Menu
2019-11-21T07:26:34-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
gigante faz oferta

Alibaba levanta US$ 11,2 bilhões em oferta de ações em Hong Kong

Companhia fundada por Jack Ma planeja usar os recursos para a impulsionar o crescimento e o engajamento dos usuários, entre outras coisas

21 de novembro de 2019
7:24 - atualizado às 7:26
Alibaba
Imagem: Shutterstock

O gigante chinês Alibaba levantou 88 bilhões de dólares de Hong Kong em sua mais recente oferta de ações. O valor equivale a US$ 11,2 bilhões - e a R$ 47,2 bilhões. Os papéis começam a ser negociados no próximo dia 26.

A companhia fundada pelo bilionário Jack Ma planeja usar os recursos para a impulsionar o crescimento e o engajamento dos usuários, facilitar a transformação digital e "continuar a inovar e investir a longo prazo", diz o Alibaba em documento divulgado ao mercado.

Segundo o grupo, a negociação envolveu a emissão de 500 milhões de ações ordinárias - que inclui uma oferta internacional e outra na bolsa de Hong Kong. O preço por ação dessa nova oferta do Alibaba foi fixado em 176 dólares de Hong Kong.

O Alibaba realizou em 2014 o maior IPO (oferta pública inicial de ações) de todos os tempos em Wall Street. O movimento de agora da empresa vem em um momento em que Hong Kong passa por intensos protestos contra o governo.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

um viral que vale US$ 90 bi

Confira os 5 fatos que estão fazendo o Dogecoin subir (de novo) e passar a valer mais que a Petrobras

Valendo US$ 0,68 por unidade, o DOGE ficou próximo dos US$ 90 bilhões em valor de mercado

depois do gpa

Ações de Assaí ganham novo impulso após lucro da empresa dobrar; veja o que dizem os analistas

Lucro foi de R$ 240 milhões no primeiro trimestre, um pouco acima do esperado; mercado fala que há espaço para papéis subirem mais até o final do ano

Contribuintes atentos

Economia pede a Bolsonaro que vete o adiamento de prazo do Imposto de Renda para julho

A pasta argumenta que o novo adiamento impactaria a arrecadação da União e dos governos federais e poderia impedir até mesmo o pagamento de programas sociais de combate à pandemia

RADIO CASH

‘O centrão vai fazer o Bolsonaro sangrar e a esquerda trabalhar para ele. Isso é diabólico’, diz o economista Eduardo Giannetti

Em entrevista exclusiva ao podcast RadioCash, o economista opina sobre a conjuntura da CPI da Covid, eleições de 2022 e o impacto da política monetária global, confira:

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies