Menu
2019-04-05T09:54:57-03:00
Estadão Conteúdo
caso de corrupção

Após pagar fiança, Carlos Ghosn é libertado da prisão em Tóquio

Ghosn é acusado de falsificar informes sobre seus rendimentos e de ter se beneficiado pessoalmente de recursos da Nissan

6 de março de 2019
8:14 - atualizado às 9:54
Carlos Ghosn
Carlos Ghosn, ex-presidente do grupo Renault-Nissan. - Imagem: Shutterstock

Após 108 dias preso em Tóquio, o executivo Carlos Ghosn foi libertado nesta quarta-feira, 6. O brasileiro pagou fiança de R$ 33,8 milhões, estabelecida na véspera pela Justiça japonesa. A informação foi divulgada pela emissora de TV NHK.

Ghosn é acusado de falsificar informes sobre seus rendimentos e de ter se beneficiado pessoalmente de recursos da Nissan, montadora japonesa da qual foi o principal executivo e o presidente do conselho de administração.

O julgamento do brasileiro não está marcado, mas não deverá ocorrer em um prazo inferior a seis meses, segundo a avaliação de advogados. Até lá, Ghosn permanecerá vivendo em Tóquio.

Imagens da NHK mostram Ghosn saindo da prisão vestindo um uniforme, máscara e boné. Ele deixou o prédio entrou em uma van, sob os olhares de centenas de jornalistas que o aguardavam. O executivo nega irregularidades e diz estar passando por um "terrível martírio".

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Interrompendo o casamento

Movida reforça pedido do Cade para barrar união entre Unidas e Localiza

De acordo com a companhia, isso geraria uma concorrência desleal no setor, com a nova empresa tendo 65% do mercado brasileiro de aluguel e 29% do mercado de frotas

vai mexer

Após polêmica com demissão de Castello Branco, governo indica nomes para o conselho da Petrobras

Cinco membros do colegiado pediram para não serem reconduzidos após interferência de Bolsonaro no comando da estatal

MERCADOS HOJE

Ibovespa opera em queda firme com piora da pandemia no país; dólar vai a R$ 5,70

Os mercados internacionais têm mais um dia de cautela, acompanhando uma nova alta do retorno dos títulos públicos americanos. No Brasil, o cenário da pandemia preocupa

Exile on Wall Street

Sem flores por hoje

Interrompemos nossa programação para uma verdade necessária: temos pouco a comemorar neste Dia Internacional da Mulher. Confesso que nunca aceitei bem a ideia de homenagem embutida nesta data. Sinto que temos tanto a conquistar e estamos tão atrasadas nessa agenda que, para mim, o 8 de março é menos sobre flores e mais sobre dar […]

ouça de graça

Tela Azul #22: A vida difícil dos PJs, Startups e o Venture Capital no Brasil

Na edição desta semana do Tela Azul, recebemos o Rodrigo Tognini, CEO do Conta Simples, uma startup brasileira que une serviços bancários para PJ, com ferramentas que facilitam a gestão financeiras das empresas.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies