Menu
2020-03-05T16:47:03-03:00
Estadão Conteúdo
OLHO NO CÂMBIO

Não tem nada de errado com câmbio, que é flutuante, diz Guedes

“O Brasil era o paraíso dos rentistas”, voltou a dizer Guedes, que afirmou também não acreditar que esteja havendo uma fuga de capital

5 de março de 2020
16:47
O ministro da Economia, Paulo Guedes, faz palestra de encerramento do Seminário de Abertura do Legislativo de 2020
O ministro da Economia, Paulo Guedes, faz palestra de encerramento do Seminário de Abertura do Legislativo de 2020 - Imagem: Wilson Dias/Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a afirmar nesta quinta-feira, 5, que o câmbio é flutuante e que não há "nada de errado" com a cotação da moeda norte-americana, que manteve o comportamento de alta forte e chegou a R$ 4,66 no período da tarde. "A flutuação do câmbio está num nível mais alto", disse o ministro, que lembrou que, no passado, o dólar já chegou a girar em torno de R$ 1,80.

Segundo o ministro, que participou de um almoço na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) nesta quinta, o novo patamar do dólar reflete uma mudança de modelo econômico, que inclui diminuição de gastos públicos e juros baixos.

"O Brasil era o paraíso dos rentistas", voltou a dizer Guedes, que afirmou também não acreditar que esteja havendo uma fuga de capital.

Dólar a R$ 5

Ao ser questionado se o dólar poderia chegar a R$ 5, Guedes disse que isso pode acontecer se ele, enquanto ministro, "fizer muita besteira". "Se eu fizer tudo certo, o dólar cai", afirmou o ministro, que disse estar confiante nas reformas. "O presidente Bolsonaro está encaminhando."

Reformas

O ministro, contudo, admitiu que ainda há dúvidas no mercado em relação ao avanço das reformas, com base em notícias veiculadas pela imprensa. "As reformas que faltam, como administrativa e tributária, ainda não foram implementadas. Quando forem feitas, os investimentos virão mais rápido", disse.

Governabilidade

Guedes também demonstrou estar tranquilo em relação à governabilidade do presidente. "A governabilidade está acontecendo, estou absolutamente tranquilo, é o regime democrático, com independência dos poderes", disse.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

sob pressão

Inflação e redução do auxílio emergencial já derrubam vendas nos supermercados

Em outubro, a prévia da inflação, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor-15 (IPCA-15) atingiu 0,94%. O resultado é mais que o dobro da inflação registrada em setembro e a maior alta para o mês em 25 anos

efeito pandemia

Setor público tem déficit primário de R$ 64,559 bi em setembro, diz BC

Em função da pandemia, cujos efeitos econômicos se intensificaram em março, o governo federal e os governos regionais passaram a enfrentar um cenário de forte retração das receitas e aumento dos gastos públicos.

AINDA RUIM

Taxa de desemprego atinge 14,4% no trimestre até agosto, a maior desde 2012

País registrou 13,794 milhões de desempregados no período, aumento de 8,5%

VAREJO COMPETITIVO

Fast Shop aposta em conceito ‘luxo’ contra gigantes

Segundo presidente da empresa, expansão em 2020 deve ser de 15% a 20%, elevando a receita do negócio para próximo (ou além) de R$ 5 bilhões

Exile on Wall Street

Tempos modernos, vícios antigos

A indústria ainda tem muito a evoluir no sentido de democratizar produtos eficientes e boas práticas que permitam ao investidor comum internacionalizar sua carteira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies