Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-01-31T16:57:19-02:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Pelo celular

Bradesco espera triplicar número de clientes do banco digital Next

Banco projeta alcançar 1,5 milhão de correntistas no fim deste ano. Em novembro passado, o número de contas abertas pelo Next era de 5 mil por dia

31 de janeiro de 2019
9:17 - atualizado às 16:57
next bradesco
Imagem: Divulgação

O Next, banco digital do Bradesco, alcançou 500 mil correntistas ativos no fim do ano passado. E a expectativa do banco é triplicar esse número e alcançar 1,5 milhão de contas neste ano.

No fim de novembro, o número de contas abertas pelo Next era de 5 mil por dia. Foram 218 mil novos clientes apenas no quarto trimestre do ano passado. Desse total, 77% não eram clientes do Bradesco.

"O número mostra que o Next está atingindo objetivo principal, que é renovar a nossa base de clientes", afirmou o presidente do Bradesco, Octavio de Lazari, em teleconferência com jornalistas.

A taxa de cancelamento (churn) é desde o lançamento do banco digital, em outubro de 2017, é inferior a 1,5%, ainda segundo o Bradesco.

O número de transações pelo aplicativo do Next atingiu 45 milhões nos últimos três meses do ano, alta de 50% em relação ao trimestre anterior.

"Além de abrirem as contas, nossos clientes estão cada vez mais engajados com a proposta de valor do Next", diz o Bradesco, no relatório que acompanha o balanço anual.

Menos agências

Com o aumento do uso dos canais digitais de atendimento, como o celular, o Bradesco reduziu em 132 o número de agências físicas ao longo do ano passado, para 4.617 pontos.

Lazari atribuiu o fechamento aos ajustes para reduzir a sobreposição de agências após a aquisição do HSBC. "As agências têm que ser rentáveis. Não abrimos mão da remuneração do capital dos nossos acionistas", afirmou.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

FECHAMENTO DO DIA

Auxílio Brasil segue pressionando a curva de juros, mas Ibovespa e dólar conseguem alguma recuperação

O Ibovespa bateu na trave e o Banco Central conseguiu segurar o câmbio, mas a pressão sobre as contas públicas segue castigando a curva de juros

Carros elétricos em alta

Para a Tesla (TSLA34) de Elon Musk, não há crise no setor automotivo: o terceiro trimestre teve lucro recorde

A Tesla (TSLA34) vai na contramão do restante do setor: a empresa de Elon Musk está vendendo mais carros e reportou um balanço forte no 3T21

AULA DE GIGANTES

De Round 6 a Mano Brown e Luiza Trajano, aprenda 5 ensinamentos para multiplicar seu patrimônio

Referências do mercado financeiro podem trazer insights relevantes para os investidores; confira algumas que o ‘Seu Dinheiro’ listou

Contornando o teto

Economistas veem ‘contabilidade criativa’ em negociação do Auxílio Brasil

Parte do benefício, com parcelas de R$ 400, deve ficar de fora da regra que comanda o avanço das despesas públicas brasileiras

De onde virá o dinheiro?

Governo confirma Auxílio Brasil em R$ 400, mas sem revelar de onde vai tirar o dinheiro para bancar o benefício

O ministro da Cidadania não respondeu às perguntas da imprensa nem confirmou a fonte de recursos para o novo programa social, o que é a grande preocupação dos mercados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies