Menu
2019-06-23T16:40:39-03:00
Estadão Conteúdo
Agricultura

Chinês Qu Dongyu é eleito diretor-geral da FAO; Tereza Cristina comemora

O vice-ministro chinês assume o mandato a partir de 1º de agosto, no lugar do brasileiro José Graziano da Silva, que ocupa o cargo desde 2012

23 de junho de 2019
16:40
Ministra da Agricultura, Tereza Cristina
Ministra da Agricultura, Tereza Cristina: ela comemorou a eleição do vice-ministro chinês - Imagem: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

Vice-ministro da Agricultura e Assuntos Rurais da China, Qu Dongyu, foi eleito, na manhã deste domingo, 23, diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).

Dongyu recebeu 108 votos do total 191 votos válidos para comandar a entidade até 31 de julho de 2023. A eleição ocorreu durante a 41ª Conferência da FAO, que está sendo realizada em Roma.

O vice-ministro chinês assume o mandato a partir de 1º de agosto, no lugar do brasileiro José Graziano da Silva, que ocupa o cargo desde 2012. Dongyu é biólogo por formação e exerceu longa carreira como pesquisador na Academia Chinesa de Ciências Agrárias.

Além de Qu Dongyu, Catherine Geslain-Lanéelle, ex-diretora do Departamento de Dese Econômico e Ambiental de Empreendimentos do Ministério da Agricultura da França, e David Kirvalidze, que foi ministro da Agricultura da Geórgia por dois mandatos, também estavam na disputa. Geslain-Lanéelle recebeu 71 votos e Kirvalidze, que contava com apoio dos Estados Unidos, recebeu 12.

Antes da votação, Dongyu disse que pretende se concentrar na erradicação da fome e da pobreza, no desenvolvimento digital das áreas rurais e no melhor uso da terra através da transformação da produção agrícola. "Trabalharei pelo povo e por todos os agricultores. Por uma FAO dinâmica, por um mundo melhor", disse após ser eleito.

O vice-ministro chinês prometeu também que o seu país seguiria os regulamentos da FAO e que seria imparcial e neutro na diretoria da entidade. Na mesma linha, a delegação chinesa afirmou que o novo diretor-geral vai reformar a FAO em pouco tempo e garantiu que a China vai manter seus compromissos de cooperação mundial em favor do desenvolvimento da agricultura.

Comemoração brasileira

A candidatura de Dongyu contava com o apoio oficial do governo brasileiro. A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, que está em Roma, comemorou a eleição do vice-ministro chinês, em sua conta oficial no Twitter.

Em nota oficial, o Ministério da Agricultura destacou que a pauta de Dongyu "é voltada para a facilitação da agenda internacional de países em desenvolvimento e inclusão digital no campo".

Antes da viagem à Roma, Tereza Cristina reforçou que a eleição na FAO aumenta a cooperação entre a China e o Brasil.

Segundo a ministra, os dois países têm muitos assuntos para definir dentro da pauta agrícola. Em maio, a ministra liderou missão à China, quando debateu a habilitação de mais frigoríficos brasileiros para exportação de carnes ao mercado chinês.

Orlando Ribeiro, secretário de Relações Internacionais, e Fernando Abreu, representante permanente do Brasil na FAO, acompanharam a comitiva brasileira na cerimônia. Argentina e Uruguai também apoiaram a eleição de Dongyu.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

gestão segue independente

Holding do BTG Pactual compra consultoria de energia PSR

Um dos principais objetivos da parceria é propiciar a expansão da companhia no mercado global de energia

recursos contra a doença

Câmara aprova liberação de R$ 1,9 bilhão para compra de vacinas contra Covid-19

Dinheiro vai custear contrato entre a Fiocruz, vinculada ao Ministério da Saúde, e o laboratório AstraZeneca; recursos virão da emissão de títulos públicos

permissão especial

Anvisa divulga regras para autorização emergencial de vacina contra covid-19

Modo simplificado terá menos exigências do que os registros de outros medicamentos e tratamentos, mas a agência declarou que serão garantidos requisitos de segurança

seu dinheiro na sua noite

Uma previsão (conservadora) para a bolsa em 2021

Depois de tudo que passamos em 2020 (e o ano ainda não acabou), eu admiro a coragem de quem se arrisca a fazer previsões para o desempenho dos investimentos. As estimativas podem parecer mero chute — e às vezes são mesmo — mas no geral têm fundamento. Com algum trabalho, é possível calcular o fluxo […]

emissão de dívida em dólar

Tesouro capta US$ 2,5 bilhões no exterior com títulos de 5, 10 e 30 anos

Houve forte demanda pelos títulos de dívida externa, que superou a oferta em mais de 3 vezes, diz instituição; volume emitido com bônus de 10 anos foi o maior, de US$ 1,25 bi

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies