Menu
2019-04-03T17:47:20-03:00
Estadão Conteúdo
Visita presidencial aos EUA

Tereza Cristina se reunirá com chefe do USDA e espera retomar comércio de carne

EUA mantêm restrição ao embarque da carne bovina in natura brasileira, mesmo após governo e iniciativa privada atenderem as exigências norte-americanas

18 de março de 2019
12:05 - atualizado às 17:47
Ministra da Agricultura, Tereza Cristina
Tereza Cristina, ministra da Agricultura do governo Bolsonaro. - Imagem: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, tem um encontro agendado na terça-feira, 19, com seu correlato nos Estados Unidos, o chefe do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), o secretário Sonny Perdue. A representante brasileira tem a expectativa de resolver um imbróglio que se arrasta há dois anos. "Vou pedir para retirar a suspensão das importações de carne bovina", disse a ministra ao Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) na manhã desta segunda-feira, 18.

Os embarques da carne bovina in natura brasileira aos Estados Unidos foram suspensos, em 22 de junho de 2017, por problemas sistêmicos e, a partir de então, tanto o governo quanto a iniciativa privada fizeram as modificações necessárias para atender às exigências norte-americanas, mas até hoje os EUA ainda mantêm a restrição.

O ex-ministro da Agricultura Blairo Maggi fez inúmeras investidas para tentar reverter o embargo desde que ele foi imposto. Já em 2017, um mês depois da decisão dos norte-americanos, Maggi chegou a se reunir com Perdue e anunciou, na sequência, que o embargo seria retirado em um prazo de até 60 dias, o que não aconteceu.

Representantes do setor sugerem atitude protecionista por parte dos norte-americanos, já que uma série de exigências solicitadas pelo país já teria sido atendida pela indústria brasileira e, mesmo assim, sem o efeito esperado.

As importações brasileiras de carne bovina in natura para os Estados Unidos não eram expressivas em volume, no entanto, esse comércio é considerado um selo de qualidade para o produto brasileiro. O aceno dos norte-americanos facilitaria, por exemplo, o acesso do Brasil ao Canadá e ao México. Em 2017, o Brasil vendeu 14 mil toneladas do produto para os norte-americanos, frente as 213 mil toneladas para a China, no mesmo período.

Tereza Cristina acompanha a comitiva do presidente Jair Bolsonaro nesta semana nos Estados Unidos.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Coluna do Mioto

Gastar dinheiro não vai fazê-lo feliz

O cérebro superestima o prazer que teremos ao comprar alguma coisa. O ditado que diz que casa na praia dá duas alegrias, a da compra e a da venda, tem uma razão de ser

negócio em foco

BofA vê negócio entre Linx e Totvs com sinergias de R$ 3,8 bi

Acionistas da Linx receberiam diretamente 40% do valor das sinergias da fusão com Totvs, diz banco

seu dinheiro na sua noite

Vitória do Ibovespa (no segundo tempo)

“O time no segundo tempo ganhou de 2 a 1.” Foi assim que Fernando Diniz, o técnico do São Paulo, reagiu depois da derrota por 4 a 2 para a LDU no meio da semana e que praticamente eliminou a equipe da Libertadores. Diniz preferiu ignorar os 3 a 0 que o time levou na […]

Que modorra!

Bolsa passa por correção, mas zera perdas na reta final do pregão; dólar retoma alta

Principal índice de ações da B3 passou por correção e ignorou durante a maior parte do dia o impulso do setor de tecnologia à bolsa de Nova York

setor público

Reforma administrativa economiza R$ 400 bi até 2034, aponta estudo

Mesmo restringido a reforma apenas a novos servidores, o setor público poderia economizar pelo menos R$ 24,1 bilhões em 2024 com a aprovação das mudanças no seu RH, liberando o governo para investir mais em saúde, educação e segurança pública, segundo centro de estudos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements