Menu
2019-12-03T16:51:59-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).

Dólar teria que subir a R$ 4,50 para inviabilizar corte de juros, diz Itaú Unibanco

3 de dezembro de 2019
14:23 - atualizado às 16:51
Mario Mesquita, economista-chefe do Itaú Unibanco
Mario Mesquita, economista-chefe do Itaú Unibanco - Imagem: Solange Macedo/Itaú

O Banco Central tem espaço para manter o ciclo de corte da taxa básica de juros (Selic) apesar da alta recente do dólar, afirmou hoje o economista-chefe do Itaú Unibanco, Mario Mesquita.

Embora o câmbio seja um risco, a moeda norte-americana teria que subir para o patamar de R$ 4,50 para inviabilizar a continuidade da redução dos juros, segundo Mesquita, em entrevista coletiva na sede do Itaú BBA, unidade de atacado do banco.

O Itaú projeta um novo corte de 0,5 ponto percentual da Selic pelo BC, o que levará o juro a encerrar 2019 em 4,5% ao ano. O economista projeta outras duas quedas de 0,25 ponto no começo do ano que vem, o que deve levar a taxa a atingir os 4% no final do atual ciclo de cortes.

PIB acima do esperado

O resultado do PIB do país de 0,6% no terceiro trimestre ficou acima do esperado pelo Itaú, que projetava uma expansão de 0,5%. Mesquita ainda não revisou a estimativa de uma expansão de 1% da economia neste ano, mas disse que se apenas "plugar" o número do terceiro trimestre a projeção do banco para o ano sobe para 1,2%.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

estreia boa

Assaí sobe mais de 400% e Pão de Açúcar cai mais de 68%. Tá certo isso?

Como listagem ocorreu após cisão das operações do atacarejo, e não IPO, ações estão passando por reajuste para refletir nova realidade

Agora vai?

Bolsonaro diz que ‘está quase tudo certo’ para nova rodada do auxílio emergencial

Segundo Bolsonaro, o novo valor do auxílio, acordado em R$ 250 por quatro meses, está “acima da média do Bolsa Família, que é de R$ 190”.

Exile on Wall Street

Águas de março para salvar o verão: cinco ações bem quentes

O boletim do primeiro bimestre de 2021 traz notas vermelhas.  A alta dos juros de mercado trouxe aumento da atratividade relativa da renda fixa e preocupações com o valuation de nomes de crescimento.   Internamente, a falta de clareza sobre nossa trajetória fiscal e o temor de adoção de maior intervencionismo estatal na economia impuseram perdas […]

Vai um desconto?

Três meses após IPO, Meliuz faz sua primeira aquisição com empresa de cupons de desconto

A Picodi.com agora faz parte do sistema da Meliuz e foi adquirida por R$ 120 milhões

Gás natural

Braskem fecha acordo com mexicana Pemex e retoma totalmente transporte de gás

A empresa estava operando parcialmente desde janeiro e, com a decisão, deve voltar normalmente às atividades

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies