Menu
Julia Wiltgen
O melhor do Seu Dinheiro
Julia Wiltgen
Dados da Bolsa por TradingView
2019-11-05T11:01:42-03:00
tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

Ressaca pós-Previdência

5 de novembro de 2019
10:57 - atualizado às 11:01
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O ano já acabou? Dizem que, passado o mês de agosto, basta piscar os olhos para chegar a época de festas. De fato, já vemos panetones nas gôndolas dos mercados e decorações de Natal por aí. Mas, ao menos aqui no Seu Dinheiro, a fase do “saco cheio” ainda não começou e o trabalho corre a todo vapor.

Agora, se tem um lugar em que parece que 2019 já terminou é o Congresso Nacional. Só que, por lá, o que teria marcado o encerramento dos trabalhos não foi o término do mês mais arrastado do ano, mas sim a aprovação da reforma da Previdência.

Como bem disse o repórter Eduardo Campos, a mudança nas regras da aposentadoria - necessária, mas impopular - deixou uma certa “fadiga” no parlamento, tornando mais difícil a aprovação de grandes reformas ou outras pautas que descem quadrado ainda neste ano.

Para esta terça, esperamos que o ministro Paulo Guedes anuncie um pacote de austeridade fiscal, que não é exatamente o tipo de coisa que costuma animar a plateia. Ele terá o desafio de “vender” as suas medidas ao Congresso como uma agenda positiva, que é o sal de frutas que os parlamentares esperam para curar a “ressaca” da Previdência.

O Edu fez uma análise sobre o desafio de Guedes e o clima de fim de festa no Legislativo. Recomendo muito a leitura!

No embalo do exterior

Além do novo pacote de medidas de Guedes, Brasília também chama a atenção dos investidores por conta do projeto de lei de privatização da Eletrobras, que deve ser assinado hoje pelo presidente Jair Bolsonaro.

O mercado local ainda digere a ata da última reunião do Copom, divulgada há pouco. O documento reiterou a intenção de promover mais um corte de meio ponto percentual na Selic na reunião de dezembro, e não descarta ir além no ajuste da taxa básica de juros.

Lá fora, chama a atenção dos investidores a possibilidade de um acordo entre Estados Unidos e China. Rumores de que a Casa Branca estaria considerando retirar as tarifas impostas em setembro sobre produtos chineses animam os negócios. Assim, as principais bolsas asiáticas encerraram o pregão em alta e os índices futuros de Nova York seguem em campo positivo.

Ontem, o Ibovespa encerrou o dia com mais um recorde no fechamento! O principal índice da bolsa brasileira teve alta de 0,54%, a 108.779,33 pontos. O dólar terminou o dia com um avanço de 0,41%, a R$ 4,0112. Consulte a Bula do Mercado para saber o que esperar de bolsa e dólar hoje.

E o que mais mexe com os mercados?

Aqui e lá fora, os investidores têm mais um dia da temporada de balanços para calibrar suas apostas. Entre ontem à noite, após o fechamento do pregão, e agora pela manhã, duas companhias do Ibovespa divulgaram seus números: Itaú Unibanco e BTG Pactual. Lá fora, a Uber deve mexer com os mercados.

  • Itaú: o maior banco do País trouxe resultados dentro do esperado: o lucro líquido da instituição no terceiro trimestre chegou a R$ 7,1 bilhões, numa alta de 10,9% em relação ao período anterior. O bancão também se manteve folgado na liderança de rentabilidade na competição com o Bradesco e o Santander Brasil.
  • BTG: o banco teve um crescimento de 71% no lucro líquido, atingindo a marca de R$ 1 bilhão. A receita total também teve um salto de mais de 74% em comparação com o mesmo período do ano passado.
  • Uber: depois de registrar perdas de US$ 5 bilhões no segundo trimestre, a companhia repetiu a dose no prejuízo bilionário - embora menor. A gigante tecnológica teve resultado negativo em US$ 1,2 bilhão no último trimestre. A receita, por outro lado, aumentou 30% em relação ao mesmo período do ano passado.

Agenda

Indicadores
- Estados Unidos anunciam resultado de sua balança comercial em setembro, dados semanais sobre o mercado de trabalho e números semanais sobre o setor de petróleo
- IHS Markit divulga PMIs de Reino Unido, Estados Unidos e Japão de outubro

Banco Centrais
- Banco do Japão divulga ata de sua última reunião de política monetária

Balanços do 3º trimestre
- No exterior: Telefônica

Política
- Presidente da França, Emmanuel Macron, continua visita oficial à China
- Presidente da OMC, Roberto Azevêdo, conclui visita à China

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Efeitos da pandemia

Câmara aprova isenção de Imposto de Renda para pessoas com sequelas pela covid-19

Caso o projeto seja sancionado, caberá ao Ministério da Saúde estabelecer os critérios de caracterização, bem como as condições para a manutenção dos benefícios

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: bolsas devem digerir ‘Super Quarta’ hoje, de olho no pagamento de juros da Evergrande e agenda local pesada

O tapering ficou para depois, o que é um duplo sinal para o investidor; já o BC brasileiro deve ter um impacto neutro no Ibovespa hoje

Alívio imediato

Acordo da Evergrande com credores faz ações recuperarem 17,62% na bolsa de Hong Kong

Apesar de alívio hoje, crise da segunda maior incorporadora chinesa tende a alimentar incerteza a cada novo vencimento

DIA AGITADO

Dividendos: em meio a polêmica na CPI, Hapvida (HAPV3) paga JCP aos acionistas

Depois de dia agitado com citação de diretor da empresa na CPI da pandemia, Hapvida encerrou a quarta-feira com anúncio de pagamento de JCP

Ivan Sant'Anna

Bitcoin ou ouro? A verdadeira reserva de valor que você precisa ter entre os seus investimentos

Quando alguém fala em reserva de valor, deve ter em mente que se refere a ativos cotados na moeda do país em que o investidor vive, ganha e gasta.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies