Menu
Marina Gazzoni
O melhor do Seu Dinheiro
Marina Gazzoni
2019-11-27T09:50:29-03:00
Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

Dólar nas alturas: você dorme tranquilo?

27 de novembro de 2019
9:50
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Fui a Buenos Aires em 2016 e voltei de viagem com alguns pesos na carteira. As taxas de conversão eram péssimas e fiquei com essas notas para usar algum dia no futuro. Fiquei me questionando se não seria melhor concentrar meus gastos no cartão de crédito, mesmo sabendo que a cotação pode variar até o fechamento da fatura.

Felizmente, eu não fiz isso na minha última viagem para os Estados Unidos, no início deste mês. Levei dinheiro em espécie e só paguei com cartão ingressos para shows comprados online. Assim me livrei de ter que arcar com uma fatura salgada, fechada com o dólar na sua máxima histórica.

Ontem o dólar chegou a R$ 4,27 ao longo do dia, mas perdeu força com a intervenção do Banco Central. Mesmo assim, fechou em R$ 4,24.

Toda essa movimentação mexeu também com a bolsa, favorecendo as empresas exportadoras, como Suzano e Gerdau, que têm receita em dólar, e penalizando empresas que têm custo em moeda estrangeira, como as companhias aéreas Azul e Gol.

O câmbio deve continuar no centro das atenções de hoje. As afirmações do ministro da Economia, Paulo Guedes, de que a escalada da moeda americana não preocupa, trouxeram dúvidas sobre a estratégia do próprio BC.

Ontem à noite, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, declarou que as atuações acontecerão sempre que entender que o dólar está descolado dos fundamentos ou com problemas de liquidez. O Eduardo Campos traz mais detalhes sobre a estratégia do BC para o câmbio. 

Dólar a R$ 5?

O patamar de R$ 4,20 era uma resistência para o dólar, explica o grafista Fausto Botelho, colunista do Seu Dinheiro. Com o rompimento desta linha, ele estima que a moeda americana deve buscar agora os R$ 4,60. Se superar esse valor, o próximo limite é R$ 5. Veja o vídeo com as explicações do Fausto.  

O que mais está no radar dos mercados?

Hoje é véspera de feriado nos Estados Unidos, o que deve enxugar a liquidez pelo mundo. Mas antes da pausa, o dia deve ser marcado por importantes indicadores econômicos americanos.

A movimentação na América Latina também deve dar o que falar. Ontem, o presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández, afirmou que não solicitará mais empréstimos ao FMI.

Nos mercados internacionais, as bolsas asiáticas fecharam em alta e os índices futuros em Nova York seguem a mesma tendência, impulsionados por novidades no campo comercial. Veja o que deve mexer com bolsa e dólar hoje.

Menos dinheiro no bolso

O governo já espera que o dólar fique em R$ 4 no próximo ano, ante a previsão de R$ 3,80. A estimativa está em um documento que altera o orçamento previsto para 2020. Na mensagem modificativa, o governo ainda aumenta a projeção de crescimento da economia, de 2,17% para 2,32%. O salário mínimo, no entanto, deve ficar R$ 8 menor. Confira os novos valores. 

Os gestores estão presos. E agora?

Se você é cotista do fundo imobiliário GGR Covepi Renda FII (GGRC11), deve ter ficado no mínimo preocupado com a prisão de três sócios da gestora Supernova, responsável pelo fundo. Afinal, como fica o patrimônio de quem é cotista do GGRC11? A repórter Julia Wiltgen traz aqui os cenários possíveis.  

Olho nas empresas

Entre as companhias listadas na bolsa, duas empresas trazem novidades hoje:

  • Braskem: a petroquímica controlada pela Odebrecht recebeu um alerta de duas agências de classificação de riscos, S&P e Fitch. Elas mudaram a perspectiva para a nota da companhia de estável para negativa. É um sinal de que um rebaixamento pode vir no futuro.
  • Aliansce Sonae: a administradora de shoppings fará uma nova oferta de ações e deve levantar pelo menos R$ 882 milhões. Com o dinheiro no caixa, a empresa planeja financiar sua estratégia de crescimento e fortalecer a estrutura de capital.

De volta ao tribunal

Ex-presidente Lula

Um dos grandes destaques do dia é um novo julgamento do ex-presidente Lula. O TRF-4 decide se anula a sentença do petista no caso do sítio de Atibaia ou se mantém a condenação de 12 anos e 11 meses de prisão. Fique de olho. 

Black Friday no Congresso

E não é que o Congresso entrou no clima de “Black Friday”? Brasília terá hoje uma sessão conjunta de deputados e senadores para apreciar 11 vetos presidenciais e 24 projetos. No horizonte, o Congresso vê a necessidade de limpar a pauta para votar o Orçamento de 2020. Entenda o que está em jogo. 

Agenda

Indicadores
- Estados Unidos divulgam prévia do PIB do 3º trimestre, dados semanais de emprego e do mercado de petróleo e resultados da atividade industrial em novembro
- Argentina divulga resultados de vendas no varejo em setembro

Bancos centrais
- Fed divulga Livro Bege
- BC faz leilão de venda à vista de até US$ 785 milhões
- BC faz leilão de US$ 785 milhões de swap cambial reverso

Política
- Senado realiza sessão conjunta de deputados e senadores para apreciar 11 vetos presidenciais e 24 projetos que abrem crédito extra no Orçamento
- Senado realiza sessão após a do Congresso, para votação da medida provisória do programa Médicos pelo Brasil

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Covid-19

Coronavírus: Brasil passa de 70 mil mortes e 1,8 milhão de casos

Nas últimas 24 horas, foram mais de mil casos fatais relacionados ao coronavírus no país. Com isso, o Brasil já contabiliza mais de 70 mil mortes por causa da doença

COLUNA DO PAI RICO PAI POBRE

Alfabetização financeira para crianças: quando é a hora de falar sobre dinheiro?

As idades entre nove e quinze anos são cruciais no desenvolvimento de uma criança. Muito do que vivem como adultos vem das fórmulas vencedores que aprendem quando crianças.

Novo nome no MEC

Bolsonaro anuncia pastor Milton Ribeiro como novo ministro da Educação

Decreto presidencial nomeou professor para o cargo nesta sexta-feira

Investimento para o cliente

Corretora Warren recebe aporte de R$ 120 milhões para investimento em plataformas digitais

Fintech visa multiplicar por cinco patrimônio sob gestão até o fim de 2021 e aumentar alcance da marca: ‘Nossa meta é seguir investindo em tecnologia’

Chegou lá

E o Ibovespa, quem diria, voltou aos 100 mil pontos. O que isso significa?

Depois de mais de quatro meses, o Ibovespa finalmente reconquistou o patamar dos três dígitos. Algumas boas notícias da economia doméstica ajudam a explicar o otimismo na semana, mas há mais fatores que influenciaram esse movimento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu