Menu
2019-11-11T14:35:30-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
aposta da queridinha

Magazine Luiza faz maior investimento de sua história em uma campanha de marketing para Black Friday

Varejista coloca no ar um show ao vivo de duas horas no canal Multishow, da TV paga; rede não revela a cifra investida, mas diz que o desembolso é o triplo do que gastou na mesma data do ano passado

11 de novembro de 2019
13:49 - atualizado às 14:35
Site do Magazine Luiza
Imagem: Shutterstock

O Magazine Luiza está fazendo o maior investimento da história em uma única campanha de marketing, voltada para Black Friday. Às 22h30 do dia 28 de novembro, a quinta-feira que antecede a data da megaliquidação, a rede coloca no ar um show ao vivo de duas horas no canal Multishow, da TV paga.

O show vai mesclar entretenimento e venda para ampliar a comercialização de cerca de 12 milhões de itens disponíveis para compra no aplicativo da empresa. Destes, um milhão de produtos foram negociados com fornecedores para serem ofertados com desconto de até 80% na Black Friday deste ano.

A rede não revela a cifra investida na campanha de marketing. Só diz que o desembolso é o triplo do que gastou na mesma data do ano passado.

Batizado de "Black das Black", o show será comandado pelo apresentador Luciano Huck. Com a participação de cantores, humoristas e influenciadores digitais, as barganhas da Black Friday serão oferecidas ao telespectador de forma lúdica, por meio de competições e brincadeiras entre os artistas. Dependendo de quem vence o jogo, por exemplo, o produto terá um determinado desconto.

Os artistas também farão apresentações. E, nesse meio de tempo, o consumidor que já baixou o aplicativo da empresa no celular, poderá comprar os produtos. "Não vamos só fazer a venda de balcão, mas apresentar as ofertas de forma contextualizada", diz Ana Paula Rodrigues, diretora de marketing. Ela frisa que a estratégia da marca Magalu é fazer a transformação digital do consumidor.

Solteiros

Segundo a executiva, esse formato de campanha num canal de TV fechada é inédito no Brasil. A inspiração veio do outro lado do mundo. No Dia dos Solteiros, a megaliquidação celebrada hoje na China, o Alibaba, gigante do comércio online do país, promove eventos semelhantes para engajar o consumidor e vender mais.

Hoje, 14 milhões de pessoas por mês usam o aplicativo do Magalu. A empresa não revela quais são as metas para conquistar novos usuários. Atualmente o comércio online responde por quase 50% das vendas da companhia.

Dias antes do show, Ana Paula conta, serão feitas chamadas de 10 a 15 segundos em todos os canais da Globosat, no YouTube, no Facebook e na Globo, incentivando o consumidor a baixar o app da empresa para poder comprar com desconto.

Nesta segunda-feira (11), as ações ordinárias do Magazine Luiza eram negociadas a R$ 44,45 por volta das 13h50, numa alta de 1,46%. No ano, os papéis acumulam uma valorização da ordem de 96%. Acompanhe nossa cobertura de mercados.

*Com informações do jornal O Estado de S. Paulo e Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Abandonando o barco?

Ações do Banco do Brasil recuam 5% com possibilidade de saída de André Brandão

Brandão tem mostrado insatisfação com o cargo e quer deixar o comando da estatal, segundo jornal

Rumo aos R$ 6?

Dólar sobe e toca os R$ 5,60; Banco Central faz dupla atuação para tentar segurar o câmbio

Disparada da moeda americana ocorre em meio à fuga de recursos que migram para os títulos públicos americanos, cujos retornos dispararam recentemente

Não gostou

Conselheira da Petrobras critica forma da demissão de Castello Branco

Segundo ela, está havendo uma desintegração vertical e nacional da Petrobras, com a única finalidade de remunerar os acionistas, o que precisa ser mudado.

Esperança

Mundo pode crescer em 2021 mais que 5,5% previstos em janeiro, diz FMI

Kristalina Georgieva também defendeu crédito para empresas e famílias, a partir das circunstâncias de cada país, até a crise de saúde ser superada.

Necessidade econômica

Reação do mercado de trabalho na pandemia depende de condição sanitária, diz IBGE

A população ocupada encolheu em 8,373 milhões de pessoas em um ano, enquanto o total de desempregados aumentou em 2,294 milhões.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies