorro ao setor aéreo que tramita na Câmara prevê a possibilidade de os aeronautas e aeroviários afetados pela pandemia sacarem seu fundo de garantia, além de liberar o uso dos recursos do Fundo Nacional de Aviação Civil (Fnac) para empréstimos às empresas do setor até o fim do ano. Saiba mais.

Tem coisa errada aí

O Tribunal de Contas da União diz que encontrou irregularidades no pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 a 8,1 milhões de pessoas. Por outro lado, a quantia pode ter deixado de ser repassada para 2,3 milhões de brasileiros que teriam direito ao benefício, voltado para trabalhadores informais, autônomos, microempreendedores e desempregados que ficaram sem renda durante a pandemia.

Feliz queda dos namorados

O Dia dos Namorados será menos feliz neste ano, e não apenas para os solteiros. O comércio espera uma queda de 33% nas vendas e um prejuízo de mais de R$ 19 bilhões no estado de São Paulo, mesmo com a reabertura de parte da economia em algumas regiões. A previsão de vendas no primeiro semestre também é de queda forte. Confira.

De volta ao Cretáceo

Os mercados assumem um tom positivo e há uma clara tendência de busca por ativos de risco nas últimas semanas. Mas há algumas questões importantes ainda sem resposta: como as empresas que já não conseguiam pagar suas dívidas antes ficarão agora? Em que pé fica o ajuste fiscal? E a política? O nosso colunista Felipe Miranda volta ao tempo dos dinossauros para mostrar que, possivelmente, só um desastre natural como o meteoro que os extinguiu produziria efeitos econômicos semelhantes ao do coronavírus — mesmo que o mercado não pareça estar muito aí para isso.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Bolsa em alta

Petrobras e Vale têm ganhos firmes e puxam a recuperação do Ibovespa; dólar cai

Dados mais fortes na China deram forças ao setor de commodities, impulsionando as ações da Vale e da Petrobras e ajudando o Ibovespa como um todo

Presidente da Câmara

Câmara deve retomar debate sobre reforma tributária na 4ª, diz Maia

O presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), aguardava a retomada da comissão mista, que reúne deputados e senadores, mas não foi possível, por isso, dará continuidade apenas na Câmara

Lael Brainard

Para diretora do Fed, é excepcionalmente importante admitir que ventos contrários vão durar

Nesse contexto, a diretora Lael Brainard defendeu os apoios fiscal e monetário como cruciais para sustentar o quadro econômico, no contexto atual da pandemia

Projeções para a bolsa

“Não é trivial romper a barreira dos 100 mil pontos do Ibovespa”, diz Beker, do Bank of America

David Beker, chefe de economia e estratégia do Bank of America no Brasil, falou sobre sua visão para a economia global e o comportamento do Ibovespa nos próximos meses

gigante aérea americana

Delta tem prejuízo de US$ 5,7 bilhões no 2º trimestre e estima que levará mais de dois anos para se recuperar

No mesmo período do ano passado, a aérea teve lucro de US$ 1,44 bilhão. Delta diminuiu em 70% a queima de caixa em junho, em comparação aos últimos dias de março. Ações caem 2% em Nova York

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu