';

🔴 O ‘NOVO PETRÓLEO’ FOI ENCONTRADO E JÁ É MOTIVO DE DISPUTA NO MUNDO — DESCUBRA AQUI

Cotações por TradingView
2019-04-04T14:42:32-03:00
Estadão Conteúdo
Investimentos no radar

Caixa analisa operações que somam R$ 100 bilhões e que serão levadas ao mercado

Estratégia deve envolver o braço de banco de investimento da Caixa, que atualmente passa por um processo de reformulação

29 de março de 2019
14:55 - atualizado às 14:42
Caixa Econômica Federal
Agência da Caixa Econômica Federal em São Paulo - Imagem: Itaci Batista/Estadão Conteúdo

O vice-presidente da Caixa, André Laloni, afirmou que o banco tem em análise cerca de 38 operações que somam R$ 100 bilhões em posições que a instituição possui, entre as quais em fundos e acionárias, que fazem parte do processo de monetização e que serão levadas ao mercado por meio de estruturas de mercado de capitais de ações, dívida e fusões e aquisições.

A estratégia deve envolver o braço de banco de investimento da Caixa, que está sendo reformulado e, segundo o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, poderá ser comandada por Luciane Ribeiro, vice-presidente de produtos de terceiros da instituição.

"São mais ou menos R$ 100 bilhões, envolvendo estratégias de mercado de capitais de dívida e ações, de subsidiárias das Caixa e em fundos de governo administrados pela Caixa, no mesmo racional do IRB, de venda de participação", comentou Laloni.

Luciane Ribeiro acrescentou que a Caixa pretende utilizar a rede de distribuição para levar, por exemplo, fundos imobiliários ao varejo e ao público de mais alta renda, com perfil mais longo.

"Temos 13 mil lotéricas e outros mecanismos de distribuição para levar fundos imobiliários, por exemplo, para ser distribuído na rede. Temos os ativos, podemos montar carteira de prazo mais longo e sofisticado e colocar ao público de alta renda", disse.

Os executivos da Caixa disseram que estão avaliando imóveis de agências e prédios próprios para a venda e ganho de eficiência financeira. Guimarães citou que em Brasília, por exemplo, existem quatro prédios, de 15 dos quais a Caixa aluga, que são para serviços terceirizados, e que, portanto, não faz sentido a instituição arcar com esse custo. "São terceirizados para reduzir custo, há uma contradição", notou ele.

Ainda sob o ponto de vista de gestão de ativos e de eficiência de custo do banco, os executivos comentaram que em 2018 foram retomados 30 mil imóveis e incorporados à carteira do BNDU (bens não de uso), a qual está sob análise para verificação correta do valor dessa carteira. "Estamos revisando todo o estoque de ativos imobiliários, desde as carteiras de crédito até os BNDUs e os imóveis em uso", disse Guimarães.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

JÁ É RECORDE NA AUSTRÁLIA

Quase bilionário, Djokovic iguala recorde de Rafa Nadal em Grand Slams

29 de janeiro de 2023 - 11:18

Djokovic dá a volta por cima, vence mais uma final na Austrália e chega à marca de 22 conquistas de Grand Slam na carreira

FIM DE SEMANA EM CRIPTO

Bitcoin (BTC) firma-se acima dos US$ 23 mil com investidores de olho no Fed

29 de janeiro de 2023 - 9:32

Depois de passar o sábado sem estabelecer uma direção clara, o bitcoin amanheceu no azul hoje, com alta de quase 2% nas últimas 24 horas

ANOTE NO CALENDÁRIO

Agenda econômica: a primeira super-quarta do ano trará decisões de juros no Brasil e nos EUA; BCE também se reúne

29 de janeiro de 2023 - 8:11

O Copom, o Fed, o Banco Central Europeu (BCE) e o Banco da Inglaterra (BoE) definem suas novas taxas de juros; dados do mercado de trabalho nos EUA também estarão no radar

LOTERIAS

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 115 milhões; Lotofácil tem 3 ganhadores

29 de janeiro de 2023 - 7:49

Enquanto a Lotofácil segue fazendo a alegria dos apostadores, Mega-Sena está acumulada desde o sorteio da virada

IVAN SANT'ANNA

Como Jorge Paulo Lemann fez fortuna e quase perdeu tudo “transando” no mercado financeiro

29 de janeiro de 2023 - 7:28

A carreira de Lemann não foi meteórica desde o início. Me lembro que ele costumava dizer: “Vamos transar?”, numa época em que o verbo tinha conotação diferente

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies