Menu
Eduardo Campos
Diário dos 100 dias
Eduardo Campos conta os bastidores do início do governo
2019-04-04T14:12:32-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
dia 43

Quem chora, mama

Produtores de leite seguem protegidos e Bolsonaro teria definido idade mínima de aposentadoria de 57 anos para mulheres e 62 para os homens

12 de fevereiro de 2019
18:25 - atualizado às 14:12

O presidente Jair Bolsonaro continua com um quadro de melhora gradativa, mas o boletim oficial não fala em alta hospitalar, embora a expectativa seja de saída do hospital ainda nesta semana, até mesmo amanhã, quarta-feira. De São Paulo mesmo, o presidente confirmou que o governo vai manter “o nível de competitividade” dos produtores de leite e que “todos ganharam, em especial, os consumidores do Brasil”.

Os produtores choraram após a queda de tarifa antidumping e “mamaram” tarifas mais altas para produtos importados. Não sei se o consumidor ganha, quem perde é a equipe econômica comandada por Paulo Guedes, que vinha em um firme discurso de redução de tarifas e abertura comercial. Será que leite em pó é ativo que se encaixa na categoria “setor estratégico” que todos os governos invocam para explicar medidas protetivas? Ou será esse um dos custos de negociar votos com bancadas e não com partidos? Detalhe, tinha 20 anos que as tarifas estavam em vigor.

Em Brasília, o secretário especial da Previdência, Rogério Marinho, disse que o texto-base da reforma está pronto e é “bem diferente” da minuta que vazou na semana passada e sugeria idade mínima de 65 anos para homens e mulheres. Segundo Marinho, o texto será apresentado a Bolsonaro assim que ele tiver alta e será divulgado a todos “o mais rápido possível”. Mesmo com o texto ainda em aberto, já vimos algumas notícias de que Bolsonaro vai mesmo manter idades de 57 anos para mulheres e 62 para homens, modelo que ele tinha sugerido em entrevista logo após assumir o posto. Essas idades passariam a valer em 2022, mas não está definida uma transição. Se for isso, resta saber o que quer mesmo o governo, pois o Congresso certamente vai mudar esses números...

O ponto que tem me intrigado é que sempre que Bolsonaro ou o “senhor fontes” falam no assunto, os termos “disparidades regionais” e “Piauí” andam juntos, dando o tom “populista” da mensagem. Como falamos ontem, pouco importa a expectativa de vida ao nascer, o que vale é a expectativa de sobrevida. Logo saberemos se o presidente vai manter a racionalidade liberal ou vai ceder às origens e aos “ismos” tão caros ao brasileiro, entre eles o populismo, o protecionismo e o desenvolvimentismo.

Leia aqui todo o Diário dos 100 Dias.

 

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Perseguição ao bitcoin?

Irã fecha ‘fazendas’ de mineração de bitcoin para conter apagões no país; entenda

Governo culpa centros de processamento de criptomoedas por blackouts devido à ‘sobrecarga energética’ da rede de mineração; ao mesmo tempo, Irã usa o bitcoin para amenizar sanções bancárias dos EUA

Lei Orçamentária Anual

Ainda sem aprovação do Orçamento 2021, governo precisa controlar gastos

Manutenção do auxílio emergencial é dúvidas neste início de ano

Pé no freio

Incertezas políticas e fiscais mantêm estrangeiros cautelosos com o Brasil

Após meses de fuga do capital externo do País, os últimos meses de 2020 mostraram o começo do retorno dos investidores de portfólio, mas o ritmo ainda é insuficiente para reverter a forte saída de dólares do Brasil

Crescimento

Vale (VALE3) prevê investir US$ 2,7 bilhões na região norte até 2024

Companhia pretende ainda investir US$ 5,8 bilhões em 2021, dos quais US$ 1 bilhão serão apenas para expansão

ESTRADA DO FUTURO

Grafeno, urânio e lítio… cuidado com a obsessão de enriquecer com a próxima tecnologia do futuro

O boom de empresas de tecnologia alimenta uma esperança quase ingênua de enriquecer “horrores” descobrindo como esses materiais moldarão o nosso futuro. Vou ser totalmente transparente com você: não gosto da ideia.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies