Menu
2019-11-19T18:30:18-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Migração

Depósitos na NuConta passam a ser feitos em RDB do Nubank por padrão, mas cliente pode voltar à versão antiga

Quem acessa o app do Nubank tem se deparado com um aviso dizendo que novos depósitos passarão a ser feitos no RDB da instituição; cliente, no entanto, pode optar por voltar aos títulos públicos

19 de novembro de 2019
16:59 - atualizado às 18:30
Cartão e aplicativo do Nubank
Para voltar à versão original, cliente deve acessar o menu de configurações da NuConta, no seu app. - Imagem: Shutterstock

Os clientes da NuConta, a conta do Nubank, estão sendo transferidos automaticamente de modalidade de depósito. Depois da última atualização do aplicativo, os usuários que acessam sua conta se deparam com um aviso dizendo que os novos depósitos na NuConta passarão a ser feitos em Recibos de Depósito Bancário (RDB) do Nubank, e não mais em títulos públicos, como era o padrão.

Aviso de conversão da NuConta de títulos públicos para RDB do Nubank

Os depósitos feitos na NuConta eram aplicados automaticamente em títulos públicos Tesouro Selic. Mas desde que o Nubank lançou o seu RDB - título de renda fixa similar aos CDBs dos bancos - os clientes passaram a poder optar por este tipo de papel, que conta com proteção do Fundo Garantidor de Créditos (FGC) para investimentos de até R$ 250 mil por CPF.

Agora, a lógica se inverteu. O padrão passa a ser a aplicação em RDB, tanto para clientes antigos - migrados automaticamente - quanto para clientes novos, que abrirem a NuConta a partir de agora. Os depósitos já feitos na NuConta em títulos públicos permanecem na mesma aplicação. Apenas os novos depósitos serão feitos em RDB.

Todos os clientes, porém, são avisados da migração e precisam dar a sua anuência, clicando no botão "OK, entendi". O Nubank não pode migrar os clientes de modalidade sem autorização.

Segundo o Nubank informou em nota, "conforme a nossa base de clientes cresce e o cenário econômico evolui, precisamos sempre pensar em novas formas para manter os benefícios que tornaram a NuConta a melhor alternativa às contas tradicionais: uma conta livre de tarifas escondidas e com rendimento maior do que a poupança."

Como voltar à versão original da NuConta

Se desejar, porém, o cliente pode retornar à versão original, de conta de pagamentos com recursos aplicados em Tesouro Selic. Para fazer isso, basta acessar o menu clicando no seu nome no topo da tela do app e ir até Configurar NuConta>Opções de Depósito. Ali você poderá desativar a opção do RDB, o que o fará com que os novos depósitos voltem a ser feitos em Tesouro Selic.

O RDB do Nubank também rende 100% do CDI com liquidez diária e sem taxas, assim como o investimento em Tesouro Selic. A tributação de ambas as aplicações também é a mesma: tabela regressiva de IR e IOF quando o investimento tiver menos de 30 dias.

O RDB, entretanto, é um título de crédito privado. Apesar de contar com a proteção do FGC, o título está, em última análise, exposto ao risco da financeira do Nubank, que é a emissora do papel.

O Tesouro Selic, por sua vez, não conta com a proteção do FGC, mas nem precisaria, uma vez que se trata de um título público, contanto com garantia do governo. Trata-se, portanto, do investimento mais seguro da economia brasileira.

Nesta matéria, eu expliquei porque acho que vale mais a pena permanecer na versão antiga da NuConta, com aplicações em Tesouro Selic, do que migrar para o RDB do Nubank.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

FII do mês

Os melhores fundos imobiliários para investir em julho segundo 7 corretoras

FII queridinho do mês recebeu quatro indicações, mas outros cinco fundos receberam duas indicações cada um

mp 925

Câmara conclui votação de MP da Aviação e texto segue para Senado

A proposta traz ações emergenciais ao setor de aviação civil para mitigar os efeitos da crise gerada pela pandemia

mundo aéreo

Azul vende participação de 6% na TAP para governo português, por R$ 65 milhões

A companhia aérea Azul informou nesta quarta-feira, 8, que vendeu a participação indireta de 6% que detinha na aérea portuguesa TAP, para o governo de Portugal. O valor fechado foi de R$ 65 milhões

Um milhão em três meses

Em meio à pandemia, Banco Inter alcança 6 milhões de clientes da conta digital

No mês de abril, o banco havia informado que tinha alcançado 5 milhões de clientes. Na ocasião, também disse que só no primeiro trimestre o número de novas contas bateu recorde

seu dinheiro na sua noite

Quanto vale um triz? Hoje, 231 pontos

No seu livro de crônicas “Comédias para se ler na escola”, Luis Fernando Verissimo discorre sobre os possíveis significados e origens das expressões “tintim” e “triz” – seriam unidades de medida que caíram em desuso? Subdivisões do espaço e do tempo? – e sai com a ótima tirada de que ambos pertenceriam ao obscuro mundo […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements