Menu
Felipe Miranda
Exile on Wall Street
Felipe Miranda
É sócio-fundador e CIO da Empiricus
2020-07-14T10:26:09-03:00
Exile on Wall Street

Ray Dalio hoje na Expert às 19h: não perca de jeito nenhum

Dalio é uma grande referência para mim, como investidor e como empreendedor. Suas ideias em favor da transparência radical, da meritocracia de ideias e seu modo de tratar a Bridgewater e seus stakeholders como uma grande família são uma enorme influência

14 de julho de 2020
10:22 - atualizado às 10:26
Ray Dalio Bridgewater
Imagem: Print site Bridgewater

Ray Dalio fala hoje, às 19h, na Expert XP. Acho imperdível e recomendo que você assista à palestra dele sobre a mudança na ordem global. Será uma excelente oportunidade de nos atualizarmos sobre sua visão a respeito do que ele tem chamado de “paradigm shifts”, o argumento de que, a cada década, aproximadamente, passaríamos por mudanças de paradigma. Aquilo que funcionou em termos de investimento nos últimos dez anos não funcionará mais agora.

Ele tem cobrado enfaticamente maior coordenação de política monetária e fiscal para evitar problemas maiores na crise. Teme um crescimento econômico baixo diante de queda de produtividade e retrocesso no ambiente de globalização, o que afetaria de maneira importante as margens de lucros das empresas norte-americanas. Se confirmada, sua tese levaria, segundo ele mesmo, a uma década perdida em ações. De todo modo, Ray Dalio tem sido um defensor da ideia de que “cash is trash” (o dinheiro é um lixo, diante de tanta impressão monetária) — prefere o ouro e as ações aos títulos de renda fixa.

De forma mais estrutural, ele tem desenvolvido uma grande preocupação com a sustentabilidade dos oceanos, o aumento da disparidade de renda (que poderia culminar em grande convulsão social e levar a uma nova ordem mundial), o aquecimento global e a educação infantil, com foco em educação financeira.

Dalio é uma grande referência para mim, como investidor e como empreendedor. Suas ideias em favor da transparência radical, da meritocracia de ideias (sem um falso e pretensioso igualitarismo forçado; as opiniões entram com peso conforme o histórico de cada emissor da opinião naquele respectivo tema) e seu modo de tratar a Bridgewater e seus stakeholders como uma grande família são uma enorme influência. Seu livro “Princípios” é um verdadeiro “must-read” — como prova de que a minha admiração não é da boca pra fora ou oportunista, eu e o Ricardo Mioto estamos escrevendo o livro “Princípios de Um Estrategista”, uma síntese das minhas ideias e também uma homenagem ao livro homônimo.

Apesar da admiração geral, há um elemento particular em Ray Dalio que me desperta maior empatia: a filosofia de investimentos. Ela pode ser percebida inclusive no nome de seu fundo: All Weather Portfolio (um portfolio para qualquer clima). Se você adota esse nome para seu fundo, você transmite automaticamente a ideia de que não sabe qual dos cenários à frente vai se materializar. Portanto, sua carteira deve estar preparada para qualquer um deles.

Filosoficamente, isso encontra ressonância entre os romanos e em Nietzsche, em seu amor fati, o amor ao destino, seja ele qual for. Seu portfólio deve estar preparado para aceitar qualquer destino.

A abordagem, claro, não significa que a carteira nunca vá perder dinheiro. O próprio Ray Dalio e seu All Weather Portfolio conviveram com perdas de até 20% neste ano e, ainda pior, com rumores (desmentidos) de que estaria ilíquido, tendo que ser ajudado pelo Fed. O ponto é que a carteira, se montada adequadamente, pode atravessar momentos ruins e, no longo prazo, mostrar resultados bastante consistentes.

A resposta pragmática aos vários cenários possíveis à frente é a diversificação — Ray Dalio explica a abordagem de maneira simples e didática em um vídeo de cinco minutos chamado “Ray Dalio breaks down his 'Holy Grail'”.

Resumidamente, a ideia é comprar algo como 15 ativos de risco com bom potencial de valorização e sem grande correlação entre si. Assim, você consegue manter um retorno potencial interessante, mas com um nível de risco muito, muito menor.

A proposta de Ray Dalio se mostra particularmente pertinente neste momento em que chegam ávidos investidores querendo saber qual ação comprar. Como ele mesmo explica, a pergunta deveria ser outra: qual a diversificação certa a adotar? Se absorvermos esse conceito, mesmo que por osmose, já teremos avançado muito.

Por essas e outras, sugiro fortemente que você assista à sua palestra, hoje, na Expert. Foi um golaço da XP tê-lo trazido para falar. 

Felizmente, por conta dos avanços do mercado de capitais brasileiros e seus esforços em prol da democratização, podemos comprar os fundos do Ray Dalio aqui do Brasil.

Na própria XP, há uma alternativa: o fundo Gama, que aplica no All Weather Portfolio original, está disponível nesta plataforma, com aporte inicial de R$ 50 mil, possibilidade de aportes adicionais de R$ 5.000 e taxa de administração de 1,5% ao ano. Os aportes só podem ser feitos uma vez por mês (pertinho do final do mês).

O mesmo fundo estará disponível na Vitreo até o final deste mês. Contudo, neste caso, haverá um cashback de 30 basis points da taxa de administração. Ou seja, em vez dos 1,5% ao ano cobrados na XP, na Vitreo o investidor pagará 1,2% anuais. É uma vantagem interessante frente àquele distribuído na XP.

Há um outro fundo que dá acesso ao All Weather Portfolio na Vitreo, chamado AWP. Neste caso, o aporte mínimo inicial é de R$ 1 milhão, possibilidade de aportes adicionais de R$ 5.000 e taxa de administração de 1,1%. Neste caso, os aportes podem ser feitos todos os dias.

Concluindo, portanto: não perca hoje o Ray Dalio na Expert XP. Na hora de investir, há alternativas mais baratas ao investidor.

  • Quer continuar recebendo insights de investimentos feitos pelo Felipe Miranda? Conheça a série Palavra do Estrategista por apenas R$ 5.
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Proventos

Banco do Brasil anuncia pagamento de R$ 416 milhões em Juros sobre Capital Próprio (JCP)

Terão direito ao provento os investidores com posição acionária na empresa no dia 11 de março

o melhor do seu dinheiro

Brandão balança mais não cai?

Chegamos ao fim de mais uma semana tensa nos mercados, que começou com a derrocada das ações da Petrobras, em razão da interferência do governo na presidência da estatal, e termina com pressões na bolsa e no dólar motivadas pelas preocupações dos investidores com a inflação nos Estados Unidos e alta nas taxas dos títulos […]

URGENTE

Hapvida e NotreDame chegam a um acordo sobre fusão, afirma site

A maior combinação entre duas empresas brasileiras criará uma gigante do setor de saúde, com um valor de R$ 110 bilhões.

fechamento da semana

Tensão em Brasília leva Ibovespa de volta aos 110 mil pontos e afunda estatais; dólar vai a R$ 5,60

Em semana marcada pela tensão entre governo e mercado, o Ibovespa recuou 7,09%, de volta aos 110 mil pontos. O dólar disparou acima dos R$ 5,60

Abandonando o barco?

Ações do Banco do Brasil recuam quase 5% com possibilidade de saída de André Brandão

Brandão tem mostrado insatisfação com o cargo e quer deixar o comando da estatal, segundo jornal; BB nega que presidente tenha renunciado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies