Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-12-06T19:37:50-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

A segunda vida da bolsa

6 de dezembro de 2019
19:37
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Entre as muitas histórias geniais de Machado de Assis, uma das minhas favoritas é um conto chamado “A Segunda Vida”, sobre um homem que diz ter morrido e voltado para uma nova existência aqui na Terra.

O escritor se vale de uma premissa que parece sobrenatural para tratar de um tema bem próximo de todos nós: o medo do risco. O tal homem pede para renascer experiente, só que acaba passando ao largo da nova vida, por já saber o que deu errado na anterior.

Eu me lembrei da história depois de receber algumas mensagens de leitores que querem saber se devem ou não investir na bolsa. O Ibovespa, aliás, cravou mais um recorde – o terceiro na semana, pode pedir música – e fechou em alta de 0,46%, aos 111.125 pontos.

Nesses níveis, e depois da alta de quase 200% desde as mínimas lá em 2016, é natural se questionar se ainda é hora de entrar. Não há sensação pior do que chegar na festa justo na hora em que estão apagando as luzes.

De fato, não há certeza alguma de que a bolsa vai continuar a subir. Mesmo assim, considero fundamental ter uma parte da carteira em renda variável neste momento.

O investimento em bolsa é por natureza arriscado. Mas o medo de não agir muitas vezes pode ter um efeito ainda pior, como nos ensina o analista Machado de Assis.

Além de Machado (claro), eu recomendo a leitura do texto do Victor Aguiar, que conta como a bolsa cravou novas máximas e o dólar tomou o caminho oposto e caiu mais de 2% na semana. 

Quem é que sobe?

A inflação medida pelo IPCA de novembro trouxe dados acima das expectativas do mercado. Mas como a alta foi puxada por itens pontuais, como a carne do seu churrasco, a percepção de que a Selic vai ficar baixa por longo tempo continua. E juro baixo significa fôlego para os setores mais ligados ao consumo na bolsa, como as varejistas e construtoras. Confira os destaques do pregão da B3 nesta sexta-feira.

Privatização ou morte

Com um tom bastante negativo, o ministro Paulo Guedes disse hoje que, se nada for feito em relação à Eletrobras, a empresa está fadada a desaparecer. A situação da gigante do setor elétrico não está nada fácil, já que depende da aprovação de um projeto de lei no Congresso para permitir a sua capitalização e por enquanto, não há regime de urgência para a votação. Veja todos os detalhes nesta matéria.

O jogo do Unicórnio

Depois que nomes como Loggi, Gympass e QuintoAndar entraram para o hall da fama dos unicórnios brasileiros, a mais nova integrante a ser avaliada em mais de US$ 1 bilhão é a Wildlife. Criada com um investimento inicial de R$ 100 e com uma trajetória bastante discreta, o estúdio de games desenvolve jogos gratuitos para smartphones. Conheça mais essa história de sucesso entre as startups tupiniquins.

Quem quer dinheiro?

A proximidade do Natal vai trazer boas novas para os não-correntistas da Caixa que fazem aniversário em setembro e outubro. Isso porque o banco liberou o pagamento do saque imediato do FGTS – os famosos R$ 500 – para quem nasceu nesses meses. Confira todas as regras para sacar o dinheiro e os horários estendidos das agências.

O gigante despertou?

Em uma semana movimentada pela divulgação de grandes indicadores como PIB acima do esperado, produção industrial e inflação, o Victor Aguiar e eu comentamos os principais assuntos que mexeram com os mercados em nosso podcast Touros e Ursos. No bate-papo, falamos também sobre as perspectivas para a economia brasileira, os recordes do Ibovespa e o IPO da XP Investimentos. Então, aperte o play e solte o som!

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

em busca de recursos

AES Brasil (AESB3) aprova oferta pública e pode captar até R$ 1,8 bilhão

De acordo com a AES Brasil, o objetivo da oferta é acelerar seu plano de crescimento, com foco na diversificação do portfólio por meio de fontes complementares à hídrica, além de potencializar a criação de valor para os acionistas

o melhor do seu dinheiro

Mercados na semana: mais imposto, indefinição sobre dívidas e desaceleração na China

O Ibovespa acumulou uma perda de 2,5% na semana que termina e o dólar à vista avançou 0,28%, para R$ 5,28.  Foram três os principais fatores que impactaram os mercados: o anúncio de aumento de impostos, a indefinição sobre os precatórios — dívidas do governo com sentença judicial definitiva — e uma possível desaceleração da […]

Podcast Mesa Pra Quatro

De corretor de investimentos a árbitro e comentarista de futebol: conheça a trajetória de Arnaldo Cézar Coelho

O ex-árbitro e ex-comentarista de futebol é o convidado do podcast Mesa Pra Quatro. Ele conta como sua mãe influenciou a investir em imóveis e fala sobre a sua trajetória no mercado financeiro, um lado que poucos conhecem – confira agora

nome limpo na praça

Boa Vista (BOAS3): Itaú BBA inicia cobertura com ‘compra’ e potencial de alta de 27%

Preço-alvo para 2022 foi estabelecido em R$ 15,50, apoiado na tese de crescimento da companhia e do mercado de serviço de informações de crédito

de olho na inovação

Bitcoin é ineficiente como moeda e bom apenas para especulação, diz ‘Papa’ do valuation

Damodaran disse que a importância que tem sido dada ao bitcoin é desproporcional em relação ao seu papel na economia e minimizou a adoção da criptomoeda por El Salvador

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies