Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2019-09-13T07:06:34-03:00
Seu Dinheiro na sua noite

O dilema do futuro Warren Buffett

12 de setembro de 2019
19:12 - atualizado às 7:06
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

A receita do sucesso do bilionário norte-americano Warren Buffett é bem conhecida: comprar ações de boas empresas por menos do que elas realmente valem. A parte difícil é justamente descobrir as empresas na bolsa que reúnem essas duas qualidades.

O dilema dos que desejam seguir os passos de Warren Buffett ficou ainda maior nesse momento em que a forma como consumimos produtos e serviços passa por uma transformação.

As empresas que ficarem de fora do espaço da tela do telefone celular – de onde você possivelmente está lendo esta newsletter – têm pouca chance de estar entre nós até a chegada da próxima tecnologia.

O problema é que os negócios inovadores e em crescimento acelerado são aqueles considerados mais caros hoje na bolsa. Na ponta barata estão as marcas tradicionais, como os grandes bancos. Fossem outros tempos, Warren Buffett provavelmente optaria por investir no segundo grupo.

Mas para a gestora de fundos JGP, talvez o que esteja errado seja a própria noção de caro e barato hoje no mercado. Ou seja, quem se orientar apenas pelos meios tradicionais pode chegar a uma falsa conclusão sobre o valor das empresas.

Por isso a JGP prefere ter na carteira ações supostamente caras em detrimento daquelas consideradas baratas. O Eduardo Campos conta nesta matéria quais papéis estão entre os favoritos da gestora.

Expectativa versus realidade

O mercado financeiro naturalmente vive de expectativas. Mas poucas vêm angustiando tanto os investidores como a trajetória do S&P500, o principal índice da bolsa de Nova York: será que sobe mais? Será que cai? Para o nosso colunista Fausto Botelho, um dos maiores analistas gráficos do Brasil, é chegada a hora da decisão, e a resposta para essas perguntas está nos gráficos. Confira todos os detalhes neste vídeo.

Ventos do norte

A nave da bolsa alçou voo nesta quinta-feira puxada pelos ventos vindos lá do norte. Mais especificamente dos Estados Unidos e da Europa. Os recuos de Trump na guerra comercial e os estímulos do Banco Central Europeu foram música para os ouvidos dos investidores, que foram às compras no pregão de hoje e fizeram o Ibovespa saltar para mais de 104 mil pontos. Quem traz o panorama completo dos mercados neste dia positivo é o Victor Aguiar.

Sobem as cortinas

Depois de protocolar um pedido de IPO “secreto” (mas que todo o mercado já conhecia), a rede de lojas de vestuário C&A ganhou o palco hoje depois que a CVM tornou público o documento da oferta inicial de ações da empresa. A varejista vai à bolsa brasileira para financiar sua expansão e, se tudo der certo, a estreia das ações deve ocorrer em outubro. Saiba mais sobre a oferta da companhia nesta matéria.

Bilhete único, débito ou crédito?

A Mastercard anunciou hoje uma novidade que pode trazer um gás extra para os negócios no Brasil. A administradora de cartões vai implantar no transporte coletivo de São Paulo um sistema que permite aos passageiros pagarem suas tarifas no cartão. O projeto ainda está em fase piloto, mas se for executado com sucesso pode virar um marco na mobilidade do país e um divisor de águas na empresa. Confira os detalhes dessa história e as linhas de ônibus que passarão pelo teste.

Uma dupla no ar

Quem está pronto para decolar é o novo jato comercial da Embraer. O modelo E195-E2 foi entregue hoje para a Azul Linhas Aéreas e deve fazer a rota Brasília-Viracopos. A notícia é positiva para as duas empresas envolvidas no negócio, mas sobretudo para a Azul, que passará a contar com a maior aeronave Embraer em sua frota. Afinal, mais assentos disponíveis significam mais passagens vendidas por voo.

O negócio agora é lua

“Excêntrico” é a palavra que define muitos ricaços. Você certamente já ouviu falar - inclusive aqui no Seu Dinheiro - sobre os projetos do americano Elon Musk, por exemplo. Hoje, falo de um colega dele. O japonês Yusaku Maezawa - que, no ano passado, comprou o primeiro “passaporte” rumo à lua na SpaceX, do dono da Tesla - aceitou sair de cena do império fundado por ele, o site de varejo de moda Zozotown. Ele vai vender a maior parte de suas ações para o Yahoo do Japão, que quer enfrentar uma famosa varejista americana.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

*Colaboração de Fernando Pivetti.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

BNDES NO RADAR

Bolsonaro diz que ‘caixa-preta’ do BNDES já foi aberta e evita comentar auditoria

“A caixa-preta já foi aberta, bilhões gastos em outros países”, disse o presidente. Em seguida, encerrou a coletiva de imprensa sem responder outras perguntas

DE OLHO NA LIBERDADE FINANCEIRA

Você pode ser rico em 2030

Eu adoro fazer planos e traçar cenários futuros. Gosto de ler teses sobre como serão profissões, cidades e tecnologias nos próximos dez anos.  Eu também gosto de “brincar” com uma calculadora HP 12c e simular quanto o meu dinheiro (e o dos outros) pode render no futuro nos diferentes cenários. O mais legal dessas simulações […]

mas por enquanto sem detalhes

Para OMC, mecanismo de disputa vai ter que mudar para lidar com novas condições

Diretor-geral da instituição defendeu a importância do livre-comércio em detrimento do protecionismo, e negou que esse sistema provoque desigualdades sociais

números do setor

Vendas e compras de aço da rede de distribuição sobem em dezembro, diz Inda

Levantamento inclui os dados de seus associados e incluem chapas grossas, laminados a quente, laminados a frio, chapas zincadas, chapas eletro-galvanizadas, chapas pré-pintadas e galvalume

direito de Abu Dabi

De olho em entretenimento, fundo Mubadala vai disputar Ibirapuera

Fundo avalia participar, por meio de sua empresa IMM, da licitação de investimento que não deve sair por menos de US$ 100 milhões

vale a pena?

O potencial das ações de Tim, Vivo e Oi, segundo este banco suíço

Em relatório, analistas do Credit Suisse comentam suas perspectivas para as empresas, que passam por situações distintas

Exile on Wall Street

De médico, louco e economista, todo mundo tem um pouco

No mercado, não tem muito segredo nem maldade, só um pragmatismo que às vezes assusta mesmo: em linhas gerais, quem quer aplicar (poupar) empresta dinheiro a quem quer empreender

tema de campanha

BNDES gasta R$ 48 milhões para abrir caixa-preta, mas não acha irregularidades

A “caixa-preta” foi um dos temas dominantes na campanha de Bolsonaro. Para muitos apoiadores do presidente, a sua abertura teria potencial para apontar malfeitos maiores do que os descobertos pela Operação Lava Jato na Petrobras

Em Davos

Secretário do Tesouro americano diz que economia mundial não foi comprometida por guerra comercial

Segundo Mnuchin, as projeções para o avanço do PIB dos Estados Unidos em 2020 são “muito baixas” e os recentes acordos comerciais fechados pelo país devem ajudar a impulsionar o crescimento econômico

Deu ruim

Ações da Cia Hering desabam às mínimas em sete meses após decepção com os dados operacionais

O resultado operacional da Cia Hering no quarto trimestre de 2019 foi considerado fraco pelo mercado, com queda na receita bruta e nas vendas mesmas lojas. Com isso, as ações despencam mais de 10% nesta terça-feira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements