Menu
2019-11-13T16:23:45-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Investimentos

Bradesco vai concentrar operações de corretora para pessoas físicas na Ágora

Os esforços fazem parte dos planos do segundo maior banco privado brasileiro de lançar uma nova plataforma para o público de varejo chamada Casa de Investimentos

13 de novembro de 2019
10:30 - atualizado às 16:23
Bradesco na tela do celular
Logo do Bradesco - Imagem: shutterstock

Em meio ao acirramento da concorrência com as plataformas de investimento, o Bradesco anunciou na manhã de hoje que vai concentrar os serviços de corretora para o público de varejo na Ágora.

Os esforços fazem parte dos planos do segundo maior banco privado brasileiro de lançamento de uma nova plataforma chamada "Casa de Investimentos". O banco diz que pretende oferecer mais opções de produtos e facilidades para os clientes realizarem seus investimentos.

A migração para a Ágora ocorrerá em até 120 dias. A corretora do banco passará a operar apenas para clientes institucionais.

A corretora Ágora foi comprada pelo Bradesco em 2008 por R$ 830 milhões. Na época, a empresa era líder no mercado de ações para pessoas físicas (home broker), mas foi perdendo a relevância nos anos seguintes.

Com o avanço da XP Investimentos e outras plataformas, porém, os grandes bancos foram obrigados a se mexer.

O movimento mais relevante foi dado pelo Itaú Unibanco, que comprou uma participação de 49,9% no capital da XP em 2017, por R$ 6,3 bilhões. Já o Santander optou por lançar no início deste ano sua própria plataforma, a Pi Investimentos, do zero e separada da instituição.

O ataque da concorrência e o efeito da queda da taxa básica de juros já deixam marcas no balanço do Bradesco. No terceiro trimestre, o banco sofreu queda nas receitas com administração de fundos de investimento.

Em evento que acontece agora à tarde com analistas e investidores, o presidente do Bradesco, Octavio de Lazari deu mais detalhes sobre a nova plataforma, que vai oferecer produtos próprios e de terceiros. "Clientes de todos os segmentos poderão operar na Ágora liquidando operações direto na conta do Bradesco de forma consolidada", disse.

O banco também pretende reforçar a assessoria de investimentos na rede de agências. "Teremos um especialista em cada agência Prime (de clientes de alta renda) e em todas as agências com mais de 500 clientes", afirmou.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

O melhor do seu dinheiro

Alguém chame os bombeiros

Hoje tivemos mais um dia de grande volatilidade nos mercados brasileiros, que entraram em parafuso com o temor de que o teto de gastos poderia vir a ser furado. Os investidores aguardam com grande ansiedade a votação da PEC Emergencial, aquela que permitirá o retorno do auxílio emergencial. E rumores de que ela seria desidratada […]

FECHAMENTO

Em dia de alta volatilidade, Lira salva Ibovespa de um fiasco e segura o dólar em R$ 5,66

A volatilidade reinou absoluta nesta quarta-feira (03) e mais uma vez Brasília foi responsável por movimentar os negócios no Brasil. Lá fora, o dia foi de cautela com a alta dos juros futuros

Luz no fim do túnel?

Ministério da Saúde avança em negociações com laboratórios para comprar vacinas

A declaração do MS foi dada pelo titular da pasta, Eduardo Pazuello, em reunião com a Confederação Nacional de Municípios (CNM).

Crypto News

Bitcoin para leigos e descrentes também

Descrever algo tão complexo como o Bitcoin exige repertório, dedicação e um pouco de sedução de quem apresenta.

Ruim, mas nem tanto?

“É um dos países que menos caíram no mundo”, afirma Bolsonaro, sobre queda de 4% no PIB

Para Bolsonaro a queda do PIB só não foi maior devido a movimentação da economia gerada pelo auxílio emergencial.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies