Menu
2019-04-04T13:51:15-03:00
Estadão Conteúdo
Causa do vazamento é desconhecida

Petrobras sobrevoa local de vazamento de plataforma para verificar dispersão de óleo

Vazamento despejou 260 mil litros de petróleo no mar a 80 quilômetros da costa do Espírito Santo, na região conhecida como Parque das Baleias

25 de fevereiro de 2019
13:56 - atualizado às 13:51
Petrobras
Ibama informou que continua monitorando o desastre ambiental com a Marinha e a ANPImagem: Shutterstock

A Petrobras ainda desconhece a causa do rompimento do mangote da plataforma P-58 que provocou no sábado, 24, o vazamento de 260 mil litros de petróleo lançados a 80 quilômetros da costa do Espírito Santo, na região conhecida como Parque das Baleias, na parte capixaba da bacia de Campos.

A estatal fará nesta segunda-feira, 25, um sobrevoo na área para verificar se as ações realizadas no final de semana foram efetivas para dispersar a mancha.

O Ibama informou que continua monitorando o desastre ambiental com a Marinha e a Agência Nacional do petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), mas ainda não divulgou punição à companhia.

Segundo o Ibama, que acompanhou a operação de contenção do óleo, não há indicativo de que de que a poluição feita pela Petrobras vá chegar às praias da região, e não foram avistados animais atingidos. "Laudo técnico vai determinar a dimensão do dano ambiental e servirá de base para aplicação de sanções à Petrobras", disse o Ibama em nota no domingo. O Ibama identificou uma mancha de 2,4 quilômetros de extensão por 0,55 quilômetros de largura.

O vazamento ocorreu durante operação de transferência de óleo da plataforma P-58 para um navio petroleiro, após o rompimento de um mangote (borracha para transferência), como informou a Petrobras em nota no sábado. No domingo, em um sobrevoo, a empresa avaliou que as ações de respostas ao vazamento foram efetivas, "restando apenas uma mancha residual", e a estimativa era de que seria dispersada pelas embarcações ao longo da noite.

O Parque das Baleias é formado por cinco áreas e recentemente a estatal teve que cumprir uma determinação da ANP para unificar essas áreas produtivas em um só campo, o Novo Jubarte. Com a unificação, a Petrobras passa a ser obrigada a pagar Participação Especial ao governo.

Procurados, a Petrobras ainda não tinha informação sobre a dispersão da mancha residual e o Ibama não tinha porta-voz para comentar o assunto na manhã desta segunda-feira.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

análise

Duratex pode subir 22%, diz Goldman Sachs: ‘Melhor trimestre em 10 anos’

Analistas do banco veem alta demanda em todas as áreas de atuação da empresa, impulsionada pela retomada do mercado imobiliário no País; ação sobe 6% nesta segunda

EXILE ON WALL STREET

TINWO: carta a um jovem investidor

Investimento tem seu próprio momento de maturação; para amadurecê-lo, não há como apressar sua seiva

K-POP NA BOLSA

Agência de K-pop Big Hit faz oferta de ações na bolsa e deixa membros do BTS multimilionários

A companhia, que captou mais de US$ 820 milhões e fará a sua estreia no índice KOSPI em outubro, pretende pegar carona na popularidade crescente de suas estrelas

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta segunda-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Um outro olhar

Ibovespa opera em alta acompanhando otimismo com perspectiva de acordo nos EUA

Posicionamento do BC chinês e expectativa em torno acordo entre democratas e republicanos sobre estímulo nos EUA sustentam bom humor dos investidores

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements