Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-04T12:22:42-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Banco público

Caixa terá empresa própria de maquininhas de cartões, diz novo presidente

“O único banco grande que não tem uma adquirente é a Caixa. E isso vai mudar”, disse o novo presidente do banco público, Pedro Guimarães. Dependendo do caminho adotado, a Cielo pode ser afetada. Veja por quê

30 de janeiro de 2019
10:30 - atualizado às 12:22
Caixa Econômica Federal
Agência da Caixa Econômica Federal em São Paulo - Imagem: Itaci Batista/Estadão Conteúdo

A Caixa Econômica Federal terá uma empresa própria de maquininhas de cartão (adquirência), afirmou o novo presidente do banco público, Pedro Guimarães.

"O único banco grande que não tem uma adquirente é a Caixa. E isso vai mudar", ele disse, durante participação em evento promovido pelo Credit Suisse.

Um dos serviços que o banco pretende oferecer com sua própria empresa de maquininhas é a antecipação de recebíveis, segundo Guimarães.

Hoje o banco atua em parceria com a Cielo, controlada por Banco do Brasil e Bradesco. Ou seja, se a Caixa decidir ter uma empresa independente, a empresa pode potencialmente ser afetada.

Por outro lado, se o arranjo planejado pelo novo presidente da Caixa envolver a Cielo, o negócio pode representar um impulso para a companhia.

Guimarães deu um prazo de dois meses para anunciar o que o banco pretende fazer. Mas ele não disse que não poderia falar qual a estratégia que será adotada.

Ainda na área de cartões, a Caixa também pretende atuar no negócio de cartão de crédito consignado, de acordo com Guimarães, que deixou o evento sem falar com os jornalistas.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

O FISCAL ENLOUQUECEU

Com furo no teto, XP e BTG já esperam que a Selic suba 1,5 ponto percentual na próxima semana

A corretora também reviu suas projeções para o câmbio, inflação e PIB deste e do próximo ano

E-commerce de pneus

Cantu Store não se assusta com a farra fiscal e registra pedido de IPO na CVM

A companhia paranaense conta com 26 filiais em 17 unidades federativas e quatro centros de distribuição, além de duas marcas próprias

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Guedes diz que fica, o puxadinho do teto de gastos e outros destaques do dia

Pelo menos um dos temores do mercado teve um desfecho nesta sexta-feira (22) — Paulo Guedes segue sendo o ministro da Economia, e o país não vai passar o fim de semana na incerteza. Após as baixas recentes na equipe econômica, mas o capitão do navio continua firme. Diante de tantas incertezas e a confirmação […]

SUPEROU AS EXPECTATIVAS

Hypera (HYPE3) inicia temporada de balanços com alta de 50% na receita líquida — veja os destaques da farmacêutica no terceiro trimestre

Apoiadas pelo portfólio cada vez maior de medicamentos e pelas vendas aquecidas, outras linhas do balanço também deixaram para trás as projeções

FECHAMENTO DA SEMANA

‘Fico’ de Guedes não apaga mau humor do mercado com furo no teto de gastos e Ibovespa despenca na semana; dólar volta a R$ 5,70

O principal índice da bolsa brasileira fechou o dia em queda de 1,34%, aos 106.296 pontos — longe das mínimas, mas no menor nível desde novembro de 2020. Na semana, a queda foi feia, e o Ibovespa recuou mais de 7%.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies