IPCA + 8% e outros títulos ‘premium’: receba as melhores ofertas de renda fixa no seu WhatsApp

Cotações por TradingView
2019-06-04T10:38:56-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta terça-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

4 de junho de 2019
10:38
Selo para série preços e taxas do Tesouro Direto com uma sacola de dinheiro com pernas subindo e uma porcentagem caída no chão
Imagem: Montagem Andrei Morais/Shutterstock

As taxas do Tesouro Direto abriram em queda nesta terça-feira (04). O Tesouro IPCA+ 2024 (NTN-B Principal) é negociado com taxa de 3,63% ao ano mais IPCA, por um valor mínimo de R$ 53,70, enquanto que o Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2050 (NTN-B) é negociado com taxa de 3,98% ao ano mais IPCA e aplicação mínima de R$ 44,33.

Já o Tesouro Prefixado 2022 (LTN) está pagando 6,91% ao ano para quem o comprar nesta terça-feira, com aporte mínimo de R$ 33,67; finalmente, o Tesouro Prefixado com Juros Semestrais 2029 (NTN-F) está remunerando 8,20% ao ano, por valor mínimo de R$ 34,69.

O único Tesouro Selic (LFT) disponível para compra atualmente no Tesouro Direto, com vencimento em 2025, está remunerando Selic + 0,02% para quem o levar até o fim do prazo.

Lembre-se de que essas taxas do Tesouro Direto só são válidas para quem adquirir o título hoje e o levar até o vencimento. Na venda antecipada, o retorno pode ser bem diferente, uma vez que a venda é sempre feita a preço de mercado.

Confira os preços e taxas do Tesouro Direto nesta terça-feira

Preços e taxas do Tesouro Direto em 04 de junho de 2019 - abertura

Sobre o Tesouro Direto

O Tesouro Direto é o programa do Tesouro Nacional para compra e venda de títulos públicos federais on-line pela pessoa física. O investimento mínimo é de apenas R$ 30, desde que essa quantia não seja inferior a 1% do valor de um título.

Para investir no Tesouro Direto, o ideal é abrir conta em uma corretora de valores que não cobre taxa de administração. Dessa forma, o único custo do investimento, além dos impostos, é a taxa de custódia paga à bolsa, de 0,25% ao ano.

Os títulos públicos federais são os investimentos de menor risco de crédito da economia brasileira, pois são garantidos pelo governo. Mas há risco de mercado, uma vez que há volatilidade nos preços.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

CAÇADOR DE TENDÊNCIAS

Day trade na B3: Oportunidade de lucro acima de 5% com ações do Hermes Pardini (PARD3); confira a recomendação

29 de novembro de 2022 - 8:29

Identifiquei uma oportunidade de swing trade baseada na análise quant – venda dos papéis do Hermes Pardini (PARD3). Veja os detalhes

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Transição começa a desemperrar: A PEC de Lula, dividendos do Itaú, desinvestimentos da Petrobras e outras notícias que mexem com os seus bolsos

29 de novembro de 2022 - 8:21

Negociações indicam que a PEC da Transição de Lula deve sofrer uma boa desidratação durante sua tramitação no Congresso. Analistas acreditam que o valor final gire em torno de R$ 150 bilhões

MERCADOS AGORA

Esquenta dos mercados: Ibovesa deve patinar na PEC da Transição e nome de Haddad para Fazenda; bolsas internacionais aguardam dados da semana em Nova York

29 de novembro de 2022 - 7:01

RESUMO DO DIA: As bolsas da Ásia e Pacífico fecharam o pregão desta terça-feira (29) majoritariamente em alta. Os investidores por lá acompanham uma possível suspensão das políticas de “covid zero” na China, em meio a protestos no país. Na Europa, o tom é levemente negativo antes dos dados de inflação da Alemanha. Por aqui, […]

AUTOMÓVEIS

Mais seguro e inteligente, o carro semiautônomo já é uma realidade; confira as opções disponíveis no mercado

29 de novembro de 2022 - 6:11

Alguns itens de segurança e de assistência ao motorista transformam carros — nem tão caros — em veículos semiautônomos

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Fora Xi Jinping? Alvo de protestos, covid zero deve afetar PIB da China, mas reação do mercado pode ter sido exagerada

29 de novembro de 2022 - 5:54

Protestos se espalharam por várias cidades chinesas pedindo o fim da política de covid zero, que tortura o país há mais de dois anos, prejudicando a atividade econômica e o bem-estar das famílias chinesas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies