⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula e Bolsonaro querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2019-10-31T19:14:57-03:00
Seu Dinheiro na sua noite

Quem ganha e quem perde com os juros baixos?

31 de outubro de 2019
19:14
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Quem estipulou o dia 31 de outubro para a celebração do dia mundial da poupança provavelmente não se atentou ao fato de que a data é a mesma do dia das bruxas. Mas a coincidência nunca foi tão oportuna quanto agora.

De fato, quando pensamos na tradicional caderneta como sinônimo de poupança – aquele dinheiro que reservamos para construir um patrimônio – a imagem de hoje não é muito diferente de uma velha casa mal-assombrada típica de Halloween.

Você leu hoje aqui no Seu Dinheiro que a poupança vai render menos que a inflação com a queda da taxa de juros para os atuais 5% ao ano. Ou seja, quem aplicar na caderneta na prática vai perder dinheiro. Simples assim.

Então, quando falar em poupança a partir de agora, procure ampliar seus horizontes. Isso vale para a renda fixa (fuja da poupança e dos fundos DI que cobrem taxa de administração), mas principalmente para a bolsa.

Se as aplicações tradicionais são francamente perdedoras com a redução dos juros, também há poucas dúvidas de que o investimento em ações é quem potencialmente ganha na outra ponta. O condicional aqui é importante porque o território da renda variável sempre envolve riscos.

Um deles certamente é não escolher as ações certas. Para você ter uma ideia, só entre as empresas que estão no Ibovespa, temos um BTG Pactual com alta de mais de 180% no ano e uma Braskem, que perdeu 40% do valor de mercado desde o início do ano.

Por isso achei bem interessante um estudo divulgado pela XP Investimentos, que analisa quais empresas e setores da bolsa devem se beneficiar mais da queda dos juros. Você confere todos os nomes nesta matéria da Bruna Furlani.

Doces ou travessuras?

No Halloween da bolsa, o dia dos investidores não foi nada doce. A travessura veio lá da China, que abriu margem para dúvidas sobre o avanço de um acordo comercial com os Estados Unidos, o que estragou a comemoração do novo corte dos juros. Mas a queda de hoje nem de longe apagou o ótimo desempenho do Ibovespa em outubro. O Victor Aguiar traz para você um panorama de como foi o dia e o mês nos mercados.

Cumprindo a profecia

Antes da decisão de ontem sobre os juros nos Estados Unidos, o nosso repórter Eduardo Campos profetizou: qualquer que fosse o resultado, o BC norte-americano receberia críticas de Donald Trump. Mas quem esperava por um comentário imediato depois do corte de 0,25 ponto na taxa deve ter ficado decepcionado. A resposta do presidente só saiu hoje, mas pelo visto veio “com juros”. Leia o que Trump publicou (no Twitter, como sempre) e o que ele esperava das taxas nos EUA.

Tesoura nas agências

Se você é daqueles que gosta de ir a uma agência bancária tomar um cafezinho com o gerente, provavelmente terá de gastar mais sola de sapato para manter o hábito. Depois de um aumento das despesas acima do esperado pelo mercado, o Bradesco anunciou que pretende cortar custos para manter seus lucros bilionários em alta. E entre as vítimas das tesouradas estão justamente as agências. Saiba quantos postos de atendimento o banco pretende fechar nesta matéria.

A polêmica do dia

Quem arrumou uma dor de cabeça logo cedo foi o filho 03 de Jair Bolsonaro, Eduardo. O deputado federal causou polêmica entre a classe política ao sugerir a volta do AI-5, o mais forte instrumento repressivo da ditadura militar, em caso de protestos crescentes de adeptos da esquerda. A fala não pegou nada bem e várias autoridades fizeram declarações contra o deputado. Confira nesta matéria todos os detalhes sobre o assunto, inclusive o que pensa o presidente.

Revise gastos…

...e invista mais. Você pode ser a pessoa mais regrada do mundo quando o assunto é finanças, mas dentro do seu orçamento provavelmente ainda existem gastos desnecessários e que estão fazendo o seu dinheiro valer menos. A situação fica ainda pior quando pensamos que essa grana poderia estar aplicada e ajudando a engordar seu patrimônio. Nesta matéria você confere alguns dos gastos que várias pessoas têm no dia a dia e que definitivamente não valem a pena.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Quem apoia Lula e Bolsonaro no segundo turno, Elon Musk de volta ao Twitter e as ações mais indicadas para outubro; confira os destaques do dia

4 de outubro de 2022 - 18:55

Se ontem (03) a forte alta do Ibovespa foi muito além dos ganhos vistos em Wall Street, hoje o dia foi marcado pelo movimento contrário.  Em Nova York, os investidores seguiram otimistas com a possibilidade de que os mais recentes dados da economia americana possam levar o Federal Reserve a diminuir o ritmo do seu […]

FECHAMENTO DO DIA

Peões se movimentam no xadrez político e Ibovespa tem alta limitada; dólar cai a R$ 5,16

4 de outubro de 2022 - 18:37

O principal índice da bolsa brasileira teve alta de 0,08%, enquanto o dólar à vista caiu 0,11%, a R$ 5,1680. Isso porque as atenções dos investidores estão de volta ao tabuleiro político do país.

Alívio no bolso

Pensão alimentícia agora é isenta de IR, e quem pagou o imposto nos últimos anos pode reaver a bolada; veja como

4 de outubro de 2022 - 18:21

Plenário do STF confirmou decisão de junho que isenta pensão alimentícia de imposto de renda; veja se você já pode parar de pagar o carnê-leão e como pleitear o ressarcimento dos valores pagos nos últimos cinco anos

Crédito privado

Após resgates superarem 75% do patrimônio, Captalys fecha fundo Orion para novas aplicações

4 de outubro de 2022 - 17:42

Em comunicado enviado aos cotistas, a Captalys informa que a presidente, Margot Greenman, vai se dedicar exclusivamente a retornar o capital integralmente aos cotistas

INCLUSÃO E DIVERSIDADE

Vivo abre mais de 400 vagas para pessoas com deficiência; saiba como participar do processo seletivo

4 de outubro de 2022 - 17:35

As oportunidades, com atuação presencial ou remota em 15 cidades do país, são para as áreas corporativas e comercial; as inscrições vão até 13 de outubro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies