Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2019-08-19T19:01:31-03:00
Seu Dinheiro na sua noite

Belo, recatado e dólar

19 de agosto de 2019
19:01
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Foi Edmar Bacha, um dos criadores do Plano Real, quem ensinou a jamais fazer previsões sobre o dólar. É dele a conhecida frase de que a taxa de câmbio foi criada por Deus apenas para humilhar os economistas.

Hoje foi um típico dia de humilhação para quem acompanha o mercado financeiro. Mesmo com o noticiário econômico relativamente positivo, o dólar fechou em forte alta de 1,58%, cotado a R$ 4,066. Trata-se do maior patamar desde o dia 20 de maio.

Seguidor da “lei de Bacha”, não vou aqui me arriscar a dizer se a alta da moeda americana foi isolada ou se teremos uma nova leva de desvalorização cambial.

Diante dos temores de uma recessão nas economias globais, parece certo que a fase “belo, recatado e dólar” ficou para trás. Tudo vai depender, é claro, de como os Bancos Centrais e os governos lá de fora vão agir e se por aqui o governo continuará fazendo a lição de casa com a agenda de reformas.

Seja qual for o comportamento futuro do câmbio, é prudente você sempre manter uma exposição em dólar na sua carteira. Nós inclusive já escrevemos uma reportagem para ajudar você nessa tarefa.

A alta da moeda americana nesta segunda-feira acabou respingando na bolsa. O Ibovespa começou o dia em alta e acima dos 100 mil pontos, mas acabou virando conforme o dólar ganhava força. Saiba de todos os detalhes do que aconteceu nos mercados na cobertura do Victor Aguiar.

Petrobras sem imposto

No mundo dos juros baixos, vale a pena ficar atento a qualquer alternativa na renda fixa com a perspectiva de retorno um pouco mais atrativa. Que tal, então, emprestar dinheiro para a Petrobras? A estatal pretende captar até R$ 3,6 bilhões em uma emissão de debêntures, que são títulos de dívida emitidos por empresas. Os papéis contam com isenção de imposto de renda, o que representa um atrativo adicional. Eu trago mais detalhes da oferta e também faço uma análise sobre o investimento nesta matéria.

Cuidado, há perigo na esquina

Para quem investe em fundos, o cenário de juros baixos também demanda uma atenção mais do que redobrada. A escolha de um bom gestor passou a ser ainda mais importante. Uma prova disso é que mais de 500 fundos multimercados entregaram ao investidor rendimento inferior ao da poupança neste ano. Isso não significa que a caderneta tenha virado um bom investimento, mas reforça o alerta de que você deve acompanhar mais de perto o desempenho das suas aplicações. Confira os detalhes do estudo.

Meu juro, minha vida

Se a queda dos juros é ruim para as aplicações de renda fixa, quem está em busca de crédito imobiliário não tem do que reclamar. O corte na Selic, acompanhado de uma maior concorrência no mercado por conta da volta da Caixa ao páreo, fez as taxas cobradas pelos bancos nos empréstimos para a compra da casa própria caírem para perto do menor nível da história. Nesta matéria você fica sabendo os detalhes sobre esse movimento.

Luz no fim do túnel?

O governo americano trouxe um pouco de alívio para os investidores no mercado internacional, ainda que temporário. Os Estados Unidos confirmaram que vão estender o prazo de licença da chinesa Huawei para comprar suprimentos de empresas locais. A notícia pode ser vista como um respiro na guerra comercial que vem pressionando as bolsas mundo afora nas últimas semanas. Os motivos para as novos prazos você confere nesta matéria.

A hora da tacada

Qual o momento certo para comprar ou vender no mercado financeiro? Essa certamente é a pergunta de muitos milhões de dólares no mercado financeiro. E também o tema da mais nova coluna do Ivan Sant’Anna. No texto de hoje, o mestre trata de alguns dos grandes momentos históricos para se investir, quais movimentos conseguiu aproveitar e também qual será o gatilho para uma nova guinada que pode representar lucro para várias gerações. Leitura, como sempre, mais que recomendada!

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

responsabilização

JBS aprova em assembleia ação contra irmãos Batista

Processo diz respeito a prejuízos causados por crimes revelados nos acordos de colaboração e leniência firmados pela JBS com a Procuradoria Geral da República

em live

Se necessário, voltaremos a fazer transferência do BC para o Tesouro, diz secretário

Em agosto, CMN já havia autorizado o Banco Central a repassar R$ 325 bilhões para o Tesouro Nacional

Balanço do mês

Bitcoin e dólar são os melhores investimentos de outubro; ativos de risco ficaram para trás de novo

Por pouco o Ibovespa não ficou entre os melhores investimentos do mês, mas segunda onda de coronavírus na Europa derrubou as bolsas; risco fiscal, eleições americanas e indefinição quanto a estímulos fiscais nos EUA também pesaram

seu dinheiro na sua noite

O saci à solta nos mercados

Não sei dizer exatamente quando nem quem tomou a iniciativa de importar dos países anglófonos a celebração do Halloween, o Dia das Bruxas. O fato é que desde que as crianças brasileiras começaram a sair fantasiadas pedindo doces no último dia de outubro houve uma série de tentativas de “tropicalizar” o evento. Embora não seja […]

Disparou

Dívida bruta do governo deverá encerrar o ano em 96% do PIB

Endividamento cresceu 20,2 pontos por causa de pandemia.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies