Menu
Marina Gazzoni
O melhor do Seu Dinheiro
Marina Gazzoni
2019-08-16T10:45:45-03:00
TUDO QUE VAI MEXER COM SEU DINHEIRO HOJE

O ‘Pacman’ que come parte do seu rendimento

16 de agosto de 2019
10:10 - atualizado às 10:45
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Quando eu tinha seis anos, ganhei um videogame de Natal. Era um Dactar, uma versão brasileira similar ao badalado Atari, uma febre nos anos 80. Eu gostava mais de brincar na rua do que ficar dentro de casa e não segui adiante na vida de gamer. Mesmo assim, até hoje lembro dos jogos do Atari.

Um dos mais legais, sem dúvida, é o Freeway. O jogador fazer uma “galinha” atravessar a rua movimentada sem ser esmagada por carros e caminhões. Certamente uma boa lição para as crianças imprudentes. Mas é do Pacman que me lembro cada vez que falo da tributação dos fundos de investimentos.


A maioria deles está sujeita ao tal do “come-cotas”, que nada mais é do que a forma como o imposto de renda é cobrado nessas aplicações. No caso dos fundos, a cobrança ocorre semestralmente, mesmo que o investidor não faça nenhum resgate. O Leão simplesmente “come” as cotas do seu fundo de investimento duas vezes por ano.

Quer entender melhor como funciona? A Julia Wiltgen explica nesta reportagem.

A Bula do Mercado: dose extra de cautela

A semana chega ao fim com o mercado financeiro ainda avaliando se a turbulência nesta primeira metade de agosto vai ser passageira. Por ora, a grande tempestade ainda não chegou: dados sobre atividade e emprego nos Estados Unidos ontem dissiparam o temor de recessão no país.

Mas os dados fracos da atividade na China e na Europa, as incertezas na economia global causadas pela guerra comercial e a perspectiva de um Brexit sem acordo entre Reino Unido e União Europeia (UE) tendem a manter a volatilidade dos mercados elevada. Na vizinhança, a crise na Argentina é um fator de pressão local importante.

Nesta manhã os índices futuros das bolsas de Nova York amanheceram em alta, embalando a abertura do pregão europeu. Na Ásia, o sinal positivo prevaleceu, com os ganhos liderados por Hong Kong, de 1%.

Ontem, o Ibovespa fechou em baixa de 1,20%, aos 99.056,91 pontos. Já o dólar à vista terminou o dia em queda de 1,21%, a R$ 3,9901. Consulte a Bula do Mercado para saber o que esperar de bolsa e dólar hoje.

Exportações resistem, dinheiro não

Donald Trump bem tenta barrar as exportações da China com suas tacadas na guerra comercial. Mesmo assim, o país tem exportado como nunca, conforme mostra um estudo do Instituto Internacional de Finanças (IIF). O que assusta, no entanto, é a fuga de capitais. Com o clima ruim, o dinheiro está de saída do país, o que dá mais força à desvalorização do yuan (algo que ajuda os exportadores, aliás).

Paralelamente à guerra comercial, a China segue firme em seus planos para evitar o desaquecimento da economia. O país anunciou hoje 12 projetos de infraestrutura com investimentos estimados em US$ 10 bilhões. Saiba mais.

 

Paraíso astral

Depois de informar uma alta de quase 175% no lucro líquido do segundo trimestre, o Magazine Luiza ganhou mais R$ 250 milhões inesperados. A varejista venceu uma ação judicial no STF contra, ninguém menos, que o Fisco. A notícia deve trazer um gás extra para as ações da companhia na bolsa, que já acumulam ganhos de 62% neste ano.

Tente outra vez

A Petrobras já vendeu a Liquigás em 2016 para o grupo Ultra, mas o negócio foi barrado pelo Cade no ano passado. Agora a estatal parte para uma segunda tentativa para se desfazer da divisão de gás de cozinha. Segundo o Estadão,
Itaúsa, holding de investimentos do Itaú, e o fundo árabe Mubadala devem apresentar hoje proposta de compra da companhia. Saiba mais.

Uma nova prestação da casa própria

Para quem pensa em comprar um imóvel financiado, uma novidade importante: a Caixa foi autorizada a usar índices de preços, como IPCA, para indexar o financiamento imobiliário. No anúncio da medida, o presidente da estatal destacou que, em tese, as taxas devem cair.  Mas o Eduardo Campos faz uma ressalva nessa história: quem controla a inflação?

De qualquer forma, a novidade é um passo importante para o desenvolvimento do mercado de crédito com lastro imobiliário. Isso pode reduzir a dependência dos financiamentos imobiliários dos recursos do FGTS. O Eduardo Campos explica os detalhes dessa história.

Casa nova para o artista


Um dos principais nomes do PSL e coordenador do partido na comissão especial da Previdência, o deputado Alexandre Frota está de casa nova. O ex-ator e modelo deve anunciar hoje, ao lado do governador de São Paulo, João Doria, sua entrada para o PSDB. Eleito na onda bolsonarista, Frota foi expulso nesta semana do partido do governo, o PSL, após fazer reiteradas críticas ao presidente da República. Saiba mais.

Um grande abraço e ótima sexta-feira!

Agenda

Índices
- Zona do euro publica resultados de sua balança comercial de junho
- Opep publica relatório mensal sobre o mercado de petróleo

Balanços 2º trimestre
- Teleconferências: Copel, Sabesp, Gafisa e Light

 

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Sextou com o Ruy

O que a avaliação do “guru” de Warren Buffett na Amazon ensina sobre investimentos

Em um mundo cada vez mais conectado e onde qualquer um consegue emitir opiniões e atingir milhões de pessoas, é crucial você mesmo se tornar capaz de decidir o que faz ou não sentido em sua carteira de investimentos

SD Premium - Ações do mês

Retomada à vista! As melhores ações para o mês de julho, segundo 16 corretoras

As empresas que se destacarem entre as três favoritas de cada corretora, não só possuem resiliência para enfrentar a crise, como também estão prontas para surfar a onda da recuperação econômica

presidente também elogiou Caixa Econômica

Não podemos continuar por muito tempo com auxílio, diz Bolsonaro

Bolsonaro também voltou a elogiar o presidente da Caixa, Pedro Guimarães pela queda de juros do cheque especial

financiamento emergencial

Junto com outros bancos públicos, BNDES vai aportar 30% da Conta-Covid

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) confirmou que vai aportar, junto com outros bancos públicos, 30% dos recursos da chamada Conta-Covid, financiamento emergencial destinado ao setor elétrico

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu