IPCA + 7,5%: receba esta e outras ofertas ‘premium’ de renda fixa no WhatsApp; clique aqui

Cotações por TradingView
2019-04-04T12:22:42-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Banco público

Caixa terá empresa própria de maquininhas de cartões, diz novo presidente

“O único banco grande que não tem uma adquirente é a Caixa. E isso vai mudar”, disse o novo presidente do banco público, Pedro Guimarães. Dependendo do caminho adotado, a Cielo pode ser afetada. Veja por quê

30 de janeiro de 2019
10:30 - atualizado às 12:22
Caixa Econômica Federal
Agência da Caixa Econômica Federal em São Paulo - Imagem: Itaci Batista/Estadão Conteúdo

A Caixa Econômica Federal terá uma empresa própria de maquininhas de cartão (adquirência), afirmou o novo presidente do banco público, Pedro Guimarães.

"O único banco grande que não tem uma adquirente é a Caixa. E isso vai mudar", ele disse, durante participação em evento promovido pelo Credit Suisse.

Um dos serviços que o banco pretende oferecer com sua própria empresa de maquininhas é a antecipação de recebíveis, segundo Guimarães.

Hoje o banco atua em parceria com a Cielo, controlada por Banco do Brasil e Bradesco. Ou seja, se a Caixa decidir ter uma empresa independente, a empresa pode potencialmente ser afetada.

Por outro lado, se o arranjo planejado pelo novo presidente da Caixa envolver a Cielo, o negócio pode representar um impulso para a companhia.

Guimarães deu um prazo de dois meses para anunciar o que o banco pretende fazer. Mas ele não disse que não poderia falar qual a estratégia que será adotada.

Ainda na área de cartões, a Caixa também pretende atuar no negócio de cartão de crédito consignado, de acordo com Guimarães, que deixou o evento sem falar com os jornalistas.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

ANOTE NO CALENDÁRIO

Simples Nacional: Prazo para adesão e regularização acaba em breve — confira as datas

30 de janeiro de 2023 - 16:21

Os empreendedores que desejam optar pelo Simples Nacional podem solicitar a adesão até 31 de janeiro. Caso o prazo seja perdido, o novo pedido poderá ser feito somente em janeiro de 2024

SE FALOU, TÁ FALADO

“Ideia terrível”: Por que o Nobel de Economia Paul Krugman detonou a criação do peso real, moeda comum entre Brasil e Argentina?

30 de janeiro de 2023 - 16:07

“Não sei quem teve essa ideia, mas certamente não foi alguém que soubesse alguma coisa sobre economia monetária internacional”, escreveu Krugman

PRESSÃO VENDEDORA

Na Raízen (RAIZ4), um investidor importante dá adeus e as ações vão às mínimas históricas. O que explica?

30 de janeiro de 2023 - 15:51

A Hédera Investimentos, veículo da Louis Dreyfus, vai vender sua fatia de 24,3% das ações PN da Raízen (RAIZ4). E agora, como ficam as ações?

ESTÁGIO E TRAINEE

Uber, Anvisa e GM estão com vagas abertas para estágio e trainee; veja oportunidades com bolsas-auxílio de até R$ 2,1 mil

30 de janeiro de 2023 - 15:32

As empresas aceitam candidaturas de estudantes e recém-formados em diversos cursos; o início está previsto para o primeiro semestre desde ano

REVISÃO

Bradesco BBI eleva recomendação para Cogna (COGN3) e vê potencial de valorização para as ações

30 de janeiro de 2023 - 15:09

O banco também aumentou o preço-alvo da Cogna (COGN3) para R$ 2,70 e está mais otimista com os resultados que virão em 2023

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies