Menu
Marina Gazzoni
O melhor do Seu Dinheiro
Marina Gazzoni
É CEO do Seu Dinheiro
2019-07-12T10:20:45-03:00
Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

Uma notícia boa e outra ruim

Veja os destaques do Seu Dinheiro nesta manhã

12 de julho de 2019
10:20
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Tenho duas notícias para você: uma boa e outra ruim. Vou falar da ruim primeiro para você ficar com o “gostinho” da boa no final e tentar salvar o seu humor nesta sexta-feira. Vamos lá:

Má notícia: boa parte da alta da bolsa com o rali da Previdência já aconteceu. O Ibovespa acumula valorização de quase 20% neste ano. Como é de costume, o mercado “antecipa” os fatos e quando eles ocorrem efetivamente já estão no preço.

E a boa notícia? Sim, ainda há espaço para ganhar dinheiro na bolsa com outros eventos além da Previdência.

Daqui para frente, o que pode puxar a valorização das ações das empresas brasileiras é própria recuperação da economia. Muitas empresas estavam esperando a aprovação da reforma para abrir o bolso e investir em novos projetos. É plano de fábrica nova, abertura de lojas, novos empreendimentos imobiliários… Enfim, há uma série de investimentos represados que podem sair do papel se o empresário brasileiro estiver confiante.

Essa retomada da confiança é um passo essencial para a roda da economia finalmente voltar a girar no Brasil. Mais investimentos significam na prática mais emprego e renda, que consequentemente, geram mais consumo de bens e serviços no país - e melhores resultados para as empresas. Capisce?

Os repórteres Victor Aguiar e Vinícius Pinheiro ouviram especialistas no mercado para entender qual a perspectiva da bolsa daqui para frente e contam tudo nesta reportagem. Vale a pena ler!

A Bula do Mercado: a saga da Previdência continua

Enquanto a análise dos destaques que podem alterar o texto-base da reforma da Previdência ainda rola na Câmara, os investidores perceberam que o otimismo em torno da votação em dois turnos ainda nesta semana era excessivo. Agora, o mercado local deve segurar a euforia em torno da reforma até o fim da votação dos destaques.

Assim, após cinco altas consecutivas, o Ibovespa encerrou a sessão de ontem com queda de 0,63%, aos 105.146,44 pontos. O dólar fechou com leve baixa de 0,15%, a R$ 3,7510.

A sessão que deve finalizar a análise dos destaques foi convocada para a manhã desta sexta-feira pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia. Além do calendário apertado para o encerramento da tramitação, os investidores também seguem atentos à economia alcançada com a reforma, que deve ser reduzida com os destaques aprovados.

Lá fora, os fechamentos em níveis recordes vistos em Wall Street embalam os negócios e trazem alívio. Com o entusiasmo das bolsas americanas, as sessões fecharam em alta na Ásia. O dia começa com resultados positivos também na Europa, seguindo os índices futuros de Nova York, que sinalizam alta. Consulte a Bula do Mercado para saber o que esperar de bolsa e dólar hoje.

Casamento cancelado

O anúncio de “noivado” em maio surpreendeu. A fusão entre BRF e Marfrig criaria uma gigante com potencial para liderar o mercado de proteína no mundo e fazer frente à JBS. Só que os noivos não se entenderam e desistiram do casamento. O Vinícius Pinheiro conta os detalhes da operação frustrada.

Mitose de ações

A ação do Magazine Luiza fez a alegria dos seus investidores nos últimos anos. Ela subiu cerca de 1.600% desde o início de 2017. Começou aquele ano valendo R$ 12,50 e ontem fechou cotada em R$ 230,77. O lado “ruim” de tamanha valorização é que o papel fica muito caro para quem ainda não entrou. Diante disso, a varejista anunciou hoje que pretende fazer um desdobramento das suas ações. Cada papel vai virar oito. A medida ainda precisa ser aprovada em assembleia de acionista. Saiba mais

Uma baixa para Odebrecht

Em crise desde que se tornou alvo da Operação Lava Jato, o grupo Odebrecht, que está em recuperação judicial, sofreu um revés na Justiça. As ações da Braskem, empresa controlada pelo grupo, agora podem ser tomadas pelos bancos credores. O conglomerado havia usado os papéis da petroquímica como garantia em empréstimos. Entenda o caso.

Problemas com o inquilino

Um fundo imobiliário da XP está apanhando na bolsa por causa de problemas com um inquilino. Quem está dando trabalho é ninguém menos que a Petrobras. A estatal ameaçou rescindir o contrato de locação da sua sede em Macaé e os papéis do fundo dono do edifício despencaram na bolsa. Ficou barato? Virou mico? O Alexandre Mastrocinque fez as contas e traz uma avaliação do XP Corporate Macaé (XPCM11).

Cada tempo tem seu jogo

Capa do vídeo sobre os horários de funcionamento da bolsa

Se você é ou deseja ser um investidor em ações,  é importante entender como funciona o horário de negociação na B3. O pregão é dividido em várias etapas, como pré-abertura, negociação e after market. Você sabe o que pode acontecer em cada horário? A Julia Wiltgen te conta neste vídeo.

Agenda

Indicadores 
- Às 9h, o IBGE divulga os dados sobre a produção industrial regional e a pesquisa mensal de serviços. Os dois trazem informações do mês de maio
- Às 10h, será apresentado o Boletim Macrofiscal com projeções para o PIB e IPCA em 2019

Política
- Plenário da Câmara dá continuidade à votação da PEC sobre a reforma da Previdência

 

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

executivo de carreira

Vice-presidente do BB, Walter Malieni, morre aos 50 anos

Executivo de carreira do BB, com mais de 35 anos de casa, Malieni completaria 51 anos em novembro

números da covid

Covid-19: Brasil tem 2,96 milhões de casos e 99,5 mil mortes

Nas últimas 24 horas, foram registrados 1.079 óbitos, segundo o balanço diário do Ministério da Saúde divulgado hoje (7)

Reserva de R$ 1,3 bi para gastos

Iguatemi vai recomprar até 1,3 milhão de ações

Quantidade representa 1,5% dos papéis em circulação da companhia. Ações acumulam queda de mais de 30% no acumulado de 2020

seu dinheiro na sua noite

Uma conversa sobre investimentos para o meu pai

O primeiro salário que recebi na vida foi em julho de 1994, mês inaugural do Plano Real. Foi com esse dinheiro que saí pelas lojas do bairro do Gonzaga, em Santos, em busca de um presente para dar no Dia dos Pais. Desde então, esse sempre foi um problema para mim, porque meu pai não […]

Preferência

Oi fecha acordo de exclusividade com Vivo, Claro e Tim para venda de operação móvel, diz jornal

Após fim da exclusividade da Highline, que desistiu de fazer nova oferta, teles brasileiras passam à frente, com oferta de R$ 16,5 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu