🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Estadão Conteúdo
Petróleo

ANP nega mais prazo à Petrobras; campos terrestres irão para oferta permanente

Agência reguladora negou mais prazo para a estatal apresentar um plano de desativação de campos terrestres que não estão em produção há mais de seis meses

Estadão Conteúdo
20 de abril de 2019
15:53 - atualizado às 17:55
Letreiro da Petrobras em frente a prédio
Ao todo foram oito contratos extintos - sete no Espírito Santo e um na Bahia. - Imagem: Shutterstock

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Bicombustíveis (ANP) negou à Petrobras o que seria a terceira prorrogação de prazo pedido pela estatal para apresentar um plano de desativação de campos terrestres que não estão em produção há mais de seis meses. Ao todo foram oito contratos extintos - sete no Espírito Santo e um na Bahia, cujos campos correspondentes serão incluídos no banco de Oferta Permanente de áreas de petróleo da ANP.

"É mais um passo no sentido de aumentar o escopo da oferta permanente e sinalizar que esses campos maduros precisam ser transferidos para operadores interessados na sua operação e que haja investimentos para haver o retorno da produção. Isso vai beneficiar a atividade local, principalmente no Espírito Santo", disse o diretor-geral da ANP, Décio Oddone, durante a reunião de diretoria realizada na última quinta-feira, e que aprovou a rejeição do pedido da Petrobras. Desde fevereiro, a agência passou a transmitir suas reuniões semanais pela Internet.

Foram extintos os contratos dos campos em terra de Lagoa Branca (BA), Barra do Ipiranga, Rio Barra Seca, Rio Itaúnas Leste, Rio São Mateus Oeste, Mariricu Oeste, Jacupemba e Nativo Oeste.

Responsável pela análise e indicação de rejeição do pedido, o diretor da ANP Dirceu Amorelli ressaltou que apesar de a Petrobras ter incluído alguns dos ativos no seu plano de desinvestimento Topázio, como o campo de Lagoa Branca (BA), o processo não foi adiante. Ele lembrou ainda, que a Petrobras pleiteou prazos adicionais por diversas vezes, desde 2016.

"A ANP, em duas oportunidades concedeu extensão de prazo à Petrobras. Assim, tendo transcorrido mais de dois anos da primeira notificação, a empresa - a despeito de ter incluído a maioria das concessões no seu projeto chamada Topázio - sequer havia disponibilizado ao mercado, na época da resolução, os relatórios de oportunidade, os chamados teasers. A exceção do campo de Lagoa Branca, que teve seu desinvestimento interrompido pelo próprio concessionário na fase não-vinculante", disse Amorelli antes de votar pela negativa do pleito.

49 prorrogados

Por outro lado, na mesma reunião, a ANP concedeu mais prazo para a Petrobras desinvestir em 49 campos maduros em terra e água rasas. O limite estabelecido pela ANP era no primeiro semestre deste ano, mas foi prorrogado até 31 de dezembro.

Esses campos fazem parte dos 254 campos selecionados pela ANP, em setembro do ano passado, para que a estatal decidisse se vai voltar a investir ou devolver para serem vendidos à iniciativa privada no banco de Oferta Permanente da ANP, lançado em julho do ano passado. A Petrobras já informou à agência que vai vender 183 desses campos, sendo 134 até o final do primeiro semestre deste ano. Dos 49 que ganharam mais prazo, 11 estão sem produzir, informou o diretor Amorelli, o que pode levar também à extinção de contratos se a produção não for retomada ou o ativo vendido.

Compartilhe

LIVRE DAS PUNIÇÕES

Petrobras (PETR4) troca multas da ANP por investimento de R$ 855 milhões em exploração e produção no País

27 de julho de 2022 - 20:15

O acordo já terá um efeito significativo no balanço da petroleira, cuja divulgação está marcada para amanhã (28) após o fechamento do mercado

BATENDO O MARTELO

3R Petroleum (RRRP3) arremata seis blocos em leilão da ANP; veja todos os vencedores

13 de abril de 2022 - 16:36

ANP realizou o terceiro ciclo de leilões da oferta permanente; nesta fase foram ofertadas sete bacias em 14 setores

Tanque cheio, bolso vazio

Gasolina acima de R$ 8,00 o litro: segundo a ANP, essa já é uma realidade nos postos do Brasil

30 de janeiro de 2022 - 11:17

Angra dos Reis (RJ) tem a gasolina mais cara do país; veja os detalhes da pesquisa de preços de combustíveis da ANP

PEC DOS COMBUSTÍVEIS

Tesouro pode perder até R$ 240 bilhões com PEC dos Combustíveis e inflação pode ir para 1% — mas gasolina ficará só R$ 0,20 mais barata; confira análise

22 de janeiro de 2022 - 10:58

Se todos os estados aderirem à desoneração, a perda seria de cifras bilionárias aos cofres públicos, de acordo com a XP Investimentos

nenhuma proposta

Blocos próximos a Fernando de Noronha, que ANP insistiu em leiloar apesar dos riscos ambientais, não atraem investidores

7 de outubro de 2021 - 17:13

Além do resultado vazio para os blocos da chamada Bacia Potiguar, onde se localiza a área do arquipélago e da reserva biológica, não houve propostas para a Bacia de Pelotas, também considerada como região de sensível preservação

Atualização do presidente

Bolsonaro edita MP que antecipa venda direta de etanol entre produtores e postos; entenda

14 de setembro de 2021 - 7:57

Nova medida dispensa a intermediação de distribuidores e ainda flexibiliza a “tutela à bandeira”

Pesando no bolso

Não é só a gasolina! Preço médio do etanol sobe em 21 Estados

23 de agosto de 2021 - 11:44

Nos postos pesquisados pela ANP em todo o País, o preço médio biocombustível subiu 2,23%, de R$ 4,399 para R$ 4,497 no comparativo semanal

Dados da ANP

Consumidor já paga mais de R$ 7 por gasolina

21 de agosto de 2021 - 18:24

Para especialistas, o dólar tem grande influência nesse comportamento, mas outros fatores também influenciam

Cheia de energia

Petrobras (PETR4) amplia oferta de combustíveis e quadruplica geração térmica

19 de agosto de 2021 - 7:34

Medida da estatal permitiu aumentar a geração termelétrica de suas usinas e clientes de 2 mil megawatts (MW) para quase 8 mil MW

Recorde

Petrobras: campos de petróleo da cessão onerosa têm produção recorde em julho

17 de agosto de 2021 - 13:10

Produção dos poços explorados pela estatal aumentou 6,23% em relação ao mês anterior, diz ANP

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies