Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-01-06T17:27:03-02:00
Estadão Conteúdo
Caso Nissan

Filho de Carlos Ghosn prevê surpresas durante audiência judicial

“Pela primeira vez, ele poderá falar sobre sua versão das alegações contra ele”, afirmou. “Acho que todos ficarão bastante surpresos ao ouvir sua versão da história”, afirmou Anthony

6 de janeiro de 2019
17:27
Carlos Ghosn
Executivo brasileiro Carlos Ghosn - Imagem: shutterstock

O filho do ex-diretor-executivo da Nissan Carlos Ghosn disse em uma entrevista publicada neste domingo que as pessoas ficarão surpresas quando seu pai, preso desde 19 de novembro por supostamente falsificar relatórios financeiros, narrar sua versão dos acontecimentos para um tribunal de Tóquio na terça-feira.

Anthony Ghosn disse ao Journal du Dimanche que seu pai - que permanecerá detido até pelo menos 11 de janeiro - terá 10 minutos para falar em audiência, realizada a seu próprio pedido.

"Pela primeira vez, ele poderá falar sobre sua versão das alegações contra ele", afirmou. "Acho que todos ficarão bastante surpresos ao ouvir sua versão da história. Até agora, só ouvimos os acusadores".

O filho não tem contato direto com o pai e recebe informações via advogados. Segundo Anthony Ghosh, seu pai, que por décadas foi uma figura reverenciada na indústria automotiva global, perdeu cerca de 10 quilos, mas "resiste".

Ghosn se recusa a desabar, disse, alegando que ele seria libertado se ele admitisse culpa. " Mas há sete semanas, sua decisão é bem clara ... Ele não vai dar ceder", afirmou.

Contrariando descrições feitas pela mídia, Anthony Ghosn insistiu que seu pai "não é obcecado por dinheiro". "Ele sempre nos disse que o dinheiro é apenas um meio para ajudar aqueles que você ama, mas não um fim em si mesmo."

Ghosn é acusado de não registrar adequadamente pagamentos recebidos da empresa em cerca de 5 bilhões de ienes (US$ 44 milhões) entre 2011 e 2015. Ele liderou a Nissan Motor Co. por duas décadas e ajudou a salvar a montadora japonesa de uma possível falência.

Outro executivo da Nissan, Greg Kelly, foi preso por suspeita de colaborar com Ghosn na ocultação de renda e foi libertado 25 de dezembro, após pagamento de fiança.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Ao Vivo

Apple apresenta novos modelos de MacBook Pro e Airpods; acompanhe o lançamento

Apresentado pelo CEO da companhia, Tim Cook, este é o segundo evento da empresa para lançamento de produtos neste ano

Benefício perto do fim

Sem substituto para o Bolsa Família, Bolsonaro afirma que definição sobre extensão do auxílio emergencial sai nesta semana

O presidente não revelou quantas serão as novas parcelas do benefício, mas afirmou que o valor já foi decidido pelo governo no último sábado

Movimentando o mercado

Fleury (FLRY3) compra Laboratório Marcelo Magalhães; saiba mais sobre aquisição, a segunda maior na história do grupo

O grupo pagará R$ 384,5 milhões pela empresa, que, com 64 anos de história, é referência em medicina diagnóstica no estado de Pernambuco

DIA DE ESTREIA

Getnet (GETT11) ganha vida própria e estreia na B3 com o pé direito; ações ordinárias e preferenciais disparam mais de 100%

As units (GETT11), papéis com maior liquidez, subiam cerca de 59,45%, cotadas a R$ 7,51. Como parte da cisão de SANB11, integrante do Ibovespa, as ações já integram o principal índice da bolsa brasileira

Venda de ativos

A Oi (OIBR3 e OIBR4) está mais perto da virada com um sinal verde do Cade

As ações da Oi (OIBR3 e OIBR4) sobem nesta manhã, reagindo ao sinal verde dado pelo Cade para a venda de parte da V.tal/InfraCo ao BTG

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies