Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2019-04-26T18:51:02-03:00
Seu Dinheiro na sua noite

Há perigo na esquina

26 de abril de 2019
18:51
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Cuidado, há perigo na esquina. Mas não mais como na época da canção de Belchior e imortalizada na voz de Elis Regina. O sinal agora está fechado (ou quebrado) nas ruas esburacadas, mal iluminadas e nas pontes que ameaçam cair sobre nossas cabeças.

Quantas vezes você não ouviu que a economia do Brasil está sujeita ao chamado voo de galinha? E uma das principais razões para que os ciclos de crescimento sejam tão curtos é a falta de uma infraestrutura minimamente decente.

Durante os governos petistas, em especial após 2008, a grande aposta para impulsionar os investimentos em obras como rodovias, portos, ferrovias e energia foi o dinheiro barato do BNDES. Mas o juro subsidiado só serviu para mascarar uma série de problemas que vieram à tona anos depois com a operação Lava-Jato.

Pois bem, mudou o governo, mas a necessidade de investimentos em infraestrutura continua. Ou melhor, até aumentou, porque hoje o que se gasta mal dá conta de manter o que já existe.

Para entender os planos oficiais para a área eu estive hoje em um seminário que contou com a presença de representantes do governo, incluindo o presidente do BNDES, Joaquim Levy.

Ele deu uma notícia ruim e uma boa sobre as perspectivas para o investimento em infraestrutura. A ruim é que o governo não tem e não terá recursos nos próximos anos. E isso mesmo que consiga aprovar a proposta de reforma da Previdência no Congresso.

A boa é que não falta capital tanto aqui no Brasil como lá fora para colocar a infraestrutura para funcionar. Veja como o seu dinheiro pode ajudar a financiar os projetos necessários para o país - e ainda render uma graninha - nesta reportagem que eu escrevi.

Maré calma

Indo do longo para o curtíssimo prazo, a bolsa viveu hoje um dia de tranquilidade e poucas novidades tanto no noticiário nacional como internacional. E quando falta notícia sobra cautela, por isso os investidores tiraram o dedo do gatilho de compra. Apesar da queda de hoje, o Ibovespa acumulou alta de 1,75% na semana e o dólar voltou praticamente tudo o que tinha andado nos últimos dias. O Victor Aguiar conta tudo o que você precisa saber sobre o sobe e desce dos mercados.

Provando que merece

Com uma alta de 45% no lucro no primeiro trimestre, a Lojas Renner mostrou mais uma vez porque detém o título de queridinha do mercado. Só pela expectativa do balanço, as ações da varejista já haviam subido fortemente no pregão de ontem. Por isso qualquer ponto mais decepcionante em alguma das linhas do resultado poderia levar a uma venda dos papéis hoje. Saiba então como os principais analistas que acompanham a empresa e os investidores na bolsa reagiram ao balanço.

Quando a poeira baixa

Depois de toda a polêmica do preço do diesel envolvendo o governo e a Petrobras, o presidente da estatal, Roberto Castello Branco, concedeu uma entrevista ao Estadão e resolveu dar detalhes sobre como ele e Bolsonaro conduziram essa crise. Vale muito a pena conferir esse bate-papo para entender como pensa o chefão da Petrobras e como anda a relação dele com o governo.

Sou de fazer, não sou de falar

O mineiro é tipicamente conhecido por comer quietinho. Mas parece que quem assumiu esse papel agora foi o investidor estrangeiro. Quantas vezes você já não leu aqui no Seu Dinheiro que ele anda ausente do mercado brasileiro? Pois se na bolsa o gringo ainda aguarda um avanço mais consistente da reforma da Previdência, na renda fixa ele vem se soltando, com um aumento mês a mês na compra de títulos públicos. O Edu Campos conta mais sobre o comportamento da dívida pública brasileira e, principalmente, do interesse dos estrangeiros.

Hora da realidade

Como diriam os mais velhos, todo mundo “já está careca de saber” que nos sonhos mais profundos de Paulo Guedes mora uma economia de R$ 1 trilhão com a reforma da Previdência. Mas quando o assunto é o seu dinheiro precisamos ser mais realistas. Com qual número, afinal, trabalha o pessoal que movimenta bilhões todos os dias na bolsa? A nossa colunista Angela Bittencourt mostra que o tal mercado pode até sonhar junto com Guedes, mas aposta de fato em um ganho bem menor.

#Sextou na sua newsletter

Para encerrar mais uma semana agitada nos seus investimentos, a Marina Gazzoni, o Eduardo Campos e eu convidamos você a bater um papo sobre os assuntos da semana. E no nosso happy hour tem assunto para todas as tribos. Do lucro dos bancões no primeiro trimestre à guerra das maquininhas, passando pela tortuosa aprovação da reforma na CCJ, você fica por dentro dos principais assuntos da semana no podcast Ursos e Touros (gostou do nome?). Aperta o play e vem com a gente!

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Sem resultado

STF suspende julgamento de tributação por estados de herança enviada do exterior

Um pedido de vista do ministro do STF, Alexandre de Moraes, suspendeu a votação, que não tem data para ser retomada.

Vai entrar?

Ant Group, de Jack Ma, deve levantar US$ 35 bi no maior IPO da história

Antes de seu IPO, a Ant será avaliada em aproximadamente US$ 280 bilhões.

dia negativo

Ações de shoppings, aéreas e CVC tombam no Ibovespa com repique de covid-19 lá fora

Investidores temem aumento de casos do coronavírus nos Estados e na Europa, ponderando possíveis medidas de distanciamento social com efeitos sobre essas empresas

dados oficiais

Balança: Superávit na 4ª semana de outubro foi de US$ 1,5 bilhão

Segundo a Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Economia, o valor foi alcançado com exportações de US$ 4,604 bilhões e importações de US$ 3,025 bilhões

PODCAST GRATUITO

Como foi possível essa empresa se multiplicar por 6 vezes em 2 anos?

Na edição de hoje do Tela Azul Empiricus, nós contamos a história da DocuSign, uma daquelas sagas que você vai ficar se perguntando: “como eu deixei passar essa?”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies