Menu
2019-08-06T17:15:43-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Bancos

Bradesco faz mudanças no alto escalão e reduz número de vice-presidentes

Na nova estrutura, a diretoria executiva será composta por três grandes áreas voltadas à negócios (varejo, alta renda e atacado), enquanto uma unidade ficará dedicada à infraestrutura, tecnologia e recursos humanos

14 de janeiro de 2019
10:33 - atualizado às 17:15
Bradesco
Imagem: shutterstock

Na primeira grande mudança no alto escalão desde que Octavio de Lazari assumiu a presidência, em março do ano passado, o Bradesco promoveu uma mudança significativa no alto escalão, que incluiu a redução no número de vice-presidências de seis para quatro.

Na nova estrutura, a diretoria executiva será composta por três grandes áreas voltadas aos clientes, enquanto uma unidade ficará dedicada à infraestrutura, tecnologia e recursos humanos.

Nas áreas de negócios, o vice-presidente Eurico Fabri será responsável por todo o segmento de varejo do banco. O atendimento aos clientes de alta renda ficará com o vice-presidente Cassiano Scarpelli. E as operações no atacado ficarão na alçada de Marcelo Noronha.

A quarta vice-presidência, responsável pelas áreas de apoio do banco, ficará com o vice-presidente André Cano.

Na dança das cadeiras, Josué Augusto Pancini e Mauricio Minas, que acumulavam os cargos de conselheiros e de vice-presidentes, passam a atuar exclusivamente no conselho.

Briga de gigantes

Com a mudança, a estrutura de comando do Bradesco fica mais parecida com a do rival Itaú Unibanco, que conta com duas diretorias gerais, nas áreas de varejo e atacado, e três vice-presidências.

Nos últimos anos, enquanto se concentrou no processo de incorporação do HSBC Brasil, o Bradesco ficou para trás na briga dos grandes bancos pela rentabilidade. Mas os números mais recentes mostraram que o banco voltou com força para a disputa.

No terceiro trimestre, a rentabilidade ficou em 19%, uma alta de 1 ponto percentual em relação ao mesmo período. Embora não tenha sido suficiente para superar o Santander, que teve um retorno de 19,5%, o resultado recolocou o banco na disputa pelo segundo lugar.

De janeiro a setembro, o banco lucrou R$ 15,734 bilhões, alta de 11,1% em relação ao mesmo período do ano passado. O resultado de 2018 será divulgado no próximo dia 31.

Promoções e saídas

Junto com as alterações na estrutura de comando, o Bradesco anunciou as promoções de Bruno D'Ávila Melo Boetger (Corporate/BBI), Guilherme Muller Leal (Alta Renda/Prime), João Carlos Gomes da Silva (Varejo) e Rogério Pedro Câmara (TI) para diretores executivos gerentes.

Para diretores executivos adjuntos, o banco promoveu Leandro Miranda, que estava no Bradesco BBI e passa a ser responsável pelo Departamento de Relações com o Mercado e pelas corretoras do Banco, além de Edson Marcelo Moreto (Crédito), José Sérgio Bordin (Varejo), Roberto de Jesus Paris (Tesouraria) e Antonio José da Barbara (Secretaria Geral).

As mudanças no banco começaram na sexta-feira, com a saída de Denise Pavarina, que ocupava a diretoria de relações com investidores.

E você, o que achou das mudanças no Bradesco? Comente logo abaixo ou me siga lá no Twitter.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

o que mexe com os negócios hoje?

Mercados reagem e ficam no vermelho após aumento de casos do coronavírus na China

O Fórum Econômico Mundial de Davos fica em primeiro plano em dia de agenda esvaziada

tensão na ásia

China e países próximos adotam medidas diante da nova pneumonia

Governo revelou que novo tipo de coronavírus, que causa infeções respiratórias em seres humanos e animais, é transmissível entre seres humanos

dinheiro que entra

Positivo anuncia oferta de ações que pode movimentar R$ 521 milhões

Recursos serão usados para o crescimento de contratos com instituições públicas e expansão do negócio Positivo as a Service e de outras avenidas de crescimento

em davos

Trump vai mencionar crescimento econômico e China em discurso, diz secretário

Para Steven Mnuchin, acordo comercial “de fase 1” criará “enormes oportunidades” para empresas e trabalhadores americanos, mas segunda fase do pacto pode não ser um “Big Bang”

negócio fechado

Caixa Seguridade fecha parceria com Icatu em capitalização por R$ 180 milhões

Sociedade permite à seguradora explorar os canais do banco público com exclusividade neste segmento por 20 anos

Entrevista exclusiva

CEO da BGC Liquidez projeta alta de até 12% para bolsa dos EUA e diz que dólar abaixo de R$ 4 é difícil neste ano

Mesmo com o câmbio um pouco mais alto, o especialista projeta que o PIB termine este ano com alta de 2,3%. Mas diz que um dos maiores perigos para a expansão é que a reforma tributária seja postergada novamente

BALANÇO

Receita bruta da Cia Hering soma R$ 502,9 milhões no 4º trimestre

Segundo a empresa, as vendas mesmas lojas apresentaram queda de 4% na rede Hering. Importante destacar que a rede apresentou nos últimos 7 trimestres crescimento desse indicador

AQUISIÇÃO

BC autoriza que Banco Inter compre 70% de controladora da DLM Invista

Hoje, a DLM possui R$ 4,5 bilhões em ativos sob gestão e é responsável pela gestão fundos de investimento e previdência privada, além de gestão de patrimônio por meio de fundos e carteiras de clientes de alta renda

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Nada além de céus azuis

“Blue days / All of them gone / Nothing but blue skies / from now on” Caro leitor, Os versos da canção otimista de Irving Berlin, composta há quase cem anos, dizem, numa tradução livre, que os dias “azuis” (no sentido de “tristes”, “depressivos”) se foram e que, de agora em diante, não haverá nada […]

Perto dos 119 mil pontos

Ibovespa ganha força na reta final, fecha em alta e crava um novo recorde; dólar sobe a R$ 4,18

Após passar boa parte da sessão flutuando perto do zero a zero, o Ibovespa acordou nos últimos minutos e chegou a uma nova máxima histórica, engatando a terceira alta consecutiva. O dólar à vista, por outro lado, teve um dia mais pressionado e subiu a R$ 4,18

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements