Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2019-11-27T19:40:15-03:00
Seu Dinheiro na sua noite

O que os gestores dizem sobre o dólar

27 de novembro de 2019
19:40
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

E esse dólar, hein? Quem me fez a pergunta foi o motorista do Uber que peguei hoje de manhã para ir a um evento com gestores de fundos promovido pelo Santander. As pautas de economia afetam a vida de todo mundo, mas poucas chamam tanto a atenção quanto o câmbio.

Uma boa forma de saber o que fazer nessas horas é descobrir o que os profissionais responsáveis por investir bilhões em recursos estão fazendo. E dois dos mais renomados gestores de fundos brasileiros estão comprados em dólar.

Hoje a moeda norte-americana fechou em novo recorde aos R$ 4,2586, em alta de 0,44%, mesmo com nova atuação do Banco Central. Já a bolsa se recuperou do tombo de ontem e fechou em alta.

A posição de Rogério Xavier, da SPX Capital, já é conhecida do mercado. O gestor disse hoje que vê o chamado câmbio de equilíbrio do país na casa de R$ 4,30. Ou seja, acima da cotação atual.

Ele voltou a dizer que não espera a entrada de recursos estrangeiros para a bolsa ou para a renda fixa no Brasil. E recomendou que todos na plateia tivessem uma parcela da carteira em dólar.

Mas a novidade do dia não veio do gestor da SPX, e sim de Carlos Woelz, da Kapitalo Investimentos. A gestora responsável por R$ 17 bilhões em recursos tinha uma visão mais otimista para o câmbio.

Mas uma mudança recente em um indicador importante fez o gestor também adotar uma posição comprada em dólar. Eu conto para você nesta matéria o que fez ele mudar de ideia.

Devagar, mas andando

Os investidores no mercado estão céticos quanto às chances do governo de aprovar o amplo pacote fiscal enviado no começo do governo. Mas não é que as medidas estão andando? Pelo menos foi essa a conclusão dos analistas da XP Investimentos, que foram conferir o andamento do Plano Mais Brasil. Ainda assim, as votações só devem sair mesmo em 2020, e alguns pontos do programa ganharam mais corpo que outros, como conta o Eduardo Campos.

Mais um round perdido

Itaú sofreu uma derrota na batalha que trava com o Cade, que investiga se o maior banco privado brasileiro se valeu de armas proibidas na chamada guerra das maquininhas de cartão. Os conselheiros do órgão de defesa da concorrência rejeitaram o recurso contra a decisão que suspendeu uma promoção lançada pela Rede, a empresa de maquininhas da instituição. Confira os detalhes da decisão.

Aumentou a pena

Por falar em derrota, o ex-presidente Lula teve a condenação mantida em segunda instância no caso do sítio de Atibaia. Os desembargadores do TRF-4 também decidiram aumentar a pena de 12 anos e 11 meses de prisão para 17 anos e um mês. O pedido de anulação da sentença feito pela defesa do petista foi negado. Lula seguirá em liberdade, mas foi condenado ainda ao pagamento de R$ 870 mil.

Sobre as falas de Guedes

Paulo Guedes fez barulho ontem com duas declarações: a primeira foi a necessidade de nos acostumarmos com um dólar mais alto. E a segunda, ao dizer que “não se assustem se alguém pedir o AI-5”. A primeira fala repercutiu no meio econômico e a segunda, no mundo político. O Felipe Miranda disseca ambas as afirmações do ministro do ponto de vista da economia e dos investimentos na coluna de hoje.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Resolvendo pendências

STF: Petrobras não precisa se sujeitar à Lei das Licitações

Nos últimos anos, a Suprema Corte tem dado decisões relativas a Petrobras que consideram o cenário de livre competição em que opera a estatal.

Pacote fiscal aguardado

EUA: Senado aprova extensão de aumento de auxílio-desemprego

A emenda prevê a extensão da duração dos benefícios federais a desempregados, mas reduz seu valor semanal, em comparação com o projeto de lei aprovado pela Câmara dos Representantes no sábado passado

chama o max

Um meteoro passageiro chamado juros

O que fez a curva de juros norte-americana empinar tanto nos últimos meses e de uma maneira tão vigorosa nos últimos dias?

PODCAST

Zoeira com Nassim Taleb, ‘venda da Empiricus’ e reflexões sobre a taxa de juros: veja o que rolou no episódio #35 do Puro Malte

Podcast com Felipe Miranda, Rodolfo Amstalden, Beatriz Nantes e Ricardo Mioto é “conversa de bar” para quem gosta de finanças

Quase 2 mil mortos

Covid-19: Brasil tem segundo dia com mais mortes confirmadas

O Brasil também registrou hoje o recorde de mortes por semana. O número foi divulgado pelo Ministério da Saúde no mais novo boletim epidemiológico sobre a pandemia do novo coronavírus.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies