Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-03T18:49:16-03:00
Estadão Conteúdo
Conversa com potenciais clientes

Embraer confirma primeiro caça Gripen construído no Brasil para 2024

Fabricante brasileira está em conversas com a sueca Saab para tocar o projeto da aeronave que está sendo desenvolvido pelas duas companhias

3 de abril de 2019
18:49
Embraer
Embraer - Imagem: shutterstock

A Embraer e a sueca Saab já estão conversando com potenciais clientes para a venda do caça Gripen brasileiro, projeto da aeronave sueca que está sendo desenvolvido pelas duas companhias. Até 2021, a Força Aérea Brasileira (FAB) receberá o primeiro dos 36 caças encomendados às duas parceiras, construído na Suécia, e a partir de 2024 começam a ser entregues os produzidos no Brasil.

"A parceria já prevê isso, essa colaboração e participação em campanhas comerciais entre os países, mas não comentamos oportunidade de negócios, só posso dizer que temos conversado com potenciais clientes (para o Gripen)", disse o presidente da Embraer Defesa e Segurança, Jackson Schneider, ressaltando que todos os prazos acordados com a FAB serão cumpridos. "Está tudo dentro do cronograma", informou.

Ele confirmou porém que já está "em conversas adiantadas" para a venda de outro produto da Embraer, o avião cargueiro KC-390 para Portugal, o mesmo encomendado pela FAB e que começa a ser entregue este ano. A previsão é de que dos 36 aviões encomendados pela FAB, dois sejam entregues em 2019.

Questionado se o governo de Jair Bolsonaro pode impulsionar mais as vendas dos caças, já que é mais próximo do segmento militar do que os presidentes de governos passados, Schneider se disse otimista, mas que não aguarda grandes mudanças. "Entendo que independente de qualquer governo a indústria militar está sempre precisando de equipamentos, principalmente um País do tamanho do Brasil", avaliou.

A parceria entre a Embraer e a Saab para o programa Gripen começou em 2013, após as duas companhias vencerem a concorrência para a substituição da frota de caças da FAB. Agora, em uma fábrica construída em Gavião Peixoto, interior de São Paulo, as duas empresas já falam em legado e continuidade da parceria.

"Não estamos construindo o Gripen brasileiro somente para o Brasil. A Embraer sempre será nosso parceiro e é vital para o futuro", disse Jonas Hjelm, vice-presidente sênior e principal executivo da Saab Aeronáutica. "Existe um espaço potencial para a participação das duas empresas no cenário global", completou.

O "Gripen brasileiro" é um projeto de dois lugares (biposto) para um modelo novo do Gripen que só tinha um lugar (monoposto). O caça está sendo desenvolvido meio a meio pelas duas empresas, segundo Hjelm. Da encomenda da FAB, 28 caças terão lugar para um piloto e 8 para dois pilotos.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Ajuste seu relógio

Pregão terá uma hora a mais a partir de novembro; entenda a mudança e veja a nova agenda da bolsa

As alterações começam a valer a partir do dia 8 de novembro; a B3 vai ajustar a bolsa para refletir o fim do horário de verão nos EUA

Nada de penny stock

Na Saraiva (SLED3 e SLED4), uma medida para aliviar a pressão da CVM — mas que não tira a corda do pescoço

A Saraiva (SLED3 e SLED4) quer fazer um grupamento de ações na proporção de 35 para 1, saindo da casa dos centavos — mas perdendo liquidez

Seu Dinheiro no sábado

O que esperar para os seus investimentos até 2024?

Como parte das comemorações de três anos do Seu Dinheiro, montamos um conteúdo especial para discutir o cenário de investimentos até 2024

PAPO CRIPTO #004

Bitcoin (BTC) pode chegar aos US$ 100 mil ainda este ano, tudo depende dos EUA, afirma André Franco ao Papo Cripto

As gamecoins como o Axie Infinity devem movimentar ainda mais o mercado até o final do ano

ATENÇÃO, ACIONISTA

Hapvida (HAPV3) vai recomprar até 100 milhões de ações; papéis acumulam queda de 17% no ano

A operadora de saúde anunciou hoje que dará início a um programa de recompra de papéis com duração de até 18 meses

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies