Menu
2019-10-14T14:28:42-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Efeitos do Copom

Itaú e Bradesco reduzem taxas de juros após corte da Selic

Bancos privados acompanharam a decisão do Copom de cortar a taxa básica de juros nesta quarta-feira

18 de setembro de 2019
20:04 - atualizado às 14:28
Banco Bradesco e Itaú
Imagem: Estadão Conteúdo/Shutterstock

O Itaú Unibanco anunciou uma redução nas taxas de juros de suas linhas de crédito. O banco vai repassar integralmente o corte de 0,50 ponto porcentual anunciado nesta quarta-feira pelo Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central.

Em nota, o banco informa que para pessoa física, a redução será no empréstimo pessoal e, no caso de pessoa jurídica, no capital de giro. Conforme o Itaú, os valores, que passam a valer a partir de sexta-feira (20), variam de acordo com o perfil do cliente e de seu relacionamento com o banco.

O Itaú também reduzirá a taxa mínima da linha de crédito imobiliário e passa a oferecer o financiamento de imóveis com juros a partir de 8,1% ao ano + TR a partir de segunda-feira (23). Antes, as taxas iniciavam em 8,3% ao ano + TR.

Bradesco segue a linha

O Bradesco informou que reduzirá as taxas de juros de suas principais linhas de crédito a partir de segunda-feira, 23 de setembro, acompanhando a decisão do Copom de baixar a taxa Selic de 6,00% para 5,50% ao ano. O banco não informou, entretanto, quais serão as linhas que terão as taxas reduzidas.

Em agosto, o banco fez movimento semelhante, anunciando após o reunião do Banco Central corte na pessoa física, nas linhas de cheque especial, crédito pessoal e veículos (CDC). Na pessoa jurídica, o corte anunciado foi nas linhas de capital de giro, cheque empresarial e veículos (CDC).

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

A inflação nos EUA vai afetar os seus investimentos. Veja por que e o que fazer

Como o Fed, assumiu uma postura permissiva em relação à inflação, os investidores começam a temer uma elevação da taxa de juros antes do esperado

O melhor do seu dinheiro

O preço do diesel e o cobertor curto

Na briga do presidente Jair Bolsonaro para tentar baixar o preço dos combustíveis e do gás de cozinha no país, não foi só a Petrobras que apanhou. Pode ser que sobre também para os bancos. E na bolsa, as ações das instituições financeiras já sofreram um bocado nesta segunda-feira por causa disso. Tudo ia bem […]

FECHAMENTO

Brasília força Ibovespa a pisar no freio e bolsa quase zera ganhos após avançar mais de 2%; dólar fica estável

No exterior, as bolsas tiveram dias de ganho expressivo, com os mercados repercutindo de forma positiva a aprovação do pacote de estímulos americano e uma nova opção de vacina

Proposta na mesa

Aumento de tributação aos bancos está sendo discutido para compensar a desoneração do diesel

A lógica proposta seria da CSLL subir para compor a compensação dos tributos com o intuito de zerar a tributação do diesel e do gás de cozinha, tendo um custo total de quase R$ 3,6 bilhões.

Concentrado

Foco de Biden é a aprovação do pacote de US$ 1,9 trilhão, diz Casa Branca

O texto foi avalizado pela Câmara dos Representantes no fim de semana e ainda precisa ser analisado pelo Senado.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies