Menu
2019-11-19T18:30:18-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Migração

Depósitos na NuConta passam a ser feitos em RDB do Nubank por padrão, mas cliente pode voltar à versão antiga

Quem acessa o app do Nubank tem se deparado com um aviso dizendo que novos depósitos passarão a ser feitos no RDB da instituição; cliente, no entanto, pode optar por voltar aos títulos públicos

19 de novembro de 2019
16:59 - atualizado às 18:30
Cartão e aplicativo do Nubank
Para voltar à versão original, cliente deve acessar o menu de configurações da NuConta, no seu app. - Imagem: Shutterstock

Os clientes da NuConta, a conta do Nubank, estão sendo transferidos automaticamente de modalidade de depósito. Depois da última atualização do aplicativo, os usuários que acessam sua conta se deparam com um aviso dizendo que os novos depósitos na NuConta passarão a ser feitos em Recibos de Depósito Bancário (RDB) do Nubank, e não mais em títulos públicos, como era o padrão.

Aviso de conversão da NuConta de títulos públicos para RDB do Nubank

Os depósitos feitos na NuConta eram aplicados automaticamente em títulos públicos Tesouro Selic. Mas desde que o Nubank lançou o seu RDB - título de renda fixa similar aos CDBs dos bancos - os clientes passaram a poder optar por este tipo de papel, que conta com proteção do Fundo Garantidor de Créditos (FGC) para investimentos de até R$ 250 mil por CPF.

Agora, a lógica se inverteu. O padrão passa a ser a aplicação em RDB, tanto para clientes antigos - migrados automaticamente - quanto para clientes novos, que abrirem a NuConta a partir de agora. Os depósitos já feitos na NuConta em títulos públicos permanecem na mesma aplicação. Apenas os novos depósitos serão feitos em RDB.

Todos os clientes, porém, são avisados da migração e precisam dar a sua anuência, clicando no botão "OK, entendi". O Nubank não pode migrar os clientes de modalidade sem autorização.

Segundo o Nubank informou em nota, "conforme a nossa base de clientes cresce e o cenário econômico evolui, precisamos sempre pensar em novas formas para manter os benefícios que tornaram a NuConta a melhor alternativa às contas tradicionais: uma conta livre de tarifas escondidas e com rendimento maior do que a poupança."

Como voltar à versão original da NuConta

Se desejar, porém, o cliente pode retornar à versão original, de conta de pagamentos com recursos aplicados em Tesouro Selic. Para fazer isso, basta acessar o menu clicando no seu nome no topo da tela do app e ir até Configurar NuConta>Opções de Depósito. Ali você poderá desativar a opção do RDB, o que o fará com que os novos depósitos voltem a ser feitos em Tesouro Selic.

O RDB do Nubank também rende 100% do CDI com liquidez diária e sem taxas, assim como o investimento em Tesouro Selic. A tributação de ambas as aplicações também é a mesma: tabela regressiva de IR e IOF quando o investimento tiver menos de 30 dias.

O RDB, entretanto, é um título de crédito privado. Apesar de contar com a proteção do FGC, o título está, em última análise, exposto ao risco da financeira do Nubank, que é a emissora do papel.

O Tesouro Selic, por sua vez, não conta com a proteção do FGC, mas nem precisaria, uma vez que se trata de um título público, contanto com garantia do governo. Trata-se, portanto, do investimento mais seguro da economia brasileira.

Nesta matéria, eu expliquei porque acho que vale mais a pena permanecer na versão antiga da NuConta, com aplicações em Tesouro Selic, do que migrar para o RDB do Nubank.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

NOS EUA

Queda das bolsas poderia levar Trump a negociar pacote, diz Nancy Pelosi

Presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos voltou a demonstrar otimismo sobre a perspectiva de mais estímulos fiscais

pandemia pesa

Tensão global com coronavírus aumenta e Ibovespa tomba mais de 4%, na maior queda desde março

Principal índice acionário da B3 fechou na mínima do dia. O aumento de casos da covid-19 no exterior trouxe aversão ao risco generalizada para os mercados, acentuada por anúncios de novas medidas de confinamento na Alemanha e na França. Dólar se aproxima de R$ 5,80

em busca de fidelização

Azul, Itaú e Visa lançam cartão em meio às incertezas com retomada

Empresas anunciaram cartão que dá desconto de 10% em passagens áreas e uma série de produtos

Retomada

Faturamento do setor de máquinas cresce 9,8% em setembro, diz Abimaq

O faturamento líquido total engloba as receitas obtidas com as vendas no mercado interno e no exterior já descontadas as despesas correntes do setor.

Negócio polêmico

Linx contesta convocação de assembleia da Totvs sobre protocolo de incorporação

Linx informa que não assinou documento com a Totvs e menciona artigo da Lei das S/A que determina que o protocolo do processo de incorporação precisa ter o aval de ambas as companhias

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies