Menu
2019-06-07T18:46:36-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Veio com tudo

Rede, do Itaú, paga mais de R$ 2 bilhões a lojistas com política de custo zero de antecipação

Com a iniciativa, companhia mira clientes novos e antigos que faturam até R$ 30 milhões por ano nas maquininhas da marca

5 de junho de 2019
16:14 - atualizado às 18:46
Maquininha Rede em cima de uma mesa
Maquininha Rede - Imagem: Montagem Andrei Morais/Shutterstock/Divulgação

A Rede, do Itaú Unibanco, já pagou mais de R$ 2 bilhões a lojistas na nova política de antecipação de recebíveis com isenção de taxa.

A iniciativa, que teve início no dia 2 de maio, já contemplou quase 300 mil clientes, conforme a número dois do setor de maquininhas.

Na mira da Rede estão clientes novos e antigos que faturam até R$ 30 milhões por ano nas maquininhas da marca como, por exemplo, autônomos, microempreendedores, profissionais liberais, pequenos e médios varejistas.

Para ter acesso à isenção na antecipação de recebíveis precisam, contudo, receber seus pagamentos no Itaú e ou no Tribanco.

"A nova condição não é promoção e tem potencial de alcance muito mais amplo, podendo vir a impactar positivamente 98% do varejo brasileiro", garante a Rede em nota.

Para a base atual e a que virá, a antecipação de recebíveis de crédito à vista custará uma taxa única de até 3,49%. Comerciantes com faturamento acima de R$ 10 mil por mês, podem obter condições melhores.

A ofensiva da Rede na antecipação de recebíveis ocorreu em meio ao acirramento da concorrência no setor de maquininhas. Como consequência, o Itaú revisou para baixo a projeção de desempenho para a sua margem financeira deste ano para suportar o impacto do menor ganho da sua adquirente.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

efeito coronavírus

Latam tem prejuízo de US$ 2,1 bilhões no primeiro trimestre

Segundo explica a companhia em suas demonstrações financeiras, o principal fator responsável pelo resultado final foi um ajuste contábil (impairment) de US$ 1,729 bilhão

em meio à pandemia

Manifesto de juristas pede ‘basta!’ à agressão a poderes desferidos por Bolsonaro

Segundo o texto, o presidente “agride de todas as formas os Poderes constitucionais das unidades da Federação, empenhados todos em salvar vidas

entrevista

E-commerce não segura a companhia, diz presidente da C&A

Executivo diz que varejista chegará em dezembro com toda a operação física funcionando

é hoje

Último sorteio de maio da Mega Sena pagará R$ 38 milhões

Concurso deve acontecer hoje (30), às 20h, em São Paulo

em meio à pandemia

Bolsonaro provoca aglomeração ao tomar café da manhã em restaurante em Abadiânia

Bolsonaro carregava consigo uma máscara, mas não a utilizou enquanto trocava apertos de mão e posava para fotos com populares

de olho na popularidade

Datafolha: 67% reprovam negociação de cargos de Bolsonaro com congressistas

Nas últimas semanas, o presidente tem reforçado sua aproximação com parlamentares do Centrão

quem é quem

Como fica o conselho da Berkshire Hathaway, do bilionário Warren Buffett, após saída de Bill Gates

Conglomerado segue com forte posição de caixa em meio à crise; saiba quais são as mentes por trás das decisões da empresa

A noite dos cristais: a infeliz comparação de Abraham Weintraub com o episódio nazista

se o caro amigo leitor, ou a cara amiga leitora, quiser ganhar dinheiro nas bolsas de valores ou nos mercados futuros, guarde suas paixões políticas no armário.

país em crise

Governo tem 48h para se manifestar sobre problemas no auxílio emergencial

Decisão é do ministro do TCU; o pedido se refere as dificuldades de acesso às bases completas da Receita para a verificação de elegibilidade de quem pede o auxílio emergencial de R$ 600 a trabalhadores informais

#VamosVirarOJogo

Magazine Luiza, Carrefour e ao menos 450 empresas buscam soluções para o pós-pandemia

Três empresários lançaram, no fim de abril, um movimento para trocar experiências e atraíram grandes empresas: é o #VamosVirarOJogo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements