Menu
Rodolfo Amstalden
Exile on Wall Street
Rodolfo Amstalden
Sócio-fundador da Empiricus e autor do Programa de Riqueza Permanente
Dados da Bolsa por TradingView
2020-05-14T10:21:39-03:00
Exile on Wall Street

O mestre dos disfarces

O mercado escolhe sua história para cada alta e cada baixa; eu escolho as minhas, meio malucas, espero poder lucrar com elas.

14 de maio de 2020
10:21
B3
Sede da B3, localizada no centro da capital paulista. - Imagem: Shutterstock

O Ibovespa caiu apenas 0,13% ontem.

Se compararmos com a derretida de 1,75% do S&P 500, até que não foi mal.

A verdade, porém, é que o índice disfarçou, assim como tem disfarçado desde o início deste drawdown.

Ibovespa, o mestre dos disfarces.

Finge que não viu, torce para sairmos de casa na semana que vem, pela porta dos fundos (a chave do cadeado fica embaixo do tijolo).

Fica tranquilo, logo estaremos de volta ao Guarujá, empinando pipa, pegando carona para a Enseada.

Ontem, uma vez mais, subiram caronistas do dólar, bem como as representantes do e-commerce, dentre as vencedoras da nova normal.

Há mesmo genuínas vencedoras na nova normal?

Ou só no relativo?

Compra minhas ações, estou menos pior de bêbado.

Beija meus lábios, não sou tão feio quanto o Arthurzinho, não mordo língua.

Pelo que eu me lembro, nos meus tempos de boca virgem, Embraer costumava acompanhar a moeda americana.

Mas, ontem, EMBR3 foi mal, muito mal.

Já IGTA3 disparou três e setenta e sete. Podia ter sido três meia cinco, caso você visse Iguatemi também como um negócio de e-commerce.

E HGTX3 perdeu outros quatro oito três, cortou a coleção de verão que chegaria às lojas em julho. Talvez, com alguma sorte, possa vender peças de inverno no inverno, eu não entendo nada de varejo de moda.

O mercado escolhe sua história para cada alta e cada baixa; eu escolho as minhas, meio malucas, espero poder lucrar com elas.

A cada investidor cabe o direito, inalienável, de poder interpretar suas próprias histórias.

E, a cada índice de ações, cabe o dever de tentar seduzir o investidor.

Seduzir no bom sentido, é claro, pois tudo que um Ibovespa quer é ser amado.

Ser amado do jeitinho que é, qualidades e defeitos para a vida inteira.

Depois de tanto tempo vivendo à sombra da Selic, novo corte de cabelo que ninguém repara, maquiagem para assistir ao Zorra Total, chegou a hora de assumir protagonismo.

Se não há alternativa por aí, a culpa não é dele, não tem nada a ver com isso.

Ninguém mandou deixarem para amanhã o que não pode cair hoje.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Ele está de volta?

Setores fazem pressão por volta do horário de verão

Criado com a finalidade de aproveitar o maior período de luz solar durante a época mais quente do ano, o horário de verão foi instituído no Brasil em 1931 pelo então presidente Getúlio Vargas e adotado em caráter permanente a partir de 2008.

MANOBRAS

Juiz põe no banco dos réus ex-gestores do banco Máxima por gestão fraudulenta

O Banco Máxima S.A. informa que seus atuais acionistas assumiram a administração do banco em 2018, após aprovação pelo Banco Central, e que os integrantes da antiga gestão não têm mais qualquer relação com a instituição financeira

Foguete? Tô fora!

Warren Buffet: o bilionário que não quer conhecer as estrelas

Enquanto Bezos, Musk e Branson protagonizam a nova corrida especial, o Oráculo de Omaha prefere apenas observar

O melhor do Seu Dinheiro

O seu momento Sherlock Holmes

Na adolescência, ouvia que quem buscasse por romance policial brasileiro deveria ler algo do Rubem Fonseca. Era uma vontade minha achar uma história desse gênero que fosse mais próxima da minha realidade — e o filtro nacionalidade me pareceu o mais adequado.  A ideia surgiu depois de ter conhecido parte das histórias criadas por Agatha […]

Mesa Quadrada

Comentarista da ESPN Paulo Antunes fala da sua paixão por futebol americano e experiência no mercado financeiro

Ele conta sobre suas aventuras na cobertura de futebol americano e basquete e ainda revela seus investimentos na Bolsa em novo episódio do podcast Mesa Quadrada

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies