Menu
2019-04-03T18:49:16-03:00
Estadão Conteúdo
Conversa com potenciais clientes

Embraer confirma primeiro caça Gripen construído no Brasil para 2024

Fabricante brasileira está em conversas com a sueca Saab para tocar o projeto da aeronave que está sendo desenvolvido pelas duas companhias

3 de abril de 2019
18:49
Embraer
Embraer - Imagem: shutterstock

A Embraer e a sueca Saab já estão conversando com potenciais clientes para a venda do caça Gripen brasileiro, projeto da aeronave sueca que está sendo desenvolvido pelas duas companhias. Até 2021, a Força Aérea Brasileira (FAB) receberá o primeiro dos 36 caças encomendados às duas parceiras, construído na Suécia, e a partir de 2024 começam a ser entregues os produzidos no Brasil.

"A parceria já prevê isso, essa colaboração e participação em campanhas comerciais entre os países, mas não comentamos oportunidade de negócios, só posso dizer que temos conversado com potenciais clientes (para o Gripen)", disse o presidente da Embraer Defesa e Segurança, Jackson Schneider, ressaltando que todos os prazos acordados com a FAB serão cumpridos. "Está tudo dentro do cronograma", informou.

Ele confirmou porém que já está "em conversas adiantadas" para a venda de outro produto da Embraer, o avião cargueiro KC-390 para Portugal, o mesmo encomendado pela FAB e que começa a ser entregue este ano. A previsão é de que dos 36 aviões encomendados pela FAB, dois sejam entregues em 2019.

Questionado se o governo de Jair Bolsonaro pode impulsionar mais as vendas dos caças, já que é mais próximo do segmento militar do que os presidentes de governos passados, Schneider se disse otimista, mas que não aguarda grandes mudanças. "Entendo que independente de qualquer governo a indústria militar está sempre precisando de equipamentos, principalmente um País do tamanho do Brasil", avaliou.

A parceria entre a Embraer e a Saab para o programa Gripen começou em 2013, após as duas companhias vencerem a concorrência para a substituição da frota de caças da FAB. Agora, em uma fábrica construída em Gavião Peixoto, interior de São Paulo, as duas empresas já falam em legado e continuidade da parceria.

"Não estamos construindo o Gripen brasileiro somente para o Brasil. A Embraer sempre será nosso parceiro e é vital para o futuro", disse Jonas Hjelm, vice-presidente sênior e principal executivo da Saab Aeronáutica. "Existe um espaço potencial para a participação das duas empresas no cenário global", completou.

O "Gripen brasileiro" é um projeto de dois lugares (biposto) para um modelo novo do Gripen que só tinha um lugar (monoposto). O caça está sendo desenvolvido meio a meio pelas duas empresas, segundo Hjelm. Da encomenda da FAB, 28 caças terão lugar para um piloto e 8 para dois pilotos.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Fechamento

Dólar sobe, Eletrobras fecha em queda no exterior e ações de tecnologia sustentam alta de índices nos EUA

Renúncia de Ferreira Junior ao cargo de presidente da estatal brasileira afeta confiança dos investidores na privatização; S&P 500 e Nasdaq fecham em alta

SD PREMIUM

Segredos da bolsa: Ata do Copom é destaque em meio à preocupação com covid-19 e cenário fiscal

A queda do EWZ, o principal fundo de índice com ações brasileiras em Nova York, indica uma reabertura no vermelho para o Ibovespa na volta do feriado

Futuro da estatal

‘Temos dentro da Eletrobras profissionais capazes de me suceder’, diz Wilson Ferreira

Após deixar presidência, Wilson Ferreira responde se há conflito de interesse ao se manter no conselho da Eletrobras e, ao mesmo tempo, presidir a BR Distribuidora

Expectativas

Novo presidente da Eletrobras (ELET3) deve dar prioridade à privatização, diz Caio Megale

Após saída de Wilson Ferreira, analista afirma que ‘a privatização da Eletrobras tem sua importância pela sua situação atual e pelo seu grau de maturidade (para ser privatizada)’

Reformas

‘Vamos limpar a pauta, destravando o horizonte de investimentos’, diz Paulo Guedes

Ministro prometeu que o governo não irá aumentar impostos e reforçou que a atividade está se recuperando em ‘V’

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies