Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-09-23T17:39:57-03:00
Estadão Conteúdo
Empresa tem ações na bolsa

Procon-SP multa Vivo em mais de R$ 3,5 milhões por cobranças indevidas

Empresa realizou cobranças irregulares dos consumidores exigindo pagamentos sem que houvesse a prestação do serviço

23 de setembro de 2019
17:39
Logo da empresa de telefonia Vivo.
Vivo - Imagem: Shutterstock

O Procon-SP afirmou nesta segunda-feira, 23, que multou a Vivo/Telefônica em R$ 3.553.986,00 por violação ao Código de Defesa do Consumidor, com base nas reclamações de clientes da empresa.

De acordo com nota do Procon-SP, a Vivo "realizou cobranças irregulares dos consumidores exigindo pagamentos sem que houvesse a prestação do serviço, por valores já pagos e por serviços já cancelados".

A instituição de defesa do consumidor ainda afirma que a empresa "entregou serviços não solicitados e enviou as respectivas cobranças", além de "deixar de apresentar soluções às demandas feitas por consumidores por meio do Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) dentro do prazo de cinco dias úteis".

O grupo Vivo/Telefonica está no topo das reclamações de clientes no Estado de São Paulo, segundo dados do Sindec disponíveis no site do Procon. Dos 22.486 atendimentos registrados, 9.261 foram referentes a cobranças indevidas. Nos dados da Fundação Procon referentes apenas à cidade de São Paulo, a empresa está no segundo lugar no ranking das mais reclamadas. Com 10.426 atendimentos, ela está pouco atrás da primeira colocada no município: a Net/Claro/Embratel, com 10.600 atendimentos

Procurada, a Vivo/Telefônica afirmou em nota que "não foi notificada".

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Privatização dos correios

Câmara dá início à sessão que discute privatização dos Correios; acompanhe

A venda da estatal está prevista no Projeto de Lei 591/21, do Poder Executivo; a proposta permite a transformação dos Correios em empresa de economia mista

Alta (segura) dos papéis

Parceria com o Grupo Caoa faz ações da seguradora Wiz (WIZS3) subirem mais de 5%; confira detalhes do acordo

A empresa celebrou uma parceria comercial contratual com prazo de vigência de 12 meses com a Caoa Corretora de Seguros, por meio de sua controlada Wiz Conseg

Primeiro dia

Ação da Raízen (RAIZ4) estreia na bolsa em alta de mais de 1%

Pouco depois da abertura, porém, papel retornou para a faixa de preço do IPO; maior abertura de capital do ano na B3 movimentou R$ 6,9 bilhões

Depois dos resultados, a bonança

Opções de Petrobras disparam até 540% em 1 dia com lucro e dividendo bilionários

O lucro acima do esperado pelo mercado no segundo trimestre deste ano e a antecipação de R$ 31,6 bilhões em dividendos animaram a bolsa

Deixa para outra hora!

Mudança de planos: instabilidade no mercado faz Athena desistir de IPO bilionário; saiba os detalhes

Em maio, a companhia de saúde já havia pedido a suspensão do IPO por 60 dias, por conta da volatilidade alta do mercado. Na última quarta-feira, 04, oficializou a desistência do pedido de registro de oferta pública

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies