Menu
2020-04-03T13:48:22-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Virada de mão

“Vai faltar real para comprar dólar no preço atual”, diz Márcio Appel, da Adam Capital

Depois de ganhar dinheiro com a desvalorização cambial, gestor deixou de apostar na alta do dólar contra o real e avalia comprar a moeda brasileira

3 de abril de 2020
13:48
Dólar real
Imagem: Shutterstock

Depois de ganhar dinheiro com a desvalorização cambial, a Adam Capital deixou de apostar na alta do dólar contra o real, afirmou hoje Marcio Appel, sócio-fundador da gestora de fundos responsável por R$ 19 bilhões em patrimônio.

Para o gestor, o real deve ser uma das melhores moedas entre os emergentes em meio às consequências da pandemia do coronavírus. Nesse contexto, ele avalia a possibilidade de ter uma posição comprada na moeda brasileira. Hoje o dólar segue em alta e ultrapassou o patamar de R$ 5,30.

Appel disse que a recessão da economia vai diminuir a demanda doméstica – o que reduz as importações –, ao mesmo tempo em que o país é exportador de commodities. Ambos os fatores devem provocar uma virada rápida na conta corrente do país.

“Vai faltar real para comprar dólar no preço atual”, afirmou Appel, que participou de uma transmissão ao vivo na internet com o presidente do BTG Pactual, Roberto Sallouti.

Appel disse que segue vendido em outras moedas de países emergentes, como a da Turquia, cuja economia depende do fluxo de recursos de cidadãos de fora, que deve diminuir em meio à crise.

Vírus não foi surpresa

Enquanto os mercados globais derretem mundo afora, o Adam Macro, principal fundo da gestora, acumula um retorno de 3,66% neste ano, sendo 1,04% apenas em março.

A gestora vinha, porém, com dois anos de rentabilidade abaixo do CDI, o indicador de referência.

A Adam vinha desde o ano passado com uma posição vendida na bolsa norte-americana, com a visão de que o ciclo de alta de mais de uma década estava perto do fim. Mas Appel discorda da visão de que a disseminação do coronavírus foi uma surpresa.

“Não foi uma gravação do presidente da República na calada da noite, isso sim foi uma surpresa”, afirmou, em uma referência ao vazamento de áudios do então presidente Michel Temer com o empresário Joesley Batista, da JBS, em maio de 2017.

Companhias moribundas

O sócio da Adam espera que a economia global saia do choque do coronavírus em um estado pior do que o da crise financeira de 2008.

Para Appel, os Estados Unidos fazem o ajuste de forma mais “cruel”, mas devem ser mais eficientes no processo de retomada.

“Com o que está sendo feito no Brasil, assim como em outros lugares, infelizmente faz com o que a gente vá viver com muitas companhas moribundas por um bom tempo.” - Marcio Appel, Adam Capital

Confira a íntegra da transmissão:

*Conteúdo em atualização

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Perseguição ao bitcoin?

Irã fecha ‘fazendas’ de mineração de bitcoin para conter apagões no país; entenda

Governo culpa centros de processamento de criptomoedas por blackouts devido à ‘sobrecarga energética’ da rede de mineração; ao mesmo tempo, Irã usa o bitcoin para amenizar sanções bancárias dos EUA

Lei Orçamentária Anual

Ainda sem aprovação do Orçamento 2021, governo precisa controlar gastos

Manutenção do auxílio emergencial é dúvidas neste início de ano

Pé no freio

Incertezas políticas e fiscais mantêm estrangeiros cautelosos com o Brasil

Após meses de fuga do capital externo do País, os últimos meses de 2020 mostraram o começo do retorno dos investidores de portfólio, mas o ritmo ainda é insuficiente para reverter a forte saída de dólares do Brasil

Crescimento

Vale (VALE3) prevê investir US$ 2,7 bilhões na região norte até 2024

Companhia pretende ainda investir US$ 5,8 bilhões em 2021, dos quais US$ 1 bilhão serão apenas para expansão

ESTRADA DO FUTURO

Grafeno, urânio e lítio… cuidado com a obsessão de enriquecer com a próxima tecnologia do futuro

O boom de empresas de tecnologia alimenta uma esperança quase ingênua de enriquecer “horrores” descobrindo como esses materiais moldarão o nosso futuro. Vou ser totalmente transparente com você: não gosto da ideia.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies