Menu
2020-05-12T15:23:47-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa e UBS Escola de Negócios. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência CMA, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico.
Revravolta nos mercados

Dólar sobe a R$ 5,86 e Ibovespa passa a cair com notícias sobre vídeo da reunião entre Moro e Bolsonaro

Notícias quanto ao teor ‘bombástico’ do vídeo da reunião entre Bolsonaro e o ex-ministro Sergio Moro, no último dia 22, elevam a cautela entre os investidores, levando o Ibovespa ao campo negativo e colocando o dólar nas máximas

12 de maio de 2020
15:20 - atualizado às 15:23
Sergio Moro
Imagem: Shutterstock

A recuperação vista nos mercados brasileiros durante a manhã se esvaiu nesta tarde: o Ibovespa virou para queda e o dólar à vista passou a subir, em meio aos relatos de que o vídeo da reunião entre o presidente Jair Bolsonaro e o ex-ministro Sergio Moro, em 22 de abril, teria um conteúdo 'bombástico'.

O Ibovespa chegou a subir 1,62% mais cedo, mas, por volta de 15h15, já recuava 0,74%, aos 78.475,90 pontos; no câmbio, o dólar à vista teve comportamento semelhante e, no mesmo horário, já avançava 0,76%, a R$ 5,8647 — a divisa tocou os R$ R$ 5,7430 mais cedo (-1,33%).

Segundo o site "O Antagonista", Bolsonaro pediu a troca da superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro de modo a proteger sua família — ele dizia estar sendo alvo de perseguição. O texto ainda acrescenta que o presidente trocaria o diretor-geral da PF e Moro caso não tivesse o desejo atendido.

O Ibovespa passou a perder força de maneira mais intensa pouco depois das 14h30 — horário que coincide com a publicação da matéria. Já o dólar à vista agora flerta com um novo recorde de encerramento: a atual máxima nominal, de 7 de maio, é de R$ 5,8409.

Gráfico mostrando o comportamento do Ibovespa nesta terça-feira (12). Veja que o índice começa a mergulhar por volta de 14h30 (linha vermelha)

O mercado de juros futuros também reagiu com cautela aos rumores envolvendo a reunião entre Moro e Bolsonaro. Os DIs, que apresentavam um comportamento relativamente estável nesta terça-feira, passaram a subir com intensidade, tanto na ponta curta quanto na longa:

  • Janeiro/2021: de 2,47% para 2,56%;
  • Janeiro/2022: de 3,27% para 3,46%;
  • Janeiro/2023: de 4,46% para 4,65%.
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

3º trimestre

Tesla: 5 números do balanço que surpreendeu o mercado

2020 tem sido um ano e tanto para as ações da montadora, que acumula uma alta superior a 420% e que pode fechar o seu primeiro ano no azul

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

2020 é o novo ‘ano dos IPOs’?

Se um viajante do tempo contasse à Julia de março ou abril que, bem antes do fim do ano, as bolsas americanas já teriam se recuperado e ultrapassado os patamares anteriores à crise, o Ibovespa já teria retornado ao patamar dos 100 mil pontos e que 2020 seria um grande ano de aberturas de capital […]

no zero a zero

Ibovespa zera ganhos no fim com queda em NY em meio à incerteza sobre estímulos

Dólar também encerra dia no zero a zero, demonstrando cautela dos investidores sobre pacote de ajuda à economia dos Estados Unidos, e juros futuros sobem com temor fiscal. Após pregão, saiu a notícia de que autoridades americanas estão mais próximas de um acordo

Dia de euforia

Bitcoin quebra recorde em reais e supera a marca dos R$ 70 mil

A moeda também rompeu a máxima do ano em dólar, cotada a mais de US$ 12 mil

Recorde

Arrecadação tem melhor resultado mensal em 6 anos

O resultado representa um aumento real (descontada a inflação) de 1,97% na comparação com o mesmo mês de 2019

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies